Londres amplia uso de ônibus elétricos contra a poluição do ar

Operadoras devem parar de adquirir veículos a diesel a partir de 2018

RENATO LOBO

A resposta de Londres para o problema da poluição do ar, que deve matar mais de 9.000 habitantes locais por ano, é a ampliação da frota de ônibus elétrico.

Esta semana o prefeito Sadiq Khan anunciou que deve acrescentar a frota londrina mais 35 ônibus elétricos nas rotas entre White City e Victoria, e South Kensington e Acton.

A aquisição deve elevar a quantidade deste tipo de veículos para mais de 120, além dos 2.000 elétricos híbridos que já operam, fazendo com que 20% da frota seja movida por combustíveis limpos.

A gerenciadora do sistema Transport for London – TfL planeja encerrar a aquisição de novos ônibus de dois andares movidos a diesel a partir de 2018, e converter mais de 3.100 deles em híbridos ou elétricos a partir de 2019.

“Mais da metade da poluição atmosférica de Londres é causada pelo transporte rodoviário e nossos ônibus mais antigos são um dos maiores contribuintes para as nocivas emissões no centro de Londres”, disse Khan.

A capital tem atualmente a maior frota de ônibus elétricos da Europa, e a TfL também tem explorado a introdução de veículos a hidrogênio, com oito deles em operação.

Renato Lobo, técnico em Transportes Sobre Pneus e Trânsito Urbano

1 comentário em Londres amplia uso de ônibus elétricos contra a poluição do ar

1 Trackback / Pingback

  1. Produtores de motores na Inglaterra tentam mostrar benefícios com Euro 6 – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: