CADE dá aval para a compra da Expresso Brasileiro pela Águia Branca

Diretora Comercial e de Marketing da Águia Branca, Paula Corrêa, também anuncia compra de 60 ônibus, sendo 12 veículos de 15 metros e de dois andares da Mercedes-Benz

Ainda falta autorização da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres para negociação ser concluída

ADAMO BAZANI

O CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou nesta semana a compra da Expresso Brasileiro pela Viação Águia Branca, do Espírito Santo.

A informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira, 19 de abril de 2017, pela diretora comercial e de marketing do Grupo Águia Branca, Paula Tommasi Corrêa.

“Não estamos ainda detalhando este assunto porque dependemos também da autorização da ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres] para o negócio ser concretizado, mas já temos um contrato pronto e assim que este órgão regulador [ANTT] também liberar, teremos condições de assumir [a Expresso Brasileiro]” – disse a executiva

Inicialmente, a Expresso Brasileiro continuará com seus veículos e o nome deve ser mantido.

O valor da negociação não foi informado pela diretora comercial e de marketing.

A companhia de ônibus, que possui rotas de São Paulo – Capital e São Paulo-ABC ao Rio de Janeiro pertencia desde 2011 ao Grupo Santa Cruz.  A  ligação entre Rio de Janeiro e São Paulo é a mais rentável do país, apesar do crescimento do setor aérea nos últimos anos.

Até 2011, a ligação pela Expresso Brasileiro entre São Paulo e Rio de Janeiro era da família de Lauro Romano.

Em 2009, as linhas e frota da Expresso Brasileiro que faziam a ligação entre a cidade de São Paulo, ABC Paulista, região Metropolitana e municípios do Litoral de São Paulo e parte do interior do Estado foram adquiridas pelo Grupo JCA e  são operadas por uma das empresas deste grupo, a Viação Cometa.

Lauro Romano continuou com a linha Rio – São Paulo até 2011.

A Expresso Brasileiro foi criada em outubro de 1941 pelo espanhol Manoel Diegues para ligar São Paulo e Santos. Na década seguinte ,começou a fazer o trecho Rio-São Paulo.

Ainda não há uma previsão para a resposta da ANTT em relação à negociação, no entanto, o processo está em andamento.

ÁGUIA BRANCA COMPRA PRIMEIROS 15 METROS RODOVIÁRIOS DA MERCEDES-BENZ E NESTE ANO DEVE TRAZER MAIS CEM ÔNIBUS NOVOS:

Enquanto a Águia Branca faz planos para Expresso Brasileiro, a empresa prossegue a renovação da frota.

A diretora comercial da empresa, junto com executivos da montadora Mercedes-Benz, anunciou em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, a compra de 12 ônibus rodoviários de dois andares de 15 metros de comprimento da marca.

O lote é um dos primeiros do modelo recentemente homologado para o mercado interno.

Os ônibus devem circular no eixo São Paulo – Vitória – Vitória da Conquista e do Sul da Bahia a Salvador, onde já operam ônibus de dois andares de 14 metros.

“Entendemos que o ônibus de 15 metros 8X2 (4 eixos) é uma solução interessante porque aumenta a capacidade de transporte em cada horário sem elevar muito o custo operacional. Além disso, podemos oferecer mais conforto e espaço para nossos clientes. Desses 12 novos ônibus 15 metros, oito devem circular em rotas com mais de 1500 km de distância” – informou.

Atualmente, a Águia Branca possui oito ônibus de dois andares com 14 metros.

“Temos uma parceria com a Mercedes-Benz que nos entrega, além de veículos que atendem nossas necessidades, toda a estrutura e apoio de pós venda”

Hoje o grupo da Águia Branca possui 800 ônibus, dos quais 680 da empresa principal, 120 da Salutaris, cujos veículos já operam com a marca Águia Branca. O grupo também possui em torno de 500 ônibus da Vix Logística, empresa de fretamento, e participação de 30% na Azul Linhas Aéreas.

O faturamento da divisão de passageiros, em 2016, foi de em torno de R$ 400 milhões. Por ano, a Águia Branca transporta nas linhas regulares aproximadamente de 11 milhões de passageiros.

Entre as ações de qualificação e acompanhamento da mão de obra, a Águia Branca destacou o Programa de Medicina do Sono, que auxilia os motoristas a dormirem melhor nos momentos de descanso para atuarem mais atentos. O objetivo é reduzir os riscos de acidente. O grupo também possui salas de estimulação para o motorista não sofrer com sono e cansaço durante a jornada.

Para 2017, a Águia Branca comprou em 60 ônibus 0km, dos quais  48 unidades O 500 RSD (Mercedes-Benz de três eixos) que devem ser entregues até junho e os 12 do modelo O 500 RSDD (de quatro eixos, dois andares e 15 metros) até setembro. Todos são de carroceria Paradiso, da Marcopolo, em diferentes versões.

A executiva, entretanto, anunciou que a compra total neste ano pode chegar a 100 ônibus novos, dependendo dos planos de negócios e do comportamento do setor.

A idade média da frota hoje do Grupo Águia Branca está entre 5 e 6 anos e a divisão de passageiros em linhas rodoviárias regulares atende a aproximadamente 330 trajetos, principalmente nas regiões Nordeste e Sudeste do país.

Paula Corrêa também afirmou que apesar de o grupo atuar tanto no segmento rodoviário como no aéreo, não há estratégias como operar os ônibus somente onde a Azul Linhas Aéreas não atende e vice-versa.

“Cada setor age independentemente e busca atrair passageiros. Até brincamos dizendo que é um fogo amigo, mas fogo amigo também queima.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

8 comentários em CADE dá aval para a compra da Expresso Brasileiro pela Águia Branca

  1. Minhas empresas de ônibus preferidas estão todas indo embora: São Geraldo, Expresso Brasileiro…

  2. A última que apague a luz ! O estado de São Paulo não é muito favoravel para empresas de ônibus rodoviarios.

  3. Amigos, boa noite.

    Caramba, essa nem esquentou os motores, mas esquentou o bolso da Santa Cruz.

    Mas comercialmente o que vale e o lucro.

    Espero que a Aguia Branca, mude a pintura do Expresso, pois esse verde e muito morto.

    E olha o EFEITO BRASIL firme e forte, interferindo na iniciativa privada, autorizacao do CADE e da ANTT para uma empresa com9rar e a outra vender, eita burrocracia.

    Se tem aviao ai, nao sera esta a futura dona da Itapemirim ?????

    Meauuuuuuuuuuuuuu.

    Att,

    Paulo Gil

  4. Quantos ônibus tem a Expresso Brasileiro

  5. Boa tarde.

    Mais uma interessante matéria.

    Nada contra a empresa A, B, ou C, mas, se prestarmos a atenção, o monopólio, em vários setores de nossa economia, vai crescendo.

    São apenas 5 bancos. Nos Estado Unidos, ao que consta, são pelo menos 5 mil;

    São poucas empresas aéreas. Também nos EUA, são vaaaaarrrrrias;

    E no setor de transporte de passageiros, onde o crédito para as grandes é farto, e, os pequenos e médios, que se danem, os grandes grupos, salvo alguns incrivelmente incompetentes (pois sonegam impostos, batem na cara do passageiro, maltratam o funcionário e pagam uma propina lascada, para ANTT, Artesp, TCESP, prefeitos, deputados e tantos outros sujos e mal lavados) e mesmo assim, estão indo para o buraco;

    Triste mesmo, é imaginar que depois de tudo o que está acontecendo, o Lula ainda pode ser eleito. Não que existam opções…. até agora não vejo, até porque, como no Brasil não pode haver candidatura avulsa como nos EUA, imaginar que algum partido político vai dar chance para alguém sério, é querer muito.

    Brasileiro… Decida… Para cima, ou para o fundo da latrina.

  6. Rogério Dos Santos // 5 de setembro de 2017 às 14:54 // Responder

    Como faço pra entra como motorista no grupo?

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. CADE aprova venda da Expresso Brasileiro à Viação Águia Branca – Circular Avenidas
  2. ANTT autoriza e agora Expresso Brasileiro é oficialmente da Águia Branca – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: