Aplicativo auxilia na fiscalização do trânsito em Porto Alegre

Ideia é envolver a comunidade na fiscalização do trânsito, com o objetivo de mudar o comportamento dos condutores, ao invés de multar

ALEXANDRE PELEGI

Envolver a comunidade na fiscalização do trânsito, com o objetivo de mudar o comportamento dos condutores, ao invés de multar, é o objetivo de um aplicativo adotado pela Prefeitura de Porto Alegre.

Desde o dia 22 de março a prefeitura da capital gaúcha permite a todo cidadão se tornar um “agente de trânsito” em Porto Alegre. A ferramenta para essa transformação atende pelo nome de Capester, um aplicativo que permite registrar infrações em vídeos e enviar tudo diretamente para a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), que cuida do trânsito na cidade.

A ideia é o que o aplicativo, desenvolvido em parceria com uma empresa israelense, possa auxiliar na educação do trânsito e no monitoramento do tráfego.

Após baixar o app, disponível nas plataformas Android e IOS, o usuário pode registrar em vídeo as infrações de trânsito que testemunhar, sem a necessidade de cadastro e de forma anônima. Em seguida o sistema Capester envia a denúncia à EPTC. O órgão de trânsito da cidade avalia e valida o vídeo, e caso realmente seja constatada a infração uma correspondência é enviada ao condutor do veículo.

Esta correspondência apenas alertará o motorista sobre a infração cometida e, assim espera a EPTC, auxiliará na conscientização e na promoção de uma cultura do uso correto das vias públicas.

O presidente da EPTC, Marcelo Soletti, avisa: o documento não tem poder de multa e não gera cobrança posterior. “Neste primeiro momento, o nosso objetivo é conscientizar os motoristas”, explicou Soletti.

Na primeira etapa do projeto a tecnologia vai avaliar infrações como as cometidas por veículos estacionados de forma irregular em vagas especiais, sobre calçadas, invasão de faixa de segurança, entre outras.O aplicativo Capester já existe em 11 cidades em Israel, Colômbia e Polônia e, avisa a empresa que o desenvolveu, deve em breve aportar em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Só para lembrar

Em 2015 uma pesquisa realizada pela CET de São Paulo Pesquisa estimou que eram cometidas, em média, cerca de 10 milhões de infrações de trânsito por hora na capital. Organizada pelo consultor Horácio Figueira, a pesquisa comprovou que são fiscalizadas apenas 1 para cada 4.416 infrações cometidas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Aplicativo auxilia na fiscalização do trânsito em Porto Alegre

  1. Tinha mesmo era que cobrar multa. Seria muito melhor.

  2. Amigos, boa noite.

    “Desde o dia 22 de março a prefeitura da capital gaúcha permite a todo cidadão se tornar um “agente de trânsito” em Porto Alegre.”

    Já que o contribuinte terá de trabalhar, para o puder público quanto os munícipes de POA, terão de redução no IPTU.

    E cuidado que isso pode dar vínculo empregatício.

    Bom, fora os “perrengues” acima esse projeto é legal, nada de botão perigo.

    Mas eu já estou fazendo um book com as aberrações cometidas, hoje fotografei um carro de uma auto escola que “todo dia” ele atravessa meia faixa dupla e meia zebrada, cruzando a pista para entrar mais facilmente no estacionamento.

    Ainda vou fotografar as vans escolar dos Tios e da Tias, que todo dia para em cima da faixa de segurança e muiiiiiiiito próximo da esquina não respeitando o limite de “x” metros da esquina.

    Eu já tenho umas 5 pérolas, mas filmar será mais lindo ainda.

    Tecnologia israelense né, não precisa falar mais nada.

    Este aplicativo sim, será muito muito útil para registrar as aberrações cometidas pelos carros do puder publico incluindo os de placa de bronze e os do DSV.

    No corredor Rebouças será SUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUcesso.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Carlos Dias Almeida // 7 de junho de 2017 às 10:37 // Responder

    Se o agente público constata a infração de trânsito, como pode deixar de aplicar a multa correspondente sem incidir em prevaricação?

  4. Vamos juntos fazer um porto alegre pra todos com muito carinho e respeito pela cidade onde nos vivemos não sou o melhor cidadão mas com certeza estarei entre os menhores porque amo minha cidade e quero o menhor pra nos todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: