Trem turístico entre Minas Gerais e Rio de Janeiro será lançado em 2018

Três Rios conta com áreas de fazenda. Foto: Isabela Kassow/Diadorim Ideias

Segundo o Ministério do Turismo, locomotivas já foram restauradas e estarão em funcionamento no segundo semestre do ano

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Um trem turístico, ligando Minas Gerais ao Rio de Janeiro, será lançado no segundo semestre de 2018. Segundo informações do Ministério do Turismo, as locomotivas já foram restauradas e nove vagões estão nos últimos reparos para o lançamento.

Quando as viagens começarem, os turistas vão passear ao longo de 160 quilômetros de trilhos. O trem está previsto para ligar Cataguases, em Minas Gerais, e Três Rios, no Rio de Janeiro, passando por seis cidades, Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba, Chiador e Sapucaia.

A previsão do Ministério do Turismo é de que as viagens aconteçam aos sábados, domingos e feriados. Ao todo, a capacidade é de 850 passageiros por dia, contando os dois sentidos da ferrovia.

Os trens vão ter partidas simultâneas do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, para que os turistas possam fazer o trajeto completo de ida e volta ou trocar de trem no meio do caminho.

O projeto do trem turístico é coordenado pela Organização da Sociedade Civil de Interesse Público “Amigos do Trem”, com apoio das prefeituras e da iniciativa privada. A concessionária Centro Atlântica também participa da parceria, junto com órgãos do governo federal.

Turismo ferroviário no Brasil

De acordo com o Ministério do Turismo, o Brasil conta com mais de 30 trens turísticos em operação atualmente. Entre os mais conhecidos, destacam-se o Campinas – Jaguariúna e o Pindamonhangaba – Campos do Jordão, em São Paulo, e o Trem das Águas, em Minas Gerais.

Em 26 de fevereiro, o Grupo de Trabalho de Turismo Ferroviário, coordenado pelo Ministério do Turismo, retomou as discussões sobre o setor no país. Entre os temas discutidos, foram debatidas formas de fomentar a área no Brasil.

“A pauta do encontro abordou pontos como a necessidade de avanços normativos e legais na área para superar obstáculos ao adequado desenvolvimento do ramo no Brasil. A próxima reunião do colegiado deve ocorrer em abril. Além do MTur, fazem parte do GT de Turismo Ferroviário representantes do Ministério dos Transportes, do DNIT, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Ministério do Meio Ambiente, do Brasil Convention & Visitors Bureau e empresários do setor, entre outros”, informou o Ministério do Turismo, em nota.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: