Sistema de resfriamento de motores que economiza 5% do combustível será destaque na FetransRio

Solução é desenvolvida pela Modine em parceria com a Spal, empresa italiana automotiva fabricante de eletroventiladores com escova e sem escova e traz outras vantagens, como ganho de potência e menores emissões de poluentes e níveis de ruído

INFORME PUBLICITÁRIO

Os ganhos de eficiência e redução de custos nos transportes coletivos são benéficos para todos os agentes do setor: frotistas, gestores públicos e os passageiros.

E justamente pelas soluções tecnológicas que é possível fazer com que o transporte coletivo seja mais econômico e melhor, contribuindo assim para os deslocamentos do dia a dia do cidadão.

A empresa Spal vai apresentar na edição de 2016 da FetransRio um sistema de resfriamento de motores de ônibus por eletroventiladores que pode reduzir, em média, 5% do consumo do combustível da frota.

O evento ocorre entre os dias 23 e 25 de novembro no RioCentro.

Diferentemente dos tradicionais sistemas de resfriamento do motor, a solução da Modine dispensa o uso da hélice do radiador, que normalmente é acionada diretamente pelo próprio motor do ônibus, ou seja, o sistema novo representa uma carga de trabalho a menos para este motor.

A utilização de eletroventiladores com motores eletrônicos e selados assegura a melhor eficiência no resfriamento do motor e é largamente usada na tecnologia de restrição a emissões Euro 6, já em vigor na Europa.

No entanto, é importante destacar que a tecnologia de resfriamento de motores por eletroventiladores pode ser usada em veículos mais antigos, como Euro 3, e os atuais Euro 5 no Brasil.

dscf2265

A Modine, em parceria com a Spal, realiza testes no Brasil em veículos destas gerações.

Por exigir menos do motor e ter uma estrutura mais compacta e flexível, eliminando o peso tradicional do sistema de resfriamento convencional, a solução pode gerar uma economia em média de 5% nos gastos de combustível. É importante ressaltar que esse tipo de custo interfere no dia a dia de todos os agentes do setor. Por exemplo, o combustível representa em torno de 25% dos custos de prestação de serviços nas cidades.

Como há menor exigência do motor em comparação ao sistema convencional com uma única hélice, também são obtidos ganhos de potência e rendimento.

Alguns motoristas que testaram os ônibus com o novo sistema sentiram a diferença com os veículos parecendo “mais fortes e ágeis”, segundo eles.

Com menor consumo de combustível, também há uma redução significativa nas emissões de poluentes, uma luta de todos nas cidades.

O sistema de arrefecimento também apresenta maior rendimento e o nível de ruído cai, oferecendo maior conforto aos passageiros e também aos trabalhadores em transportes.

Não há necessidade de alterar as características dos chassis e carrocerias e, no caso dos veículos zero quilômetro, é possível conseguir maior espaço interno, aumentando o número de lugares disponíveis no veículo.

A SPAL Automotive estará presente na 11ª FETRANSRIO, com o stand localizado na rua D com avenida 1 número 1306.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa tarde.

    Ja tem veiculo saindo com esse sistema de fabrica ???

    Ja esta homologada por elas ?

    Pode substituir o sistema atual por esse.

    Em caso positivo ja houve homologacao ???

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta