Feira de Santana fica sem 50 ônibus por causa de dívida de empresa

Veículos foram retirados da Rosa Transportes. Financiamento não é pago desde setembro

ADAMO BAZANI

Os passageiros de Feira de Santana, na Bahia, estão sem poder contar com 50 ônibus da empresa Rosa, que presta serviços do transporte coletivo local.

O motivo é que a Justiça atendeu pedido do Banco Mercedes-Benz para aprender estes ônibus.

Os veículos seriam apreendidos no último sábado, 28 de janeiro de 2017, mas não foram encontrados na garagem, não voltando assim para o banco.. Os impactos maiores são sentidos nesta segunda, 30.

A empresa Rosa não paga os financiamentos, segundo a justiça, desde 15 de setembro de 2016.

O empréstimo junto ao Banco Mercedes-Benz, de R$ 6,75 milhões, foi feito em 57 parcelas com vencimento do dia 15 de junho de 2012 a 15 de março de 2017.

O financiamento foi aberto antes da conclusão da licitação e da empresa assumir os serviços na cidade.

 

Motoristas e demais funcionários temem desemprego.

Os ônibus da reserva têm sido usados nas linhas, mas os veículos são em número insuficiente.

A empresa de ônibus não se pronunciou.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Na hora “H” de pagar a divida…

    O buzao e privado;

    Nao ha Direito Social;

    Nao e mais, um Dever do Estado e direto do cidadao.

    Quando a grana acaba, o bla, bla, bla silencia.

    Mais uma vez o EFEITO BRASIL em plena atividade.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Pedro Santana disse:

    Corrige Um Pouco Da Matéria, Qnd o banco Mercedes Chegou lá Os Carros Da Rosa Não Estavam Mais Lá e Um Flagrante Registrou Onibus Sentido Capim Santo. Ou Seja Nem a Caio Ou Mercedes Sabem Onde Eles Estão

Deixe uma resposta