Obras para a Copa talvez nem fiquem prontas até as Olimpíadas

VLT

Obras para a Copa do Mundo talvez nem fiquem prontas até as Olimpíadas. Os maiores atrasos são com as intervenções de mobilidade urbana. Dos R$ 25,4 bilhões, apenas 67,3% foram empenhados e deste total, obras no valor de R$ 3,2 bilhões não saíram do papel ou foram abandonadas pela metade. Josi Petengill / Secom-MT

Obras para Copa talvez nem fiquem prontas até as Olimpíadas
A maior parte dos atrasos ocorre em relação à mobilidade urbana, a grande propaganda governamental de “legado do evento de futebol

ADAMO BAZANI – CBN
A propaganda do tal “legado” da Copa, principalmente em relação à mobilidade urbana, foi muito boa e até hoje é usada em discursos eleitoreiros.
Mas na prática, a situação não é nada animadora, e muitas obras que deveriam ter sido entregues para a Copa do Mundo de 2014 talvez nem fiquem prontas até a realização das Olimpíadas de 2016, que ocorrem no Rio de Janeiro.
É o que revela levantamento feito pelos repórteres André Borges e Lu Aiko Otta, do jornal “O Estado de São Paulo”.
Obras que somam R$ 3,2 bilhões tiveram os projetos abandonados ou simplesmente foram deixadas no meio do caminho incompletas pelas construtoras, que já receberam o dinheiro pelo que fizeram, mas não concluíram.
De acordo com dados da CGU – Controladoria Geral da União, existem 324 ações voltadas para a Copa do Mundo, entre obras e programas de segurança e informações para o turista. Elas somam R$ 25,4 bilhões. Mas até a primeira metade deste mês de setembro de 2014 (a Copa foi em junho), apenas R$ 17,1 bilhões foram desembolsados, ou seja, 67,3% do total. A diferença, na maior parte se refere a estas obras abandonadas e outras em andamento, mas que não foram concluídas.
Exemplos não faltam. Um deles é o VLT de Cuiabá, um sistema de trens leves para fazer a ligação entre Cuiabá e Várzea Grande. A obra teve contrato assinado, sob suspeita de adulteração de dados para justificar o projeto, em junho de 2012 e pela matriz de responsabilidade da Copa devia ter sido entregue em março de 2014. Inicialmente, oa ligação deveria ter sido feita por um corredor de ônibus de alta velocidade, BRT – Bus Rapid Transit, mas há suspeita de que o governo do Estado do Mato Grosso alterou dados de demanda e custos para justificar o VLT. Segundo a CGU – Controladoria Geral da União, a operação do VLT, que só deve começar agora em 2015, vai trazer prejuízos, confira a matéria em: http://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/09/23/vlt-de-cuiaba-vai-trazer-prejuizos/
Mas não foi só o VLT que atrasou.
Sistemas de corredores de trânsito rápido para ônibus, que têm eficiência semelhante a dos VLTs, mas tempo de implantação e custos bem menores, que estavam previstos para a Copa, também estão atrasados.
É o que ocorre em Recife. Pela matriz de responsabilidade da Copa e de acordo com os contratos com as construtoras, os cidadãos da capital pernambucana deveriam já contar com um sistema de ônibus mais modernos desde março de 2013.
No entanto, apenas 4 das 29 estações do eixo norte-sul estão em operação. Já no eixo leste-oeste, 10 das 16 estações de BRT prometidas estão atendendo a população.
O governo do estado de Pernambuco promete que até o final de fevereiro de 2015, todas as estações do sistema de corredores de ônibus estejam prontas.
Os gestores públicos, de uma maneira geral atribuem os atrasos a processos de licenciamento ambiental e interferências em redes de águas, esgoto e energia elétrica. Mas nada disso havia sido planejado?
Além das obras para o transporte público dos cidadãos, há atrasos em outras intervenções, como dos aeroportos de Cuiabá e Manaus.
A culpa no caso destes aeroportos por não ficarem prontos até a Copa foi, de acordo com a Infraero, a própria Copa.
Como não foram concluídas até o Mundial, durante a Copa, as obras tiveram de ser interrompidas.
A Infraero admite criar aditivos contratuais, o que pode elevar os preços finais destas intervenções.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

4 comentários em Obras para a Copa talvez nem fiquem prontas até as Olimpíadas

  1. joao.garcia@lusobank.com.br // 28 de setembro de 2014 às 21:55 // Responder

    Esse é um País do Futuro !!!
    E aí cadê o Povo nas ruas para protestar contra mais essa aberração ?
    Acorda Brasil !!!
    Não precisamos de Copa, não precisamos de Olimpíadas.
    Enviado pelo meu aparelho BlackBerry da Claro

  2. Amigos, boa noite.

    Sai o padrao FIFA.

    E entra o padrao BRASILLLLLLLLLLLLL.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Que venha o super faturamento vergonha isso ai.

  4. Não vai ter olimpíada… Blá, blá, blá… A maioria das obras da copa estão prontas sim.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: