Região Metropolitana do Recife sofre com assaltos a ônibus

Polícia convoca coletiva, anuncia prisões e diz que há queda do número de ocorrências

ALEXANDRE PELEGI

A Região Metropolitana do Recife tem sofrido com assaltos a ônibus. Apenas nas últimas 72 horas – da zero hora de sexta passada (24) até a meia noite de domingo (26) -, foram 33 assaltos a ônibus, segundo balanço do Sindicato dos Rodoviários do Estado de Pernambuco.

Hoje (27) pela manhã a Polícia Civil de Pernambuco convocou coletiva para anunciar as medidas que vem tomando para diminuir a insegurança no transporte coletivo. Pelos dados divulgados, este ano Pernambuco registrou 196 assaltos a ônibus em janeiro, outros 174 em fevereiro e 129 até 27 de março. Os números são baseados no registro de Boletim de Ocorrência.

Durante a entrevista coletiva a Polícia apresentou um balanço parcial da força-tarefa montada para reprimir a violência nos ônibus – foram realizadas este ano 41 prisões de suspeitos, 12 apreensões de facas e cinco de armas de fogo, além da abertura de dezenas de inquéritos policiais.

Tragédia

Mais uma vítima da onda de violência nos ônibus do Recife. Na sexta-feira (24) à noite uma mulher de 49 anos morreu após pular de um ônibus que estava sendo assaltado. Cláudia Maria dos Santos Silva, zeladora de um edifício em Boa Viagem, voltava para casa quando o ônibus que embarcara foi invadido por dois homens armados.

Após o assalto o motorista reduziu a velocidade e abriu a porta para que os assaltantes descessem, mas os criminosos mandaram o motorista seguir, instaurando um clima de pânico. Cláudia se desesperou e se jogou pela porta.

Segundo testemunhas o ônibus era antigo e a câmera de segurança não estaria funcionando.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes