Refrota seleciona quatro empresas de ônibus para receberem R$ 16,3 milhões

Ônibus da Mobibrasil. Empresa teve selecionada proposta para a compra de 20 veículos

Recurso será para a compra de 52 veículos. Setor ainda quer mudanças de regras

ADAMO BAZANI

Em meio à polêmica sobre a norma que atrela o financiamento pelo Refrota à quantidade de veículos e desconsidera a variação de preços entre o momento de adesão e a liberação dos recursos, a linha criada pelo Governo Federal com recursos do FGTS para renovação da frota de transporte urbano,  selecionou mais quatro empresas para compra de 52 ônibus.

Ainda não significa que o dinheiro vai sair ou, se diante de mais um desencontro com a linha de financiamento, as empresas vão aceitar, mas é o último passo para o recurso estar disponível.

Foram selecionadas propostas da Transcol, de Teresina; da Transportes Capivari, de Capivari de Baixo e Tubarão; da Mobibrasil, de Recife e região metropolitana e da Viação Sorriso de Toledo, de Toledo.

Os recursos que podem ser liberados somam R$ 16.310.265

Agora serão analisadas documentações e garantias por parte dessas empresas.

Com verbas de R$ 3 bilhões, o Refrota 17 foi apresentado pelo Governo Federal oficialmente em janeiro deste ano, mas a liberação do primeiro financiamento ocorreu somente em 12 de junho para empresa Suzantur, que opera em Mauá.

No entanto, depois a companhia descobriu que o dinheiro que recebeu não era suficiente para comprar os 100 ônibus previstos em contrato.

É que pela demora entre a adesão, análise e a liberação dos recursos, houve aumento no preço dos chassis e das carrocerias , um problema que, segundo a empresa, não foi explicado claramente no momento da adesão . Como o Refrota é atrelado à quantidade de ônibus estipulada em contrato e não à quantidade que pode ser comprada no momento da liberação dos recursos, a Suzantur terá de buscar R$ 3 milhões em outras fontes de recursos.

Diante do fato, a NTU – Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano recomendou que seus filiados, cerca de 500 viações,  tomem cuidado antes de assinar o contrato no âmbito do Refrota.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/08/07/associacao-nacional-alerta-empresas-de-onibus-a-tomarem-cuidado-com-refrota/

 Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: