Ônibus só para mulheres é rejeitado em Curitiba

ônibus biarticulado

Ônibus biarticulado em Curitiba. Vereadores rejeitam proposta de criação de ônibus apenas para mulheres nos horários de pico. Foto: Adamo Bazani.

Curitiba rejeita ônibus só para mulheres
Vereadores reprovaram projeto de lei que determinava 20% da frota de biarticulados e de Ligeirinhos que transportariam as mulheres e crianças em horários de pico
ADAMO BAZANI – CBN
A Câmara de Vereadores de Curitiba, no Paraná, rejeitou em primeira votação nesta segunda-feira, dia 17 de novembro de 2014, o projeto de lei que determinava a colocação de ônibus apenas para mulheres nos horários de pico.
No total, foram 22 votos contrários ao projeto, sete favoráveis e duas abstenções.
O projeto 005.00196.2013, do vereador Rogério Campos (PSC), tramitava na Câmara Municipal desde agosto de 2013 e chegou a ser debatido em junho deste ano, mas teve a votação suspensa por 50 sessões após exaltadas discussões.
Pela proposta, 20% dos ônibus “Ligeirinhos”, de cor cinza que atendem às estações-tubo, e dos biarticulados, deveriam apenas transportar mulheres. Crianças independentemente do sexo poderiam usar os ônibus desde que tivessem até 12 anos de idade, sempre acompanhadas pelas mães.
As mulheres também poderiam optar pelos ônibus convencionais.
Movimentos em defesa dos direitos femininos se mostraram contrários à proposta e fizeram atos novamente em frente à Câmara Municipal.
De acordo com estes grupos, a ideia causaria segregação entre homens e mulheres e não resolveria o problema dos assédios sexuais no transporte coletivo. A solução, na visão destes movimentos, passa por ações conjuntas de conscientização dos passageiros e também de reforço de segurança nos veículos, estações e terminais.
A medida, de acordo com as empresas de ônibus, também traria impactos na readequação de linhas, horários e frota, o que poderia aumentar os custos operacionais, além de haver o risco da diminuição da oferta nos serviços convencionais por causa da frota extra para as mulheres.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Ônibus só para mulheres é rejeitado em Curitiba

  1. Na minha opinião as mulheres têm sim que ser tratado com respeito assim como os obesos ,deficientes fisicos, e os negros mas não vamos exagerar . Além do mais seria uma dor de cabeça para as empresa de ônibus pois tanto os rosas como os outros poderiam circular vazios . aí um prejuízo para a empresa já que a intenção deles é socar todo mundo no mesmo onibus cada vez mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: