Greve de ônibus em Manaus é suspensa após decisão judicial

Sindicato diz que ônibus vão operar normalmente em Manaus

Juíza determinou multa de R$ 50 mil por dia parado e quer que negociações com patrões continuem

ADAMO BAZANI

A greve geral de motoristas e cobradores de ônibus em Manaus anunciada para esta quarta-feira, 16 de novembro de 2016, foi suspensa pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus após decisão judicial da desembargadora do trabalho da 11ª região, Francisca Rita Albuquerque, que determinou que os rodoviários trabalhem normalmente.

Em caso descumprimento, será cobrada do sindicato multa de R$ 50 mil por dia parado.

O vice-presidente da entidade, Josildo de Oliveira e Silva, diz que a categoria não concorda com a decisão e deve recorrer já que segundo ele greve é um direito de classes trabalhadoras. Mesmo assim, promete que a decisão será cumprida.

A entidade pleiteia aumento salarial para motoristas cobradores e demais funcionários.

Em maio deste ano, a categoria pediu reajuste de 10%, mas a justiça decretou 8%.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas –  Sinetran recorreu da decisão judicial e o índice ainda está sendo debatido na Justiça do Trabalho.

Adamo Bazani jornalista, especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta