Marcopolo reduz projeção de investimentos e produção

ônibus

Ônibus da Marcopolo. Encarroçadora reduziu para baixo as estimativas de investimentos e produção. Mercado de ônibus sofre problemas e economia brasileira está desaquecida. Foto: Adamo Bazani

Marcopolo reduz projeção de investimentos e produção
Cenário do mercado de ônibus não apresenta números positivos. Atrasos em obras e enfraquecimento da economia estão entre os fatores
ADAMO BAZANI – CBN
Diante da retração do setor automotivo e do fraco desempenho econômico do País, que deve fechar o ano quase sem crescimento no PIB – Produto Interno Bruto – apesar de estima de inflação, a Marcopolo, maior fabricante brasileira de carroceria para ônibus, reviu para baixou sua projeções de investimento e produção.
Nesta segunda-feira, dia 11 de agosto de 2014, a Marcopolo anunciou que os investimentos para este ano devem ser de R$ 130 milhões. Anteriormente, este número era de R$ 160 milhões.
Já em relação à produção, a empresa prevê fabricar 19 mil carrocerias para ônibus. Em dezembro do ano passado, a produção prevista era de 20 mil 850 para 2014.
Com menos investimentos e menor produção, a companhia também projeta menos ganhos.
Em dezembro, a Marcopolo anunciou uma estimativa de R$ 3,8 bilhões de receita líquida. Agora, a empresa acredita que será possível uma receita de R$ 3,4 milhões.
Além do ritmo da economia brasileira ser fraco, há questões relacionadas especificamente ao setor de transportes.
O legado da Copa foi bem inferior ao prometido pelo Governo Federal. Assim, boa parte das obras de mobilidade que resultariam em renovação de frota, sequer saiu do papel.
O mercado de ônibus ainda diz se ressentir do congelamento das tarifas. Muitas empresas alegam que, mesmo com subsídios, não há dinheiro para manter o ritmo de compra de ônibus novos.
Também há incertezas sobre licitações que adiam as intenções de renovação de frota.
LUCRO TEVE QUEDA:
O lucro líquido da Marcopolo somou neste segundo trimestre, R$ 50,2 milhões, queda de 32,3% na comparação com período semelhante do ano passado.
O Ebtida, que é o lucro antes dos juros, depreciação amortização e impostos, foi de R$ 60,2 milhões no segundo trimestre deste ano, representando queda de 47,8% na comparação com o mesmo período de 2013.
A receita operacional líquida foi de R$ 824,5 milhões neste período. Queda de 17,1% na comparação com o segundo trimestre de 2013.
A produção de ônibus neste ano acumula queda de 12,8%, de acordo com a Anfavea. Confira no link:
http://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/08/06/desempenho-de-urbanos-puxa-para-baixo-industria-de-onibus/

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Marcopolo reduz projeção de investimentos e produção

  1. Amigos, boa noite.

    Marcopolo, pode reduzir em mais 50 % esses 130 milhoes.

    A copa ja era, corredor de buzao nem foi, a inflacao tai na engorda, exceto em Mantegopolis.

    PQP PISA NU FREI MARCOPOLO.

    “SEM CAMINHAO O BRASIL PARA”, mas

    “SEM INFLACAO O BRSIL NAO ANDA”

    Alguem duvida ?????

    Mais uma PREVISIVELLLLLLLLLL

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: