Scania lança oficialmente ônibus biarticulado para o Brasil

ônibus

Já há unidades de biarticulados da marca Scania no México e Colômbia e agora foi lançado oficialmente no Brasil

Montadora foca projetos de mobilidade urbana que contemplam a construção de BRTs

ADAMO BAZANI

Aguardado pelo mercado e já flagrado por entusiastas da área de transportes, o Scania F 360 HA, o primeiro biarticulado da marca no Brasil, foi lançado oficialmente nesta semana.

A montadora visa fazer parte do um mercado que deve crescer.

Mesmo com atrasos nas obras de mobilidade urbana e dificuldades geradas pela crise econômica brasileira, as expectativas em relação a novos projetos e intervenções em andamento na área de transportes públicos são grandes.

De acordo com o Ministério das Cidades, responsável pela liberação dos recursos do PAC  Mobilidade, são 61 projetos de vias exclusivas para ônibus em 27 municípios entre corredores comuns e BRTs – Bus Rapid Transit (corredores de ônibus de maior velocidade). Contanto faixas exclusivas e vias dedicadas, são em torno de 200 projetos.

Estes espaços demandam veículos de maior porte que atendem de uma só vez uma quantidade superior de pessoas.

De olho neste mercado, a Scania anunciou oficialmente que entra no Brasil num segmento que desde 1992 pertencia somente à Volvo: o de ônibus biarticulados.

A montadora lançou o F360HA, cujo desenvolvimento durou cerca de três anos, com projeto brasileiro.

O veículo vai ser destinado para o mercado interno e para os demais países na América Latina.

O ônibus possui 28 metros de comprimento. Há ao menos 12 unidades biarticuladas da Scania operando em BRT no México e na Colômbia.

O F360HA tem motor dianteiro de 360 cavalos de potência, torque de 1.850 Nm e transmissão automática.

O veículo pode atender a até 270 passageiros, dependendo da configuração interna da carroceria.

O peso total do biarticulado é em torno de 43,5 toneladas.

Inicialmente, o modelo será apenas na configuração de piso alto que permite aplicação em sistemas de BRT com estações que tenham plataformas no mesmo nível do assoalho dos ônibus. Não está prevista versão de piso baixo, até mesmo pela motorização dianteira.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

NOTA COMPLETA DA SCANIA SOBRE O MODELO:

Um ônibus de 28 metros de comprimento, que transporta 270 pessoas e é capaz de tirar das ruas até 135 carros com duas pessoas, ou 68 automóveis com 4 ocupantes. Este é o ônibus biarticulado F 360 HA, o mais novo veículo da Scania destinado ao uso em corredores exclusivos do sistema BRT (Bus Rapid Transit). O impacto desse tipo de produto nas grandes cidades representa um incentivo ao transporte coletivo e à harmonia entre os modais de transporte, na busca de soluções para os desafios urbanos modernos e a redução de emissões.

O BRT vem ganhando espaço como solução viável para a mobilidade eficiente nas médias e grandes cidades. Atualmente, 27 cidades somam 61 projetos. O sistema é similar ao metrô, mas com custos operacionais até 10 vezes mais baixos e tempo de implantação de apenas 18 meses. Com esse modelo de transporte urbano é possível ter segurança, qualidade, integração intermodal, rapidez e conforto. Com a elevada demanda de passageiros, cada vez mais são necessários veículos com maior capacidade.

“O biarticulado Scania é uma solução eficaz e rápida para a população, e mais econômica e rentável para o operador, no transporte de alta capacidade. Nosso modelo tem um motor de grande porte, mas de baixa rotação, caixa automática e suspensão a ar”, diz Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Ônibus da Scania no Brasil. “Agora temos uma completa gama para o transporte urbano a partir de 12 metros. Trazemos para o biarticulado a tradicional redução de custo operacional do ônibus Scania. Cada componente foi projetado para aumentar seu desempenho e definir padrões de classe mundial para a economia de combustível, dirigibilidade, confiabilidade e disponibilidade.”

O biarticulado Scania F 360 HA 8×2 segue os padrões de BRT do manual da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus), adotado pela grande maioria das cidades brasileiras. A norma prevê corredores exclusivos com plataformas de embarque e desembarque elevadas, o que requer veículos com piso alto, no mesmo nível da plataforma, a fim de facilitar o embarque e desembarque.

Biarticulado Scania: ideal para a mobilidade urbana eficiente

A novidade da Scania, o modelo F 360 HA, de piso normal, tem motor de 360cv e desenvolve torque de 1.850Nm (o maior da categoria), já em baixas rotações, para economizar combustível. O propulsor está localizado na parte frontal do veículo e privilegia o salão de passageiros, de forma a permitir melhor acessibilidade entre os três vagões do veículo. O bloco está perfeitamente dimensionado para a capacidade de passageiros e carga. Constitui, enfim, um pacote de vantagens que eleva a produtividade para o operador.

 

O câmbio automático escolhido é o B 516R de seis marchas, da Allison, com retardador, de alta durabilidade, compatível com o alto torque, de fácil manutenção e baixos custos operacionais. Sua arquitetura inteligente se adequa para economizar combustível – reduzindo a carga no motor, quando o veículo estiver parado –, faz a seleção dos momentos ideais de troca de marcha e garante maiores velocidades médias e tempos menores de percurso.

 

O veículo tem configuração 8×2 de 43,5 t de capacidade de carga (maior do mercado), que permite levar 270 passageiros ao longo de seus 28 metros de comprimento. Além disso, o custo passageiro/km de um biarticulado pode chegar a até 40% menos que o de um articulado. Ele pode ainda substituir praticamente dois articulados. As carrocerias disponíveis são Neobus e Caio.

O F 360 HA 8×2 sai de fábrica com sistema de articulação seguro com monitoração, elevado nível de conforto, maior estabilidade para o veículo e segurança para os passageiros, suspensão a ar com quatro bolsões nos eixos traseiros, freios a tambor com sistema eletrônico EBS, que diminui o tempo e a distância de frenagem, ABS, controle de tração e o freio auxiliar Scania Retarder.

Ele pode utilizar cinco portas com vão livre de 1.100mm para facilitar o total acesso do passageiro e movimentação interna confortável. Nas estações de parada com menor demanda, o veículo pode utilizar as mesmas três ou quatro portas dos articulados, sem exigir nenhuma mudança nas estações para poder operar. Com sua lotação máxima de 270 passageiros, o biarticulado Scania pode levar de 20 a 25 segundos no tempo de desembarque. Vantagem que garante menos tempo perdido e maior velocidade.

Sobre a Scania

A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Com 42 mil colaboradores, a Scania está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2014, a receita líquida da Scania alcançou 92,05 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 6 bilhões de coroas suecas.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Pedro disse:

    Já nasceu morto, piso alto no Brasil não vai vingar!!

  2. Sou motorista e cada vez vejo menos biarticulados.Os super articulados MB são a bola da vez!A cidade está tomada por eles!No terminal Santo Amaro,por exemplo,os biarticulados sumiram,só sobrando,alguns da Mobibrasil….

    1. William de Jesus disse:

      Mas a Mobibrasil não tem biarticulado

    2. verdade e esse carro com motor dianteiro o que é horrivel, caloria e barulho de motor está ultrapassado pelos Super articulados mb e melhor ainda são os com arcondicionado não tem pra ninguem

  3. William de Jesus disse:

    Boa tarde!

    Xiiiiiiiiii, piso alto e dianteiro!? Acho que nem em Curitiba iriam colocar eles pra rodar!

    Não entendo esses engenheiros. O Mercado está aí, praticamente pede e exige o que quer, e eles vão pela contramão!
    Volvo não faz um articulado com motor traseiro, está sofrendo por isso. A Scania me faz um biarticulado dianteiro. Não é a toa que só da Mercedes!

    1. William, Onde a Scania colocaria o motor? Cara a Volvo tem a Patente registrada de qualquer motorização no entre-eixos, os Super articulados que a própria Scania faz, perde em mercado para a Mercedes-Benz. O que a Scania quer fazer é algo que a MBB Nunca pensou em Fazer, será que será do mesmo jeito dos urbanos comuns?

      1. Davidson disse:

        Para mim é uma surpresa, pois o motor ‘horizontal’ entre eixos é invenção norte americana da década de 40 …

        Mas de qualquer forma, a Scania não fabrica motores horizontais, e também não tem um motor leve de 360 cv Euro V para monta-lo na lateral do chassi….

      2. Zé Tros disse:

        Davidson, até tem um motor menor. É o mesmo motor de 9.6 litros com 360 cv e 1600 Nm, que a fabricante usava na Europa, porém, ela optou em não tarzer essa versão para o Brasil, mantendo somente o de 310 cv com a mesma cilindrada.

      1. William de Jesus disse:

        Jovem, não estou atirando pedra.

        Você como empresario de uma empresa de SP ou Curitiba, seja sincero: compraria este carro sabendo das restrições impostas pelas gerenciadoras de transportes? Voce gastara mais de 1 milhao comprando esse carro pra que? Pra ser reprovado? Então cara, não venha me dizer que a escolha da Scania foi acertada, porque não foi. Você, se de fato é busologo, sabe que o mercado pra qualquer biarticulado é ruim (exceto em Curitiba, que pode rodar uns 20 anos numa boa). Além disso, um carro de motor dianteiro tem que vir com ar condicionado só pró motorista ( já que o motor esquenta pra caramba). Mesmo sendo volvo, o mercado é difícil! O prefeito de SP já disse que a preferência para carros maiores seriam os superarticulados da Mercedes, pois levam quase o mesmo número de pessoas de um biarticulado.

        “Ah, mas esse carro não foi especificamente projetado pra SP ou Curitiba”. Ok, foi projetado pra qual região do Brasil?

        ” Ah, mas a Scania tem esse super com motor traseiro mas perdeu pra Mercedes”. Claro, você paga o dobro do valor por um Scania, pra levar a mesma quantidade de um Mercedes. Sem contar manutenção, que é tão cara quanto o carro.

        Então, antes de me acusar de jogar pedras, análise a situação e não apenas a proposta (a propósito, sim, eu li a matéria do link que mandou antes mesmo de comentar, ok?)

        Abs

    2. Davi disse:

      Motor dianteiro= menos custo para manutenção do que o motor traseiro,ou seja,é um ponto positivo para a Scania.

      1. Zé Tros disse:

        Depende do motor. O motor desse F360 é o mesmo do K360 rodoviário.

  4. anderson luiz disse:

    Um ônibus sensacional pena que não vai operar em SP.

  5. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Esse bichao ai deve subir ate em parede.

    Ficou bem distribuido e e do tipo que tem a porta dianteira mais atras (nao sei se o correto e o nome de cabinado).

    Esse bichao deve ser ja pensado pra linhas pauleras, tipo 4310.

    Concordo que e “cabritinho”, mas deve ter um torque emocionante que tuchadao deve rodar como uma pluma, ai que deve ser o segredo dessa maquinona.

    E tambem sera muito util para um futuro BRT aereo com estacoes no solo.

    E porque nao para rodar na 8700 quando ela seguir ate Embu das Artes, pois de depender da finalizacao da Amarela, metro em Embu nem em 3099.

    Nao menosprezem o torque, a melhor qualidade de um motor mesmo em carro pequeno, penso eu.

    Att,

    Paulo Gil

    1. William de Jesus disse:

      Grande Paulo!

      Rapaz, que esse bicho deve ser bão, deve ser mesmo. Os F230 da Mobi conseguem ser tão fortes que nem parece ter 230Cv, igual os Volks.

      Que foi pensado para linhas pauleiras, não tenho a menor dúvida, mas ainda acho que foi um baita erro da Scania. Não sei pelo Brasil, mas aqui em Sampa e Curitiba sem dúvida alguma eles não rodarão! É um carro interessante para as empresas da EMTU que tem alta demanda e o percurso permite. Mas mesmo assim, empresarios não irão adquiri-lo (a Miracatiba testou um volvo B340M um tempo atras e não continuou com ele).

  6. rdish disse:

    Adequadissimo pro BRT de Belo Horizonte.

    1. disse:

      Até parece que as empresas de BH comprariam biarticulado. Tão se negando a comprar até padron…

      1. Davidson disse:

        KKKKKKKKKKK Mas não custa nada sonhar … :P

  7. João Ayrton Lambiase disse:

    É lindão, pra frente Scania voces merecem.

  8. Em SP infelizmente não vinga por ser piso alto,pra BRTs de outros estados quem sabe.

  9. Michael disse:

    Se já o articulado normal já é bom pra pegar um vácuo de bike imagina esse *-* sélooocooocachueiraaaaaa 😎😇

  10. Daniel Barbosa disse:

    O mais engraçado são os comentários!!! (Claro que não estou falando de todos…)
    Mercedes-benz tem mercado em São Paulo, somente pelo fato dos empresários de São Paulo serem Concessionários da marca, o mesmo ocorre no Rio de Janeiro. Em segundo lugar, a Volvo faz sim articulado com motor traseiro e lateral, na Europa… Procurem no Google…

    Não existe essa tal patente da Volvo pelo motor central… Novamente, procurem na internet antes de falar… Pesquisem… Até a Mercedes-Benz teve articulado e ônibus convencional de motor CENTRAL. A Van-Hool possui vários ônibus com motor central/lateral… A IKARUS, sempre teve motor CENTRAL… E motor utilizado pela IKARUS, era produzido pela MAN….

    Volvo não sofre para vender… Repito: Não falem o que vocês não sabem…. Pensem um pouco: O que é mais fácil – Você empurrar algo ou puxar algo? A Vantagem do Volvo p/ o MB é que a tração é no eixo intermediário… Ele puxa… O MB peca pelo fato de ter que empurrar….

    Em relação ao Biarticulado da Scania, a posição do motor pouco importa num sistema de BRT (Piso alto com entrada em nível). Além disso, ninguém viu o carro “oficial” por dentro… Ele é diferente dos outros de “Teste”….
    O CARRO Oficial é CABINADO, o capô do motor é diferente, é feito do próprio piso idêntico aos ônibus de motor traseiro… Logo, ele não esquenta tanto e nem faz tanto barulho, devido ao revestimento e a caixa de marcha utilizada.

    Nada é construido do nada, só por fazer… Existem engenharia completa, existe projeto, tudo é estudado….

    E outra: Cabrito?!?! Por favor…. leiam o texto da notícia ou mesmo a especificação técnica do chassi… Ele atende as normas brasileiras de BRT e ônibus articulado… P/ quem não conhece eu digo:
    – Peso x Potência
    – articulado de fábrica (Sem adaptação de terceiros)
    – Caixa de marcha AUTOMÁTICA
    – Suspensão A AR em todos os eixos…

    Sem contar que: 99% ônibus urbanos (com motor dianteiro) produzidos atualmente (principalmente aqui na cidade aonde eu moro) possuem suspensão a ar… Aqui, pelo menos isso as empresas adotaram por padrão…

    pesquisem, leiam, estudem antes de comentar algo que não saibam…

    Sem mais…

    1. disse:

      Só acho engraçado vangloriarem esse carro.. aposto que se fosse a VW ou a MB com esse projeto meteriam o pé e só iriam criticar.

      Não me refiro a voce, e sim a uns hipócritas que comentaram mais pra cima.

      1. Daniel Barbosa disse:

        Concordo plenamente… E olha que a VW/MAN e Scania pertencem ao mesmo grupo…
        Certamente, MB vai se mexer e criar algo do tipo… A MAN, já possui “Biarticulado” com motor dianteiro, roda na África.

        Link:
        http://www.bdlive.co.za/incoming/2014/11/10/p1311manbuses1.jpg/ALTERNATES/crop_638x402/p1311MANbuses1.jpg

        Link2:
        http://www.focusontransport.co.za/regulars/focus-on-bus-and-coach/bus-and-coach/2129-man-and-buscor-make-history.html

        Modelo:
        MAN HB3 36.390 4×2 chassis with air suspension. The buses use an uprated 287 kW (390 hp) MAN drivetrain with TipMatic transmission.

        — VAN-Hool (Motor Lateral/Central) piso baixo e radiador no teto:
        http://1.bp.blogspot.com/-AVbCjjb_chU/U0Wv6BlHz_I/AAAAAAAAF60/qpZh0XAihj8/s1600/artic09.jpg

    2. Zé Tros disse:

      Daniel, devagar com o andor que o santo é de barro, rs. A Mercedes-Benz tem mercado não só em São Paulo mas no Brasil todo. Claro, que as empresas concessionárias ajudam, mas, é ingenuidade achar que somente as empresas concessionárias compram Mercedes.

      Não existe patente para o motor central, nisso eu concordo contigo. Uma mentira contada muitas vezes termina virando “verdade”.

      Uma coisa a ser observada:motor central é diferente de motor lateral. Motor central é o B340 M, motor lateral é o B360 S, embora ambos estejam no primeiro carro.Há também os motores laterais traseros, como o Citaro por exemplo.

      Os chassis articulados Volvo com motorização lateral traseira são os modelos híbridos.

      Não está se dizendo que a Volvo sofre pra vender. O que está se falando é que em São Paulo, as empresas estão trocando os biarticulados pelos superarticulados. É um fato. E isso não tem nada a ver com “puxar” ou “empurrar”, mesmo porque os “problemas” causados pelo “empurar” foram resolvidos nos articulados de motor traseiro espalhados pelo mundo. Então, essa suposta vantagem não existe mais.

      O termo cabrito é usado popularmente para designar todos os chassis de motor dianteiro. Como o F360 tem motor dianteiro, ele também é um cabrito. Não importa se tem 360 hp, se tem suspensão a ar, se tem caixa automática, etc..

      1. Daniel disse:

        Tudo bem?! Espero que sim!
        Rapaz, a Volvo faz sim articulado com motor traseiro diesel…. os antigos eram B12… Depois passaram a fazer o B7LA, que nada mais era que um B7 com motor traseiro em pé e articulado. Depois foi substituído pelo B9LA, que é a mesma coisa.

        Veja:
        http://www.busspojken.com/stad/goteborg/516-30.JPG

        http://www.kwmosgaard.dk/buses/volvo/images/B9LA_Diesel_7700_18m.jpg

        Os novos ‘híbridos’, seguem este modelo. O Articulado híbrido que será fabricado aqui, até o momento terá motor central.

        Quanto ao mercado, a MB vende devido as concessionárias e $$$.

      2. Zé Tros disse:

        Opa Daniel. Tudo bem e vc?. Veja bem, a Mercedes vende bem em todas as regiões do país e poucas empresas são concessionárias. Ou seja, é um equívoco achar que todas as empresas que compram Mercedes só compram porque são concessionárias. E um equívoco maior ainda é achar que os Mercedes são mais baratos que seus concorrentes por isso vendem mais. Isso é uma lenda antiga.

        De janeiro a setembro, a Mercedes vendeu mais do que a soma de todas as outras marca do país. Foram 6877 Mercedes contra 6806 veículos das outras fabricantes. Essa informação foi dada aqui mesmo no Blog do Adamo.

        Cuidado com o que se ouve por aí. Como eu disse no comentário anterior, uma mentira contada várias vezes termina virando uma falsa verdade.

        Quanto ao Volvo, o B9LA tinha motor lateral traseiro mesmo, porém, foi fabricado entre 2005 e 2013 e foi substituido pelo B5LH.

    3. Davidson disse:

      Concordo com muita coisa do que vc disse, mas ainda sim o Scania F360 continua um bodinho srsr.

      O Volvo B340 é pouco popular por causa das peças e dificuldade para manutenção do motor horizontal entre eixos. Ainda que ele use uma articulação puller, que é mais barata que a ‘pusher’ usada no O500, a manutenção do motor pesa muito …

  11. Só lembrando que aqui mesmo no blog já foi publicado sobre as vendas e quedas delas,entre as empresas no Brasil de urbanos a Mercedes e a que lucra mais e vende mais,e que teve menos prejuízo com a crise,e em SP sem chance pelas regras da SPTreco,além do monopólio infelizmente.

  12. Otávio disse:

    Deu aqui no Blog mesmo, sobre a recente licitação dos transportes em SP:

    … ” Também estão no Diário Oficial questionamentos e repostas sobre pontos técnicos dos modelos de ônibus. Os ônibus biarticulados, por exemplo, só serão admitidos com motores traseiro ou central ” …

    A Scania vai ter que pagar caro junto à Prefeitura (lobby / $$$ …$!) para reverem isso!

  13. wagner disse:

    não foi proibido ônibus articulado com motor dianteiro por que esse foi aprovado

Deixe uma resposta