Maio Amarelo: Empresa de ônibus do Paraná desenvolve trabalho de conscientização junto aos motoristas para aumentar a segurança no trânsito

Profissionais foram abordados em seus postos de trabalho e debateram práticas para redução de acidentes

ADAMO BAZANI

O Maio Amarelo é um movimento internacional de mobilização e conscientização para redução de acidentes e para um trânsito mais seguro, seja nas cidades ou rodovias.

Diversos agentes relacionados ao transporte e trânsito, sejam públicos ou privados, realizam atividades para demonstrar a necessidade mais que urgente de o tráfego preservar vidas.

O Grupo Leblon Transporte de Passageiros, que atua nas cidades de Curitiba, Fazenda Rio Grande e Mandirituba, no Paraná, optou por uma abordagem mais direta e informal junto aos motoristas.

Foram realizadas abordagens, como se fossem blitze de conscientização, sem intuito de punição, aos motoristas enquanto eles estavam nos ônibus, os seus postos de trabalho.

As noções de segurança que os motoristas recebem nos treinamentos realizados ao longo do ano; estatísticas de acidentes e a necessidade de sempre ter em mente a responsabilidade pelas vidas, foram alguns dos temas que fizeram parte dos trabalhos.

O intuito de abordar os motoristas dentro dos ônibus quebrou as barreiras que eventualmente possam surgir em ambientes como salas de instrução e o bate-papo foi mais direto. Tudo no ambiente onde mais o profissional deve estar atento: ao volante.

O treinamento foi aplicado pelo técnico de segurança do trabalho, Marcelo de Oliveira, que se mostrou satisfeito pela consciência dos motoristas quanto às suas responsabilidades.

“Muitos estão conscientes do Maio Amarelo, da importância do seu papel como motoristas profissionais e da responsabilidade que é transportar um grande número de pessoas todos os dias” – disse

O mês de maio é histórico para segurança do trânsito. Em 11 de maio de 2011, a ONU  – Organização das Nações Unidas decretou a Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011/2020). A principal meta é reduzir em 50% número dos acidentes em todo o mundo.

No Brasil, o número de mortes no trânsito é de aproximadamente 23 por 100 mil habitantes.

Também em maio é realizada desde 2013 a Semana Mundial de Segurança do Pedestre, que tem objetivo de despertar a conscientização para que o elo mais fraco e desprotegido da mobilidade (quem anda a pé) seja de fato respeitado nas cidades e nas estradas.

Acidentes de trânsito são uma das principais causas de morte no mundo, vitimando 1,25 milhão de pessoas por ano, acumulando óbitos principalmente em países pobres. Segundo a OMS, os países de baixa ou média renda acumulam 90% das mortes no trânsito, enquanto somam 54% dos veículos no mundo. A Europa tem as menores taxas per capita, e a África, as maiores. – diz nota técnica da ONU

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: