Prefeitura de Uberaba assumirá obras de trecho do BRT em 2018

brt vetor Foto: Edden Brito

Com verbas do Pró-Transporte, repassados pela Caixa Econômica Federal, município retoma obras com equipe própria no dia 3 de janeiro

ALEXANDRE PELEGI

Conforme noticiamos no dia 24 de novembro deste ano, a Prefeitura de Uberaba precisou assumir a infraestrutura das obras do BRT trecho Sudoeste, que segue em direção ao bairro Beija-Flor. O motivo refere-se a problemas internos do consórcio responsável pelo serviço. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/11/24/prefeitura-de-uberaba-tem-problemas-com-consorcio-e-decide-assumir-obras-do-brt-sudoeste/#prettyPhoto

Para passar a executar as obras, paralisadas após diversos atrasos, a administração municipal teve que antes solicitar autorização e recursos à Caixa Econômica Federal. No dia 1 de dezembro, por meio de edital publicado no Porta-Voz de Uberaba, que divulga diariamente os atos oficiais no âmbito do governo municipal, o secretário de Obras da prefeitura da cidade mineira, Nagib Facury, informou que a prefeitura recebera recursos provenientes do Pró-Transporte para realizar as obras de implantação do corredor Sudoeste do BRT.

Os valores foram depositados no dia 22 de novembro, feitos pela Caixa Econômica Federal, por meio de contrato de financiamento, e chegam a R$ 784.622,86.

Com o sinal positivo do banco estatal, a prefeitura assumirá agora o serviço, retomando as obras no dia 3 de janeiro.

A prefeitura fará agora os serviços de afastamento de meio-fio, passeios e cabos de fibra ótica, além da implantação da base reforçada de cimento da faixa de ônibus, a criação das baias de estacionamento e o recapeamento da via no trajeto. Caberá ainda ao município executar a sinalização de trânsito no trecho.

A previsão é que o serviço seja executado em 70 dias úteis, mas o período de chuvas pode obrigar a prefeitura a estender o prazo.

Mesmo com a prefeitura atuando com equipe própria na obra, o consórcio vencedor da licitação vai continuar a executar o trecho do eixo Sudoeste, o que inclui acabamento nos terminais de integração e a conclusão da implantação de estações de passageiros, dentre outros serviços.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: