Rodoviários decidem decretar greve em Salvador a partir de 0h de terça (23)

Esta semana categoria atrasou a saída dos ônibus em quatro garagens da capital

ALEXANDRE PELEGI

Os rodoviários de Salvador decidiram decretar greve a partir da zero hora de terça-feira (dia 23). A decisão foi tomada em assembleia realizada nesta quinta (18) pela manhã.

A categoria está em campanha salarial, e reivindica 5% de aumento real, tíquete refeição de R$ 20, o fim da dupla função de motorista e a manutenção do cargo de cobrador em todas as linhas e horários.

Em assembleias realizadas na manhã e tarde do dia 11 de maio, os rodoviários já haviam decidido decretar estado de greve. Leia aqui: (https://diariodotransporte.com.br/2017/05/12/rodoviarios-de-salvador-nao-conseguem-acordo-e-decretam-estado-de-greve/)

O diretor de imprensa do sindicato dos rodoviários da Bahia, Daniel Mota, comunicou a decisão da categoria à imprensa. Caso não haja mudança na posição dos patrões, Daniel garantiu que a greve poderá se estender por todo estado da Bahia. Apenas em Salvador o movimento paredista deixaria de colocar 13 mil rodoviários nas ruas. No estado, são 18 mil trabalhadores.

Mesmo assim existe ainda a chance da greve não acontecer, já que há duas novas reuniões da direção do sindicato marcadas para esta sexta-feira (19). Uma será com o prefeito de Salvador, e a outra no Ministério do Trabalho e Emprego. Na segunda-feira (22), véspera da greve, os rodoviários farão outra assembleia, quando decidirão se houve algum avanço diante dos últimos acontecimentos.

Na última terça-feira, dia 16, pelo menos quatro garagens de ônibus em Salvador tiveram a saída dos veículos atrasada pelo Sindicato dos Rodoviários. Leia aqui: (https://diariodotransporte.com.br/2017/05/16/onibus-em-salvador-motoristas-atrasam-saida-das-garagens/)

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: