Lista de linhas em pontos de ônibus deve virar lei

ônibus

Ponto de ônibus na cidade de São Paulo sem sinalização. Projeto quer tornar lei lista de linhas em cada ponto. Foto/Arquivo: Roney Domingos/G1

Prefeitura diz que paradas já possuem relação de itinerários, mas Câmara afirma que nem todos os pontos disponibilizam as informações

ADAMO BAZANI

A “Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente” da Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta semana parecer favorável a um projeto que torna obrigatória por lei a colocação da lista de linhas de ônibus em cada parada da cidade.

A cidade possui cerca de 14 mil 500 totens e aproximadamente 7 mil abrigos para os passageiros de ônibus.

O Projeto de Lei PL 641/2013, do vereador Ari Friedenbach e do ex-vereador Orlando Silva deve seguir para o executivo.

Os parlamentares dizem que as informações sobre as linhas são um direito dos passageiros, por isso a relação das linhas em cada parada de embarque e desembarque deve ser prevista em lei.

Em dezembro de 2012, a prefeitura de São Paulo assinou contrato com a concessionária Otima para a exploração publicitária por 25 anos dos pontos de ônibus. Como contrapartida, a empresa deve concluir até o final deste ano a troca de 6 mil 500 abrigos e 12 mil 500 totens da cidade.

As substituições começaram em 17 de fevereiro de 2013 e preveem a colocação das relações das linhas em cada local.

Além das trocas dos pontos, a Otima é obrigada a realizar a manutenção dos equipamentos pelo período de contrato: 25 anos.

Mesmo com a prestação de serviços, os vereadores acreditam que somente uma previsão em lei é que vai garantir as informações nas paradas, inclusive depois do contrato.

“O Executivo diz que os pontos de ônibus já têm essa lista. No entanto, não são todos os abrigos que têm. Por isso, é necessário que isso vire lei para se torne obrigatório. É importantíssimo para o cidadão” – disse em nota o relator do projeto, vereador Aurélio Miguel.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Lista de linhas em pontos de ônibus deve virar lei

  1. William de Jesus // 7 de agosto de 2015 às 14:04 // Responder

    Bom dia,

    Perdão, mas hoje em dia ainda se pensa em “lista”?? Deveria ter um painel eletrônico ao menos. Volta e meia trocam os itinerários do busão, e a pessoa desavisada espera horas até descobrir que a linha que ela espera não passa mais ali.

    Aqui no campo belo, até hoje, tem uma placa dizendo que passa a linha V. Friburgo – Glicério. Essa linha foi extinta há anos (antes do interligado). Coitado que quem esperar essa linha hoje em dia!

    • Para as condições de São Paulo, painel eletrônico não vira em lugares remotos. Apenas em regiões centrais e corredores. Infelizmente a violência na forma do vandalismo ainda é parte comum em regiões periféricas.

      Tenho notado que muitos pontos em SP ganharam a lista de linhas (isso depois de uma atitude pró-ativa de cidadãos, depois questionada por lei (afinal, não se pode colar algo sem autorização em equipamento público), e nisso gerou até a discussão dos novos pontos de ônibus com publicidade.

      Em algumas vezes, prestei atenção: alguns pontos que tinham a lista (um papel adesivo em formato A4), em um período variável, acabou perdendo. Muitas vezes notava-o rasgado ou com apenas os resquícios de cola.

    • William de Jesus, bom dia.

      Como você bem exemplificou, até linha extinta ainda consta em na placa.

      Portanto pode ser Lei, pode ser painel de led de ultima geração desenvolvido pela NASA, que de nada vai adiantar.

      Afinal não há gestão nem trabalho.

      Abçs,

      Paulo Gil

  2. Isso já deveria ser obrigado ha tempos,e vergonhoso não ter.desde que seja atualizado claro,aqui no ponto com abrigo perto de casa tem adesivo colado que informa as linhas,só que fica onde molha,quero ver ate quando vai durar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: