Leilão da Busscar: ninguém apresenta propostas e nova rodada será realizada no próximo dia 29

Ônibus da Busscar num dos últimos lançamentos para o Brasil em 2011

Resultado já era esperado já que na próxima oportunidade bens podem sair em torno de 60% mas baixos

ADAMO BAZANI

Como já era esperado pelo mercado, não houve nenhuma proposta na tarde desta terça-feira, 15 de março de 2016, no primeiro leilão dos três ativos da Busscar, que acabou agora há pouco, às 14 horas. A próxima rodada será realizada no próximo dia 29 de março.

O lance mínimo para três fábricas seria de R$ 369.305.922,65 (trezentos e sessenta e nove milhões, trezentos e cinco mil, novecentos e vinte e dois reais e sessenta e cinco centavos), sendo que:

Unidade Joinville SC – Fábrica de Carrocerias. Loc.: Joinville/SC – R$ 249.863.367,60 (duzentos e quarenta e nove milhões, oitocentos e sessenta e três mil, trezentos e sessenta e sete reais e sessenta centavos)

Terrenos R$ 66.907.818,08
Edificações e Benfeitorias R$ 36.990.282,65
Máquinas e Equipamentos R$ 113.786.760,00
Móveis e Utensílios R$ 1.118.755,00
Equipamentos de Informática R$ 589.216,00
Veículos R$ 337.350,00
Biblioteca R$ 8.753,09
Marcas e Patentes R$ 91.951,77
Desenvolvimento de Novos Produtos R$ 7.538.439,53
Projetos de Tecnologia R$ 62.011,48
Parte de Terreno – Fábrica Busscar R$ 22.432.030,00

Unidade Pirabeiraba – Joinville SC – Fábrica de Peças. Loc.: Joinville/SC – R$ 26.328.599,44 (vinte e seis milhões, trezentos e vinte e oito mil, quinhentos e noventa e nove reais e quarenta e quatro centavos)

Terrenos R$ 17.064.172,63

Edificações e Benfeitorias R$ 5.977.301,81

Máquinas e Equipamentos R$ 3.287.125,00

Unidade Rio Negrinho SC – Fábrica de Peças. Loc.: Rio Negrinho/SC. – R$ 17.976.977.48 (dezessete milhões, novecentos e setenta e seis mil, novecentos e setenta e sete reais e quarenta e oito centavos)

Terrenos R$ 5.818.256,55

Edificações e Benfeitorias R$ 4.811.054,93

Máquinas e Equipamentos R$ 7.347.666,00

A segunda tentativa de leilão, que vai acontecer no dia 29 de março, estipula os valores gerais em R$ 221 milhões 583 mil

Mas as fábricas podem ser vendidas por menos ainda se forem descontados os ativos circulantes, que são valores que a massa falida teria a receber, como restituição de tributos, por exemplo.

O mercado aposta ser muito difícil que a massa falida da Busscar consiga estes ativos circulantes na Justiça. Por isso nesta segunda tentativa de leilão, as três fábricas podem ser compradas por R$ 176 milhões 501 mil 366, se não houver lances maiores.

Assim, a fábrica de carrocerias em Joinville pode ser adquirida por R$ 149 milhões 918 mil, a planta de peças do distrito de Pirabeiraba por R$ 15 milhões 797 mil 160 e a de Rio Negrinho pelo valor de R$ 10 milhões 786 mil 186.

Pagamentos podem ser feitos em até 60 parcelas. Outras propostas também podem ser enviadas no processo de falência da Busscar que tramita na Quinta Vara Cível de Joinville.

Já foram arrematados da massa falida da Busscar Ônibus os seguintes ativos: a fábrica de peças e materiais de fibra Tecnofibras, a Climabuss – de equipamentos e refrigeração e as ações da Busscar Colômbia, empresa que atua naquele país.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Leilão da Busscar: ninguém apresenta propostas e nova rodada será realizada no próximo dia 29

  1. Tomara que de certo esse leilão

  2. GENTE TOMARA QUE APAREÇAM VÁRIAS PROPOSTAS PRECISAMOS DA BUSSCAR DE VOLTA AO SETOR DE TRANSPORTES POIS VIROU MONOPÓLIO NOVAMENTE A FABRICAÇÃO DE ÔNIBUS NO BRASIL

1 Trackback / Pingback

  1. Sindicato diz que dinheiro obtido com venda da Busscar não será suficiente para pagar dívidas trabalhistas – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: