Governo Federal lança programa de R$ 59 bilhões, com mais de um terço (R$ 22,7 bilhões) para a área de transportes

Em busca de agenda positiva, governo Temer finaliza detalhes do “Avançar”, plano que ocupará lugar do PAC

ALEXANDRE PELEGI

Em tempos de reformas impopulares, o governo federal sai à cata de montar uma agenda positiva. A intenção é lançar o “Avançar”, plano que ocupará o espaço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Com a previsão de investimentos de R$ 59 bilhões até o fim de 2018, o governo espera passar a mensagem para a população de a economia avança em processo de retomada.

A área de transportes será contemplada com mais de um terço dos investimentos (R$ 22,7 bilhões), direcionados para rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. As ações previstas concentram-se em construção ou duplicação de 2,3 mil quilômetros de estradas, 1,2 mil quilômetros de trilhos e dragagem de ao menos seis portos.

Recursos do orçamento e promessas de prazos

O governo promete que os recursos serão exclusivamente públicos, devendo ficar, portanto, livres de eventuais contingenciamentos. Mesmo com as restrições orçamentárias, os assessores de Temer ressaltam que uma das principais diferenças do novo plano é a transparência nas informações.

A promessa é de que todas as obras deverão ser entregues, mesmo que parcialmente, até dezembro de 2018. O eixo norte da transposição do rio São Francisco, com um lote relicitado no início deste ano, é uma das apostas.

Os aportes do Avançar também englobam outros três eixos: R$ 15,7 bilhões para habitação, saneamento básico e mobilidade urbana; R$ 13,5 bilhões para defesa; e R$ 7,4 bilhões para saúde, educação, recursos hídricos, cultura, turismo e esporte.

Outra pretensão do governo é acelerar a tramitação de projetos que eliminem os gargalos que atrasam a entrega de obras, como a Lei Geral do Licenciamento Ambiental e uma legislação que possa facilitar as desapropriações.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: