UBus: São Bernardo do Campo terá “Uber” no Transporte Coletivo

Passageiros podem pagar viagens por aplicativo. Foto: Adamo Bazani

Iniciativa é da SBCTrans e prefeitura. Pagamento de tarifa será pelo celular e por QRCode

ADAMO BAZANI – reportagem
JESSICA SILVA – redação

Um operador de transporte coletivo convencional aderiu ao modelo de transporte sob demanda, uma das características de aplicativos como Uber, 99 e Cabify, por exemplo.

Em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, a operadora de ônibus municipais SBCTrans começa a oferecer vans de luxo em determinadas rotas cujos assentos são reservados por meio de um aplicativo chamado UBus.

O UBus é uma plataforma de tecnologia separada da SBCTrans, empresa que contratou o aplicativo.

Pelo celular, o passageiro escolhe uma rota com base na origem e destino de desejo. O aplicativo mostra o caminho mais viável para chegar à van. O pagamento é feito por meio de cartão de crédito e débito.

No celular é gerado um código bidimensional QR Code. Na van há um validador. O passageiro encosta o QRCode neste equipamento e a viagem é efetivada.

É possível também reservar poltronas para o mês todo e para um grupo de pessoas. Para compras antecipadas, é possível ter descontos.

8d9cec75-8736-4a55-84fe-c7020f776b4c

No celular é gerado um código bidimensional QR Code.

No menu “minhas viagens” é registrado todo histórico das viagens. No aplicativo, também é registrado o embarque e o desembarque do passageiro. Isso permite avisar ao sistema que a poltrona ficou disponível.

O aplicativo também tem uma versão para o motorista, pela qual em tempo real, dentro das normas de trânsito, com alertas sonoros, o condutor pode se comunicar com a base.

Ao registrar as viagens e pontos de embarque e desembarque, a ferramenta também ajuda na gestão do Transporte, porque mostra os pontos onde há maior demanda de passageiros e origens e destinos mais procurados.

O UBus fez parceria com a Google e também informa todo o trajeto com as integrações necessárias com outros meios de transporte.

Em São Bernardo do Campo, o serviço começa a funcionar no dia 28 de maio. A tarifa ainda vai ser definida. Serão inicialmente quatro vans e dois trajetos.

O serviço foi incluído no sistema de concessão entre a Prefeitura e SBCTrans. As vans terão ar-condicionado, Wi-Fi, monitores com TVs e programação individualizada.

e09f2d72-9b52-49f0-930b-7d1bb7b6e76f

O UBus foi criado para funcionar em parceria com o operador de transporte da cidade. O sistema vai complementar e interagir com os ônibus comuns da empresa. Um dos objetivos é atrair passageiros para o sistema de transporte coletivo na cidade.

No caso de São Bernardo do Campo, o funcionamento é feito junto com a SBCTrans, que também é responsável pelo investimento nos veículos, assim como pela manutenção, conforme afirmou o CEO da UBus, Rodnei Freitas.

O diferencial é que o passageiro poderá escolher a rota que for mais conveniente, entre os trajetos já definidos. A escolha é feita por meio do aplicativo.

“O UBus é uma plataforma tecnológica que pode também ser adicionada ao transporte coletivo convencional, ao ônibus, trazendo ao cliente mais segurança e agilidade. A partir do momento em que começa a interagir mais com o cliente, ele consegue propor alguns referenciais no trajeto”, disse Freitas.

Ouça na íntegra a entrevista com o CEO da UBus, Rodnei Freitas:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. D. Santos disse:

    Genial! Exemplo de empresa que está atenta ao mundo e não fica só reclamando da concorrência. Ponto para o Grupo ABC. Tomara que dê certo e se espalhe por toda a região.

  2. ILSON ALVES DE ALMEIDA disse:

    MUITO BOM ESTE TIPO DE SERVIÇO, MAS PRECISA SABER O VALOR, SE ESTARÁ DENTRO DA NOSSA REALIDADE $$$$$$…..

  3. Daniel Duarte disse:

    Essa é a tendência mundial, não há como fugir disso. E que venha o Uber Pool Express.

  4. AGUINALDO PORTO disse:

    Tinha que ter é um transporte municipal que preste, essa ETCSBC é uma vergonha, empresa sem comando, sem fiscalização.

  5. André Lisena disse:

    Finalmente um singelo e quase nada investimento em transporte coletivo… nos Países de 1 mundo do se investe em transporte público ônibus e metrô aqui no brasilandamos na contra mão investindo em carros particulares! …. lamentável

  6. Virginia disse:

    Todos os ônibus deveriam ser assim ” confortáveis e seguros pois nós automóveis temos que colocar cintos de segurança e nos coletivos andamos em pé !”

  7. Sílvia Cortez disse:

    Sensacional iniciativa!enfim,uma proposta inteligente!só precisa ser tb viável p o bolso brasileiro

  8. Roberto Prada disse:

    O Uber deixa na porta de casa! E o U-Bus?
    Qual o beneficio de andar de U-Bus ao invés dos ônibus da SBCTrans?
    A já sei, o U-Bus todo mundo vai sentado, tem ar condicionado e não é lotado.
    U-Bus vai ter acessibilidade?
    U-Bus vai ter benefícios para portador de mobilidade e idosos?

  9. ROSÂNGELA Maria disse:

    Eos idosos q tem gratuidade eos portadores d deficiência vao ter q pagar passagem nao terao acesso a usar cartao beneficio pois a ideia e boa porq as vz os onibus demoram horas pra passar mas e ai os custos as rotas

  10. Edgar santos disse:

    Precisamos urgente e um transporte desse Uber bus
    Na linha balsa SBC a. PQ. Dom pedro SP.
    MOTIVO O PREFEITO ESQUECEU DE NÓS
    MORADORES DO RIACHO GRANDE
    SÃO 3 CONDUÇOES PRA RODAR 40 KMS
    SENDO QUE UMA SÓ FAZENDO ESSA LINHA IRIA MELHORAR MUITO
    DEMOROU PRA APROVAR
    PRECISAMOS URGENTE
    ESTAMOS ESQUECIDOS AQUI NO RIACHO GRANDE
    ESPERO QUE CHEGUE AO CONHECIMENTO DO RESPONSAVEL DE TRAJETO.

  11. Viviane disse:

    Será que vai dar certo ? Só não gostei da forma de pagamento ! 🤔

  12. Bulgarelli disse:

    Custo x beneficio longe de uma abrangência de massa.
    Ideia é louvável APENAS PELA NOVIDADE. Quem atua no ramo e conhece sobre custos operacionais ja torce o nariz.
    A Uber quer mesmo inovar no sistema público de transporte? AEROBOLHA é a única alternativa ja competindo inclusive com o Skytran da Nasa. Mas anos luz na dianteira da utilidade real do sistema.

Deixe uma resposta