Sem uso, estação de BRT é desativada na Zona Oeste do Rio de Janeiro

Estação do BRT Maria Tereza, na Zona Oeste do Rio, será desmontada em uma semana. Foto: Marcio Alves / Extra

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE*

Construído em 2012, local tornou-se abrigo para moradores de rua e usuários de drogas

*Com informações do jornal Extra

A estação do BRT Transoeste Maria Tereza, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi desativada após seis anos sem uso. Inaugurada em 2012, a parada nunca recebeu um ônibus articulado, conforme publicado pelo jornal Extra.

Ao longo do tempo, o local tornou-se abrigo para moradores de rua e usuários de drogas. Por esse motivo, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente, começou a desmontar a estrutura nesta segunda-feira, 12 de março.

A intenção da Prefeitura é liberar uma faixa em cada sentido no trecho da estação, que fica no cruzamento da Estrada do Monteiro com a Avenida Cesário de Melo. As obras estão previstas para durarem uma semana, até a liberação da via para os automóveis.

Conforme informado pela Prefeitura ao jornal Extra, as peças serão retiradas do local e serão enviadas para um depósito público, servindo como reposição para possíveis manutenções em outras estações do corredor. No local, passaria uma linha do BRT com destino à Barra da Tijuca, mas o projeto não foi concluído.

1 comentário em Sem uso, estação de BRT é desativada na Zona Oeste do Rio de Janeiro

  1. Se não havia corredor, nunca fez sentido essa estação.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: