Depois de polêmica, Doria volta atrás, muda PL e dinheiro de privatização não irá mais para subsídios de ônibus, dívidas e despesas

Sistema de ônibus precisa de subsídios, mas também de investimentos como corredores, CCOs, frota de tecnologia não poluente e bilhetagem

Projeto de lei será mudado. Proposta Inicial flexibilizava uso de recursos além dos investimentos em áreas essenciais

ADAMO BAZANI

Pegou mal a informação de que o prefeito de São Paulo João Doria, por meio de um projeto de lei encaminhado à Câmara Municipal pelo vice-prefeito Bruno Covas, queria usar o dinheiro obtido pelas privatizações, parcerias público-privadas ou concessões para pagar dívidas e despesas da cidade, como subsídios aos transportes públicos, além de investir em áreas sociais e essenciais como mobilidade urbana, saúde, habitações populares e educação.

Na manhã desta quinta-feira, 20 de abril de 2017, Doria ordenou, à distância, a mudança no projeto de lei. No 6º artigo, a proposta inicial abria a possibilidade de os recursos não serem usados integralmente para investimentos.

Ainda pelo projeto original, parte dos recursos poderia ser usada, inclusive, dentro do item de despesas, para subsidiar o sistema de transportes coletivos.

Na edição desta quarta-feira, 19 de abril, o Diário do Transporte mostrou com base em documento oficial da prefeitura que os subsídios estimados ao setor de transportes, principalmente após a decisão pelo congelamento da tarifa unitária, poderão neste ano ser 30% maiores que todo orçamento previsto para SPTrans realizar diversas atividades. Acesse e leia: https://diariodotransporte.com.br/2017/04/19/subsidios-estimados-pelo-setor-de-transporte-em-sao-paulo-serao-30-maiores-que-orcamento-da-sptrans/

O texto com a nova proposta será encaminhado para a Câmara Municipal.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Depois de polêmica, Doria volta atrás, muda PL e dinheiro de privatização não irá mais para subsídios de ônibus, dívidas e despesas

  1. Pegou mal, não é bom para o marketing doriano.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: