Greve de ônibus na Grande Vitória continua e deve ir até o dia 10

Nesta quarta-feira, já é o 9º dia de paralisação. Não há consenso sobre reivindicações de trabalhadores

ADAMO BAZANI

A greve de funcionários dos transportes coletivos da Grande Vitória entra nesta quarta-feira, 3 janeiro, no 9º dia sem previsão de desfecho em curto prazo.

Os trabalhadores pedem reajuste entre 7% e 10% e o GV Bus, sindicato que reúne as empresas de ônibus, na primeira proposta ofereceu aumento de 1,83% nos salários.

Uma proposta de reajuste de 2% foi apresentada em uma tentativa de conciliação na Justiça, mas o índice foi negado pelos trabalhadores.

O sindicato dos rodoviários diz que cumpre determinação judicial de 70% da frota nos horários de pico do transporte coletivo na manhã e no final da tarde e de 50% nos demais horários, mas alguns passageiros dizem que o percentual não está sendo obedecido em algumas linhas por causa da longa espera nos pontos.

Como ainda não houve nenhum consenso entre as partes, a estimativa é que a greve só termine no próximo dia 10, quando deve ocorrer uma audiência de julgamento do dissídio coletivo no TRT/ES – Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: