Ônibus, trem e metrô funcionam normalmente em São Paulo e na região metropolitana após dia de manifestações

Sindicatos devem ser multados por descumprimento de determinações judiciais

ADAMO BAZANI

Depois de um dia caótico que foi esta quarta-feira, 15 de março de 2017, para quem depende de transporte coletivo, as operações do metrô na capital paulista, dos trens da CPTM na capital e Grande São Paulo e dos ônibus nos municípios da Grande São Paulo e da capital são normais nesta quinta-feira.

Os metroviários pararam o dia todo em adesão às manifestações contra as reformas na previdência.

O metrô usou contingente especial de funcionários e apenas algumas estações abriram.

Os ônibus pararam até às 8h da manhã, mas os serviços só foram normalizados por volta do meio-dia.

Ônibus do ABC e em regiões como Guarulhos, Osasco e Mogi das Cruzes, que também pararam, hoje funcionam normalmente.

Decisões judiciais determinaram funcionamento de frotas mínimas no caso do Metrô e de todos os ônibus, o que não foi seguido pelo Sindicato dos Metroviários e Sindmotoristas, respectivamente.

O Metrô e a Prefeitura de São Paulo entraram na justiça para que essas multas sejam efetivamente cobradas. No caso dos metroviários, a penalidade é de R$ 100 mil pelo dia de ontem e do Sindicato dos Motoristas é de R$ 5 milhões por hora, de acordo com uma decisão da 13ª Vara da Fazenda Pública e R$ 300 mil por outra decisão do TRT Paulista.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: