Diante de problemas, Suzantur estuda colocar mais ônibus em serviço que não faz parada nas estações do corredor da Guarará

Ônibus foram usados em contrato emergencial de Mauá e podem reforçar linhas em Santo André

Veículos que eram da capital paulista e foram usados na operação emergencial de Mauá, ainda estão com a empresa.

ADAMO BAZANI

Diante das dificuldades dos passageiros pela ausência de frota suficiente de ônibus articulados para a principal linha do sistema de Vila Luzita, a TR 101 (Vila Luzita/Estação Santo André), assumida neste sábado em contrato emergencial pela Suzantur após desistência da Expresso Guarará dos serviços, a companhia de ônibus estuda a possibilidade de colocar mais seis veículos no trajeto entre o terminal e o centro, mas sem as paradas nas plataformas com piso elevado ao longo do corredor.

A revelação foi feita ao Diário do Transporte pelo proprietário da Suzantur, Claudinei Brogliato.

“Há possibilidade de usar aqueles ônibus de piso baixo que eram da Oak Tree. Estamos estudando. Tenho seis carros em meu poder que eu posso usar aqui para reforçar o ‘expresso’. Na época em que eu estive na administração da Guarará, eu já tinha preparado esses ônibus para uma linha expressa” – disse o responsável pela Suzantur.

Estes veículos eram da empresa Oak Tree, que faliu na capital paulista, e foram assumidos pela Suzantur em 2013, quando assinou contrato emergencial com a Prefeitura de Mauá sob administração Donisete Braga, após polêmico processo de descredenciamento das empresas Viação Cidade de Mauá e Leblon Transporte de Passageiros. Ambas foram acusadas pela administração Donisete Braga de consultarem indevidamente os dados de bilhetagem eletrônica, mas não houve prova de manipulação de recursos e de fraudes. O caso é contestado na justiça até hoje, com forte possibilidade de a prefeitura de Mauá perder a questão. Também, na época, não houve consenso nem mesmo dentro do Paço a respeito do descredenciamento, tanto é que a procuradora do município Thaís de Almeida Miana, recomendou em 27 de junho de 2013, a Donisete Braga não descredenciar as empresas, mas o parecer foi ignorado pelo prefeito petista candidato à reeleição.

Esses ônibus são ano 2011/2012, do tipo convencional. Os veículos não parariam nas plataformas, como já ocorre com os seis articulados alugados da Sambaíba, no entanto, a proposta estudada pela empresa é reforçar esse serviço semi-expresso para deixar mais vazios os únicos setes ônibus que têm condições técnicas de parar nas plataformas elevadas que permitem embarque e desembarque no mesmo nível do assoalho dos coletivos.

Anteriormente, a Expresso Guarará possuía 13 ônibus articulados com esta configuração. Agora, com a Suzantur, são apenas sete convencionais, ou seja, modelos com menor capacidade de passageiros.

A administração Carlos Grana, do PT, informou, entretanto, que nas últimas semanas de operação, a Expresso Guarará só estava colocando oito unidades do modelo.

O Diário do Transporte acompanhou o primeiro dia de operação da Suzantur e constatou confusão e dificuldades dos passageiros para entenderem o esquema de os articulados não servirem às plataformas. Os passageiros que aguardavam os ônibus ao longo do corredor ficavam revoltados porque os articulados não faziam as paradas e, quando chegavam os convencionais que tinham a configuração compatível com as plataformas, os veículos já estavam lotados, porque já saíam cheios do Terminal Vila Luzita.

Ônibus articulados da Suzantur não param em estações de corredor e saem lotados do Terminal Vila Luzita

Ônibus articulados da Suzantur não param em estações de corredor e saem lotados do Terminal Vila Luzita

Também houve problemas em relação à bilhetagem eletrônica. Poucos ônibus alimentadores das linhas provenientes dos bairros tinham os validadores dos créditos de passagem. Os usuários eram obrigados a descer do lado de fora do terminal Vila Luzita e pagarem na bilheteria para continuar viagem para o centro de Santo André, o que ocasionou, no sábado, longas filas. A empresa diz que só deve resolver este problema até quarta-feira ou quinta-feira. Leia a matéria em:

https://diariodotransporte.com.br/2016/10/08/passageiros-com-duvidas-e-bilhetagem-incompleta-marcam-primeiro-dia-da-suzantur-em-santo-andre/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

10 comentários em Diante de problemas, Suzantur estuda colocar mais ônibus em serviço que não faz parada nas estações do corredor da Guarará

  1. William de Jesus // 9 de outubro de 2016 às 22:59 // Responder

    Boa noite!

    Perguntinha “idiota”: Por que que a Suzantur simplesmente nao alugou ou manteve rodando os artclados ja existentes da Expresso Guarara pra operar o corredor?

    • Fizemos esta pergunta. É porque agora estes veículos têm restrição judicial devido à falência da Guarará. Só podem ser liberados com autorização judicial, já que agora são bens que se tornaram garantias de pagamento.

  2. Sou funcionário ex guarará, e ontem na politicagem defronte o terminal da vla luzita, o pleiteante Paulo Serra Desinformado da Silva, dizia que Santo André não precisa de Onibús de Mauá, e nem funcionários de Mauá, pois aqui o desemprego esta grande, para informação dele, os funcionários que estão rodando nos Bus da Suzantur, são todos ex-funcionários da Expresso Guarará, e temos família e necessitamos do emprego. E o mesmo ganhando, vai com certeza tirar a empresa e ficaremos novamente na mão, literalmente. População pensem bem no VOTO

  3. mais desempregos? Sendo de emergencia…da-se descontos…agoa é arrumar a casa…Melhor assim que deixar a população na mão

  4. Ivan Cosme Gonçalves da Silva // 12 de outubro de 2016 às 08:07 // Responder

    Adamo bom dia
    Quando a Suzantur estava na adm da Guarara e viu as dificuldades por que não se ventilou a possibilidade de comprar a empresa ou seja a parte do Sebastiao Passarelli e assim manter o aparato da Guarará/São José?

  5. Bom dia Adamo
    Porque a Suzantur não comprou a parte do Sebastiao Passarelli na Guarará/Sao José ?

  6. Amigos, bom dia.

    Ate hoje eu me pergunto como esse Mascarello REBAIXADO ( Ex Oak Tree ) opera, e incrivel como as rodas sao proximas aos paralamas.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: