VLT da Baixada Santista tem CCO inaugurado

Pelo CCO, é possível acompanhar a movimentação dos trens, nas estações e o funcionamento dos equipamentos.
Foto: Alexandre Moreira/A2IMG

Centro vai permitir controle em tempo real de veículos, sistema de energia, movimentação de passageiros e segurança das vias. Integração com ônibus metropolitanos começa no domingo.

ADAMO BAZANI

Foi inaugurado oficialmente nesta quarta-feira, 15 de junho de 2016, o CCO – Centro de Controle Operacional do VLT da Baixada Santista, sistema de Veículo Leve sobre Trilhos que liga Santos a São Vicente.

De acordo com o Governo do Estado de São Paulo, o local “possui três pavimentos que somam 3.050 m2 de construção. Conta com nove consoles para o controle da operação dos veículos, dos sistemas de energia, movimentação eletrônica dos passageiros (embarque e desembarque) e segurança das estações e vias, além de um painel sinóptico de 9,5 metros de comprimento por dois metros de altura.”

O governador Geraldo Alckmin também visitou as obras do pátio de manutenção e estacionamento de veículos. “O pátio de manutenção e estacionamento tem capacidade para 33 VLTs. Dispõe de oficina, almoxarifado, subestação de energia própria, depósito de lixo, depósito para produtos inflamáveis, reservatório de água e equipamento de lavagem de VLTs e de retificação de rodas. Ao todo, 280 funcionários irão trabalhar na operação e manutenção dos VLTs ao longo do trecho Barreiros – Porto.”

No CCO também vai funcionar a sede regional da EMTU na Baixada Santista, que vai fazer a fiscalização de todo sistema do VLT e das 66 linhas metropolitanas que atendem aos nove municípios da área.

O governador anunciou que haverá novos ônibus metropolitanos entre Bertioga e Guarujá.

INTEGRAÇÃO COMEÇA DOMINGO:

A partir do próximo domingo, dia 19 de junho, passageiros que usam 37 linhas intermunicipais (Ver relação Abaixo) gerenciadas pela EMTU e que prestam serviços na Região Metropolitana da Baixada Santista vão contar com integração com o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, que atualmente hoje opera em nove estações entre Santos e São Vicente.

Ambos os sistemas de transportes, tanto o VLT como os ônibus intermunicipais são operados pelo Consórcio BR Mobilidade, do Grupo Comporte, liderado por Constantino Oliveira, dono da Viação Piracicabana.

A partir deste domingo, o Consórcio assume toda a operação metropolitana, concentrando ainda mais a atuação do empresário na região.

O Grupo Comporte reúne mais de sete mil ônibus no País. Faz parte deste grupo a Viação Piracicabana, hoje a maior empresa de transportes urbanos e metropolitanos do Litoral Paulista.

 “A Comporte Participações S.A. iniciou suas atividades em 10 de junho de 2002, tendo como finalidade unificar a gestão das empresas que participa ou controla, além de maximizar e consolidar os benefícios decorrentes dessa unificação.  Atua como uma companhia de capital fechado, participando como sócia ou acionista em empresas que atuam em diversos segmentos de mercado, destacando-se principalmente: Transporte Rodoviário de Passageiros e Cargas; Empreendimentos Imobiliários e Transporte de Passageiros na modalidade de Táxi Aéreo, com a Global Taxi Aéreo”

Entre as empresas de transportes de passageiros estão: Araucária Transportes e Serviços Ltda., Breda Transportes e Serviços S/A., BR Mobilidade Baixada Santista S/A – SPE, Empresa Auto Ônibus Manoel Rodrigues S/A., Empresa Cruz de Transportes Ltda., Empresa Princesa do Norte S/A., Expresso Maringá do Vale S/A., Expresso União Ltda.,  Turb – Transporte Urbano S/A., Viação Luwasa Ltda., Viação São Paulo São Pedro Ltda., Viação Piracicabana Ltda.. O Grupo Comporte também é sócio, ligado ou controlador em conjunto da Cidade Verde Transp. Rodov. Ltda. – Controladora em Conjunto), Empresa de Ônibus Nossa Senhora da Penha S/A, – Controlada em conjunto, Expresso Caxiense S/A – Controlada em conjunto, Expresso Itamarati S/A – Controlada em conjunto, Expresso Kaiowa S/A – Controlada em conjunto; Expresso Maringá Ltda. – Controlada em conjunto, Transp. Coletivo Cidade Canção Ltda.-  Controlada em conjunto, Transp. Coletivo de Rolândia Ltda. – Controlada em conjunto, – Transp. Coletivo Grande Bauru Ltda. – Controlada em conjunto, Transp. Coletivo Grande Londrina Ltda. Controlada em conjunto, Tua Transp. Urbano Arapongas Ltda. –  Ligada, Viação Apucarana Ltda. Controlada em conjunto.

Em nota, a EMTU explica que o valor final da viagem depende da tarifa do ônibus metropolitano. Confira o funcionamento:

“O sistema funcionará da seguinte maneira: ao embarcar no ônibus metropolitano será debitada no cartão do usuário a tarifa da linha utilizada, e na integração com o VLT não será debitado valor adicional. No sentido contrário, ao embarcar no VLT, serão debitados no   cartão o valor de R$ 3,80 mais o complemento da tarifa da linha no embarque no ônibus metropolitano. Exemplo: R$ 3,80 (tarifa do VLT) + R$ 0,35 (complemento) = R$ 4,15 (tarifa do ônibus). O débito vai variar de acordo com a tarifa da linha a ser utilizada. 

Confira abaixo a relação das linhas que se integrarão ao VLT:

900 – São Vicente (Jóquei Club) – Santos (Centro) – R$ 4,15

901 – São Vicente (Vila Margarida) – Santos (Centro) – R$ 4,15

901BI1 – São Vicente (Esplanada dos Barreiros) – Santos (Centro) – R$ 4,15

902 – São Vicente (Conjunto Tancredo Neves) – Santos (Centro) – R$ 4,15

903 – São Vicente (Japuí) – Santos (Praça dos Andradas)  – R$ 4,70

903VP1 – São Vicente (Japuí) – Santos (Praça dos Andradas) – R$ 4,70

904 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tude Bastos) – Santos (Centro) – R$ 4,15

905 – Peruíbe (Terminal Rodoviário de Peruíbe) – São Vicente (Itararé) – R$ 11,50

907 – São Vicente (Conjunto Tancredo Neves) – Santos (Centro) – R$ 4,15

908 – São Vicente (Parque Bitaru) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

910 – Peruíbe (Terminal Rodoviário de Peruíbe) – Santos (Terminal Rodoviário de Santos) – R$ 24,30

911 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tatico Francisco Gomes da Silva) – Cubatão (Usiminas) – R$ 4,65

912 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tático Francisco Gomes da Silva) – Cubatão (Usiminas) – R$ 4,65

912BI1 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tático Francisco Gomes da Silva) – Cubatão (Usiminas) – 4,65

912DV1 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tatico Francisco Gomes da Silva) – Cubatão (Usiminas) – R$ 4,65

915 – São Vicente (Náutica III) – Santos (Canal 4) – R$ 4,75

921 – Itanhaém (Terminal Rodoviário de Itanhaém) – Santos (Terminal Rodoviário de Santos) – R$ 16,40

921VP1 – Mongaguá (Terminal Rodoviário de Mongaguá) – Santos (Terminal Rodoviário de Santos) – R$ 11,15

922 – Peruíbe (Terminal Rodoviário de Peruíbe) – Cubatão (Terminal Rodoviário de Cubatão) – R$ 24,45

927 – Praia Grande (Jardim Samambaia) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,65

931 – Praia Grande (Jardim Samambaia) – Santos (Paquetá) – R$ 4,65

934 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tatico Francisco Gomes da Silva) – Santos (Paquetá) – R$ 4,15

934EX1 – Praia Grande (Terminal Rodoviário e Urbano Tatico Francisco Gomes da Silva) – Santos (Paquetá) – R$ 4,15

938 – Cubatão (Vila Esperança) – São Vicente (Itararé) – R$ 4,70

939 – São Vicente (Parque Continental) – Santos (Paquetá) – R$ 4,15

939DV1 – São Vicente (Parque Continental) – Santos (Paquetá) – R$ 4,15

940 – São Vicente (Humaitá) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,65

941 – Praia Grande (Jardim Melvi) – Santos (Conjunto Athie Jorge Cury) – R$ 4,65

942 – São Vicente (Humaitá) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

942VP1 – São Vicente (Rio Branco) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

943 – São Vicente (Parque das Bandeiras Gleba II) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

943BI1 – São Vicente (Vila Ema) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

944 – Santos (Jardim Radio Clube) – Santos (Boqueirão) – R$ 4,60

947 – São Vicente (Humaitá) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

948 – São Vicente (Parque das Bandeiras Gleba II) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

948DV1 – São Vicente (Parque das Bandeiras Gleba II) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,15

952 – São Vicente (Náutica III) – Santos (Ponta da Praia) – R$ 4,75

Sistema só deve ficar pronto em 2017:

Todo sistema de VLT da Baixada Santista deveria estar em operação no início deste ano, mas agora a EMTUdá novos prazos e as obras completas devem ser entregues somente no ano que vem.

A operação do VLT da Baixada Santista começou em abril de 2015. Atualmente, nove estações das 15 estações previstas no trecho entre Barreiros, em São Vicente, e Porto de Santos, atendem a população entre as duas cidades. Neste mês de junho começa a operação comercial da 10ª Estação, a Bernardino de Campos, em Santos. Em outubro deste ano todo o trecho de 11 km de extensão será concluído. 

Para o trecho Conselheiro Nébias – Valongo, de 8 km de extensão, a EMTU/SP aguarda a emissão da Licença Ambiental Prévia pela Cetesb para a publicação do edital de contratação de obras que deve ocorrer no segundo semestre deste ano. Esta ligação do VLT contará com um terminal (Valongo) e 13 estações de embarque/desembarque.

Os dois trechos do VLT da Baixada Santista atenderão cerca de 100 mil passageiros  transportados diariamente por 22 VLT´s, 15 deles já entregues pelo fabricante. O restante dos veículos chegará em Santos até 2017. 

O VLT é uma PPP – Parceria Público Privada entre o Governo do Estado de São Paulo e o Consórcio BR Mobilidade Baixada Santista, do Grupo Comporte, de Constantino de Oliveira, fundador da Gol Linhas Aéreas e dono de empresas de ônibus como Viação Piracicabana, que também opera no Litoral.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em VLT da Baixada Santista tem CCO inaugurado

  1. Amigos, boa noite.

    Legal espero que a tecnologia e o CCO seja aplicado na pratica em beneficio do sistema e dos passageiros.

    Mas se for utilizado igual ao GPS do buzao de Sampa (cheio de carro bota) sera mais verba publica desperdicada, afinal uma PPP, tem uma parte publica.

    Att,

    Paulo Gil

  2. meu opinião BR MOBILIDADE criava uma linha nova nos ônibus na Intermunicipal, sai Japui a Ponta Praia, Vila Margarita á Ponta Praia, Vila Esperança Ponta Praia, Vila Fátima a Centro de Santos, na Areia Continental de São Vicente a nos Bairros da Zona Noroeste, os Bairros Zona Noroeste á Praia Grande os Bairros na Zona Noroeste á Cubatão assim com melhora o transporte publico.

Deixe uma resposta