Ônibus de 40 metros de comprimento pode ser alternativa para sistemas de maior capacidade

Ônibus-gigante ou trem de estrada é visto como alternativa de menor custo para transporte de maior capacidade.

Veículo elétrico híbrido possui velocidade máxima em torno de 50 quilômetros por hora. Testes foram apresentados nas Filipinas

ADAMO BAZANI

Se você acha que os ônibus biarticulados que servem cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, de 28 metros de comprimento são gigantes, então você precisa conhecer o Hybrid Road Train, chamado de trem da estrada e que foi apresentado nas Filipinas.

O veículo tem 40 metros de comprimento e pode transportar em torno de 300 passageiros por vez. São quatro articulações e cinco “carros”.

A velocidade é de 50 quilômetros por hora e o projeto foi desenvolvido pelo  DOST – Departament of Science e Technology’s das Filipinas.

O veículo foi apresentado oficialmente em junho de 2015 e são realizados testes. Na quinta-feira, 14 de janeiro de 2016, houve um princípio de incêndio, que assustou os passageiros no veículo, mas ninguém ficou ferido. O ônibus-trem é apresentado como alternativa aos altos custos da expansão do metrô de Manilla, com eficiência semelhante ao sistema de trilhos.

Os testes devem durar de dois a três anos para comprovação de segurança.

As autoridades estimam que o sistema com o ônibus gigante pode transportar 640 mil pessoas por dia, em corredores especiais.

Mega-ônibus faz curva em testes

O veículo é elétrico-híbrido, possuindo um motor combustível que gera energia para o motor elétrico.

Acompanhe a matéria da TV Filipina sobre o veículo:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

10 comentários em Ônibus de 40 metros de comprimento pode ser alternativa para sistemas de maior capacidade

  1. Ai , se isto pegar….

  2. Para dar um plus a matéria:

    “Road Train” (no Brasil, é conhecido como Treminhão) é a designação de veículos com 2 ou mais reboques.

    É muito conhecido os “Road Trains” australianos, com mais de 4 reboques, gigantes e que atravessam o deserto do pequeno continente.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Road_train

  3. LEGAL! AGORA FALTAM RUAS E AVENIDAS PRA ISSO NO BRASIL ! E CORREDOR BRT…PRA ISSO, SÓ EM CURITIBA…AQUI EM SP, SERIA IDEAL POR EXEMPLO PRAS LINHAS DA EMTU-SP DE GUARULHOS E OUTROS MUNICÍPIOS Q USAM A VIA DUTRA-BR 116 OU AS MESMAS LINHAS DA EMTU, DE MAIRIPORÃ -SP Q USAM A FERNÃO DIAS-BR 381 EXCELENTE SACADA DO POVO FILIPINO!

  4. Porque não constrói vlt como na Europa?

  5. Amigos, boa noite.

    Muito legal, já pode por pra rodar São Paulo – Campinas.

    Mas precisa colocar 2 motores, ai vai ficar rapidinho.

    Att,

    Paulo Gil

  6. Que impressionante,no Brasil e em SP sem chance,talvez Curitiba funcione,o problema e as empresas quererem.

  7. Uma coisa que não gostei neste veículo é que ele apesar de articulado, ele não tem “salão pleno”, tal como os novos trens da CPTM ou os articulados atuais. Não sei se é ideia do projeto original ou qualquer outra coisa, mas acho esquisito isso.

    Noto que boa parte dos novos veículos conjugados possuem “salão pleno”, ligado com sanfonas entre vagões. Não sei como é pelo mundo, mas noto que muitos projetos são “salão pleno”, ao invés de vagões separados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: