TCM aponta irregularidades e cogita suspensão de contrato da Sambaíba

ônibus

Ônibus da Sambaíba Transportes Urbanos, segundo maior grupo operador de transportes em São Paulo. TCM diz ter encontrado irregularidades no contrato da empresa. Foto: Adamo Bazani


TCM encontra irregularidades na Sambaíba
Motivo é a quantidade de reclamações por maus serviços
ADAMO BAZANI – CBN
O TCM – Tribunal de Contas do Município de São Paulo diz ter encontrado irregularidades no contrato com a Sambaíba Transportes , responsável por 130 linhas na zona norte da cidade, com 1300 ônibus.
O Grupo Sambaíba é o segundo maior operador de transportes da Capital Paulista.
As informações foram divulgadas nesta manhã pelo jornal Bom Dia São Paulo, da TV Globo.
De acordo com o TCM, a empresa não presta serviços de qualidade, com problemas como superlotação e atrasos, além de veículos antigos. Falta pelo menos um ônibus adaptado por linha em todas as ligações. Problemas com greves também foram apontados.
Segundo o TCM, o contrato está correto, mas não é cumprido.
Em 2005 e 2006, a Sambaíba recebeu 215% a mais que o previsto em contrato.
A SPTrans disse que prestou os esclarecimentos pedidos pela TCM.
O SPUrbanuss, sindicato das empresas, disse que o descumprimento dos horários se dá por causa de obras e trânsito. Disse também que os ônibus mais antigos são usados em operação PAESE, para suprir linhas que apresentam problemas de outras empresas.
O TCM acionou o Ministério Público e sugeriu a eventual suspensão de contrato da empresa

Confira matéria do jornal:

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-sao-paulo/t/edicoes/v/tcm-encontra-varias-irregularidades-em-contrato-da-viacao-sambaiba/3609485/

SEGUE NOTA OFICIAL DO SPURBANUSS SOBRE A SAMBAÍBA:

A concessionária Sambaíba, por meio do SPURBANUSS, informa que não conhece, oficialmente, o teor do parecer do presidente do TCM, sobre o contrato de operação firmado entre a empresa e a Prefeitura de São Paulo, em 2003.
Esclarece, contudo, que a idade média de sua frota é de cerca de cinco anos e que, somente neste segundo semestre, cerca 300 novos ônibus foram adquiridos para renovação de sua frota. Foi a primeira empresa, na cidade, a adquirir os modernos ônibus Super Articulados e a instalar equipamentos de wi-fi em 30 veículos de sua frota.
A Viação Sambaíba opera na zona norte da cidade, com uma frota de 1.300 veículos, atendendo 130 linhas municipais. Todos os seus veículos passam por limpeza e higienização diárias, dedetização a cada 90 dias e regulares serviços de manutenção preventiva e corretiva.
A empresa é considerada uma das melhores no ranking feito pela SPTrans (IQT – Índice de Qualidade do Transporte) e é uma das concessionárias com menor número de reclamações.
Sobre o descumprimento de partidas, a empresa ressalta que, assim como várias operadoras, suas linhas passam por regiões com intervenções viárias e com trânsito intenso, que interferem no desempenho operacional de seus veículos, comprometendo a regularidade e a confiabilidade de cada linha. Por isso, as empresas concessionárias estão adquirindo veículos mais apropriados ao sistema de transporte coletivo municipal e projetando investimentos em controles de operação mais modernos, para melhorar o atendimento à população.
Francisco Christovam, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPURBANUSS), afirma que os ônibus com mais de dez anos de fabricação, ainda existentes nas garagens das concessionárias, só são usados em emergências, como quando acionado o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

9 comentários em TCM aponta irregularidades e cogita suspensão de contrato da Sambaíba

  1. Amigos, bom dia.

    A suspensao desse contrato e utopia, afinal 1300 buzoes sao quase 10% da frota total e em operacao, nada mais nada menos que 130 linhas.

    Lembrando que os problemas do buzao de Sampa sao publicos e notorios.

    Cumprir contrato …

    Att,

    Paulo Gil

  2. Esse pessoal do TCM e Ministério Público conhece a cidade de São Paulo somente de Pinheiros até a Penha, para eles dali para baixo é um “Lost” para eles. Se a Sambaiba é tão ruim assim, o que diria da Express ? Com ônibus com mais de 10 anos rodando – literalmente caindo aos pedaços nas ruas, quebrando e atrapalhando o trânsito ? Isso é apenas “para inglês ver…”

  3. Com o trânsito caótico de São Paulo é impossível o cumprimento de horários… E sempre alguém quer aparecer em épocas de eleições.

  4. Faltou o objeto misterioso…………….

  5. Andre a zona leste não existe no mapa da Prefeitura de SP, la pode tudo, esta express e uma piada, são uns fanfaroes, a 10 dia peguei um ônibus Cidade Jucelino x T. Carrão, ele alem de muito velho, tinha cheiro de olho queimado, porque o motor estava fazando oleo e caia no motor que de tão quente fritava o oleo e o cheiro entrava dentro do ônibus, até o motorista estava passando mal, dai vai……..,

  6. ESQUECERAM DE SITAR QUE A SAMBAÍBA CONTRATA SEUS FUNCIONÁRIOS E DEPOIS OS DEMITE POR JUSTA CAUSA, PIOR, SEM UMA CAUSA APARENTE, SÃO TOTALMENTE DESUMANOS, NÃO SE IMPORTAM COM SEUS FUNCIONÁRIOS, QUEREM QUE COBRADORES E MOTORISTAS TRABALHEM 9 HORAS DIA, É ESTRESSANTE.

  7. Eu só acho que eles são um bando de loucos, pois se suspenderem este contrato, a zona norte vai virar um CAOS, e nem PAESE vai dar conta, e quem vai fazer a festa vai ser a transcooper.

    Em relação a atraso de horários, normal, todas as empresas de são paulo atrasam, porque os veículos ficam presos no transito, aí o ônibus sai no horário e depois os passageiros tem que esperar muito para um próximo ônibus chegar.

    Não estou dizendo como defensor da sambaíba, mais sim como morador da zona norte e necessitado das linhas da mesma. Tudo bem que os apaches dela já estão com 10 anos e os PBC estão zuados, alias eles já são zuados de natureza por serem barulhentos, mas com certeza eles irão fazer a renovação de frota, até mesmo porque se não fizerem, eles não poderiam mais operar em SP (ou sim, porque se depender da fiscalização…).

    O melhor a se fazer na minha opinião é cobrar renovação de frota e também a quantia de veículos por linha operada, sem esquecer também da qualificação dos profissionais e melhoria da qualidade dos serviços prestados.

  8. José Luis Silva da Costa // 7 de setembro de 2014 às 23:34 // Responder

    A SAMBAÍBA é uma ótima EMPRESA, porém o que a estraga é a falta de critérios e má administração, pois uma norma não dura e diante disso os próprios operadores se sentem prejudicados e acabam “perdendo” o profissionalismo e até mesmo saindo e mal dizendo da mesma no mercado. AGORA fica a dica de que a SPTRANS deveria fazer vistorias surpresas nas GARAGENS de todas as EMPRESAS ( PRINCIPALMENTE DAS COOPERATIVAS ) do sistema e pegar todas estas irregularidades, tais como, FALTA DE MANUTENÇÃO, HIGIENIZAÇÃO, TRATAMENTO DESUMANO DE ALGUNS QUE SE ACHAM SUPERIORES E ATÉ MESMO MAU PROFISSIONAIS. O sujo falando do mal lavado

  9. As cooperativas na cidade de São Paulo só existem por incompetência das empresas de ônibus, se as empresas de ônibus prestassem um serviço de excelência e qualidade jamais eles iam ter espaço para existir. Se hoje a passagem para o usuário não esta um valor maior é por conta da existência das cooperativas que operam recebendo 60% do valor que as empresas de ônibus recebem. É só o poder publico exercer o poder e ordenar a troca dos veículos já que eles recebem por isso, para ter veículos novos. Mas quanto mais sobra melhor para poder dividir se é que vocês me entendem, quero ver como a prefeitura vai explicar um aumento tão alto em relação ao contrato.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: