Prefeitos do ABC vão debater reajuste de tarifa de ônibus em reunião do Consórcio Intermunicipal

Publicado em: 27 de dezembro de 2017

Em Santo André, valor deve continuar sendo igual de São Bernardo do Campo

Declaração do prefeito de São Bernardo e atual presidente do Consórcio Intermunicipal sinaliza que prefeitos querem tratar o tema de forma coletiva

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (27) que reunirá o Consórcio Intermunicipal Grande ABC para debater o reajuste da tarifa de ônibus nas seis cidades consorciadas.

Morando é o atual presidente do Consórcio, e disse que na próxima assembleia, prevista para ocorrer no dia 9 de janeiro de 2018, o tema de debate entre os prefeitos será o reajuste da tarifa em cada cidade, mas de forma coletiva.

Morando afirmou ainda que não houve qualquer discussão sobre aumento no valor da tarifa em São Bernardo. É praxe a região aguardar a decisão do prefeito de SP e do governador sobre o reajuste dos modos de transporte que afetam a Região Metropolitana – ônibus da Capital e EMTU, Metrô e trens da CPTM –, para então proceder aos reajustes nas tarifas dos ônibus de cada município.

Desde 2013 as cidades que integram o Consórcio tratam a questão de forma coletiva, e cada prefeitura buscar aplicar valores similares, com exceção de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, que praticam tarifas menores. Atualmente as tarifas nas cidades consorciadas variam entre R$ 4 e R$ 4,20.

Desde que assumiu a presidência do Consórcio Intermunicipal Grande ABC em janeiro de 2017, o prefeito Orlando Morando já anunciara propor para 2018 um aumento regional de tarifas de ônibus. À época ele explicou que o objetivo era unificar as datas para que o cidadão se adapte melhor aos reajustes. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/01/10/orlando-morando-sugere-aumento-de-tarifa-de-onibus-unificado-no-abc/#prettyPhoto

Em 2017, os preços das tarifas foram definidos separadamente, e cada cidade tratou do assunto sem debater uma política unificada.

Em São Bernardo do Campo o atual valor da tarifa é de R$ 4,20,e a empresas SBCTrans propõe elevar este valor para R$ 4,70.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Luiz Portella disse:

    É impressionante o político q acha q é dono da cidade! Tarifa de ônibus tem q ser técnica e hoje temos a planilha da ANTP, q conseguiu ser uma das melhores do mundo reconhecidamente pela UITP! Assim qualquer coisa q fuja disso é no mínimo crime contra o patrimônio privado além de um populismo barato com o bolso dos outros . Um político tem q saber ser gerente e saber como manejar subsídios , principalmente na tarifa de transporte! Srs prefeitos a planilha GEIPOT POLÍTICA NÃO EXISTE MAIS ! Sejam decentes com a população e com os operadores!

Deixe uma resposta