Justiça decreta nova falência da Busscar

falencia Busscar

Ônibus da Busscar. Justiça decreta nova falência da encarroçadora de ônibus que já foi uma das maiores do País. Foto: Adamo Bazani.

Justiça decreta nova falência da Busscar
Juiz considerou improcedente pedido de recuperação judicial por parte da família Nielson e atendeu pedido de credores
ADAMO BAZANI – CBN
O juiz Luis Felipe Canever, de Santa Catarina, decretou nesta terça-feira, dia 30 de setembro de 2014, nova falência da encarroçadora de ônibus Busscar, que já foi uma das maiores do Brasil.
Ele julgou improcedente o pedido de recuperação judicial feito pela família Nielson, fundadora e controladora da empresa.
A estimativa é que entre dívidas com trabalhadores, fornecedores, bancos e impostos, os débitos da Busscar se aproximam de R$ 2 bilhões, em valores corrigidos.
Em 2012, o juiz Maurício Cavalazzi Povoas já havia decretado a falência da encarroçadora, mas a Busscar conseguiu reverter a decisão no Tribunal de Justiça de Santa Catarina.
A falência atende às expectativas dos credores, que em assembleia realizada em 09 de setembro não aprovram o plano apresentado pela Busscar.
Segundo a nova sentença, mesmo que os credores tivessem dado o aval ao plano, as propostas apresentadas pela Busscar não seriam cumpridas com facilidade. Além de as dívidas terem valor muito alto, os prazos dados pelos credores para o pagamento são superiores aos dois anos que a empresa teria para se recuperar, ou seja, mesmo depois do plano concluído, a Busscar continuaria devendo.
Com a decisão, o administrador judicial, Rainoldo Uessler, deve agora verificar as condições dos bens da Busscar para a atualização dos valores deste patrimônio.
O juiz determinou a continuação das atividades da empresa Tecnofibras de maneira provisória. A Tecnofibras pertence ao grupo da Busscar.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Justiça decreta nova falência da Busscar

  1. para pagar dividas,a busscar tem de voltar a produzir,né.

  2. o que bom dura pouco

  3. É um absurdo o governo do PT desviar dinheiro do BNDES para obras em Cuba , para o bolso do milionário Eike e amigos e não ajudar uma empresa nacional , familiar e tradicional que empregava boa parte da população de Joinville !!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: