Mauá pode ter greve de ônibus

ônibus

Ônibus da Viação Cidade de Mauá. Motoristas e cobradores podem entrar em greve na sexta-feira. Foto: Adamo Bazani

ATENÇÃO – A GREVE FOI REMARCADA PARA SEGUNDA-FEIRA – CONFIRA NESTE LINK ABAIXO:

GREVE DE ÔNIBUS EM MAUÁ É MARCADA PARA SEGUNDA-FEIRA:
http://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/08/07/greve-de-onibus-em-maua-e-marcada-para-segunda-feira/

Mauá pode ter greve de ônibus
Funcionários das empresas Viação Cidade de Mauá e EAOSA dizem que não receberam pagamento de verbas rescisórias após entrada da Suzantur na cidade
ADAMO BAZANI – CBN
Motoristas e cobradores de ônibus em Mauá, na Grande São Paulo, ameaçam entrar em greve nesta sexta-feira, dia 08 de agosto de 2014.
O motivo, segundo carta de aviso do Sintreta, que é o sindicato que representa os rodoviários no ABC Paulista, é que as empresas de Baltazar José de Sousa não pagaram as verbas rescisórias dos trabalhadores após demissões provocadas pelo início das operações da empresa de ônibus Suzantur, contratada emergencialmente em outubro de 2013 por 180 dias pelo prefeito Donisete Braga e pelo então secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio.
Os trabalhadores atuam nas dezessete linhas de ônibus operadas ainda pela Viação Cidade de Mauá, que foi descredenciada do sistema após supostas consultas não autorizadas aoS dados da bilhetagem eletrônica. Outra empresa, Leblon Transporte de Passageiros, que não opera mais na cidade desde 29 de dezembro de 2013, também é acusada pela administração de Donisete Braga. Ambas empresas negam. A procuradora do município Thaís de Almeida Miana aceitou as provas apresentadas pela Leblon de que não houve invasão ao sistema de bilhetagem eletrônica e em 27 de junho de 2013 recomendou uma nova sindicância. A recomendação não foi seguida por Donisete Braga e nem por Paulo Eugênio.
Não há contestações do sindicato em relação aos pagamentos da Leblon.
Os motoristas do grupo de Baltazar José de Sousa estão registrados na VCM – Viação Cidade de Mauá, EAOSA – Empresa Auto Ônibus Santo André, Viação Barão de Mauá e Viação Januária, esta duas últimas operavam em Mauá até 2010. As empresas deixaram de prestar serviços, mas continuaram abertas. Os funcionários da Barão de Mauá e Januária passaram a trabalhar na VCM.
OUTRO LADO:
Em carta resposta ao Sindicato, à qual o Blog Ponto de Ônibus teve acesso, a diretoria da Viação Cidade de Mauá diz que os encargos seriam assumidos pela operadora agora classificada para operar os transportes na cidade por 20 anos, Suzantur.
Participaram do acordo, segundo o documento, representantes da Viação Cidade de Mauá, o secretário de mobilidade urbana da época, Paulo Eugênio, o prefeito Donisete Braga, e José Garcia Neto e David Barioni Neto, ambos na condição de representantes da Suzantur.
Segue a íntegra da carta:
Santo André, 05 de agosto de 2014
Ilmo Sr. Presidente do Sindicato dos Rodoviários e Anexos do ABC – Sintetra:
Prezado Sr:
Em meados de outubro de 2013, a Viação Cidade de Mauá Ltda, então concessionária no Município de Mauá, entabulou com os Srs. José Garcia Neto e David Barioni, representantes da Empresa Suzantur, a transferência das linhas de ônibus para essa empresa. Acordo esse do qual participaram o prefeito, Sr. Donisete Braga e seus Secretários de Governo e de Mobilidade Urbana.
Nessa negociação, entabulou-se que à medida que as linhas fossem transferidas à SUZANTUR, o quadro de empregados ligados às linhas repassadas seria demitido para posterior admissão junto à empresa sucessora que o absorveria.
A SUZANTUR, ainda, absorveria o fundo de comércio correspondente e cuidaria de pagar os direitos trabalhistas dos empregados demitidos pela Viação Cidade de Mauá Ltda.
Ressalto, por ser oportuno, que o acordo acima mencionado, era de conhecimento de todos os diretores do Sindicato”
David Barioni Neto diz que comprou em 11 de julho de 2012 a Viação Estrela de Mauá, que chegou a operar o lote 02 junto com a Leblon e foi retirada por determinação judicial. A Estrela de Mauá foi criada por Baltazar José de Sousa em 19 de abril de 2006 para participar de um processo licitatório em Mauá. Em conversas anteriores com o Blog, ele negou envolvimento com Baltazar e que a Estrela se tornou independente.
O proprietário da Suzantur, Claudinei Brogliato, disse que José Garcia Neto não é mais sócio da empresa desde 2011 e também negou envolvimento com empresários de ônibus da região. Ver matéria em:
http://blogpontodeonibus.wordpress.com/2014/05/11/suzantur-maua-leblon-maua-donisete-braga/
Já a carta enviada nesta terça-feira pela diretoria da Viação Cidade de Mauá teve o recebimento protocolado pelo Sintetra e registra que tanto David Barioni Neto e José Garcia Neto representaram a Suzantur em 2013.
José Garcia Netto é irmão de Ângelo Roque Garcia, dono do Banco Caruana que financia ônibus para diversas empresas de ônibus de todo o País. Entre elas, companhias do grupo de Baltazar e a Estrela de Mauá.
Inclusive, os ônibus que operaram pela Viação Estrela de Mauá e hoje são usados pela Suzantur, como os Mascarello Gran Via Volvo B 270 F, estão alienados ao Banco Caruana.
A assembleia que aponta para possibilidade de greve foi realizada pelo Sintetra na segunda-feira, dia 04 de agosto de 2014.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

4 comentários em Mauá pode ter greve de ônibus

  1. OBRIGADO DONIZETE // 7 de agosto de 2014 às 11:07 // Responder

    VALEU MESMO SENHOR PREFEITO DONIZETE BRAGA.

    TRABALHADORES PERDERAM, PASSAGEIROS PERDERAM, UMA BOA EMPREZA A LEBLON PERDEU

    SÓ VOCE E ESSE PAULO EUGENIO DEVEM TER GANHADO E MUITO

    SABE QUE COMO POLITICO VOCE JÁ ERA NE.

    NEM PRA GANDULA DO INDEPENDENTE VOTAREMOS EM VOCE E NESSE PAULO EUGENIO

  2. Cadê o povo de Mauá que não protesta contra essa situação.
    Na verdade eu sei que tiveram alguns jovens que se manifestaram na época e viraram a casaca agora por favorzinhos da prefeitura.
    Suzantur é um retorcesso prá Mauá.
    Baltrazar é parar no tempo
    Leblon foi um avanço interrompido pelos donos de empresa de ônibus, donnizete e Paulo Eugenio
    cadê o povo de mauá?
    cade o povo de mauá?

  3. Esta novela do transporte afeta todo mundo até os funcionarios das empresas, passou da hora dos funcionarios tomarem uma atitude mas se depender deste sindicato (o mesmo que incentivou os funcionarios da leblon a aceitar a retirada da empresa de mauá ) eles estão perdidos pois ha sempre aquele conchavo com o patrão e a peãozada e a população sempre sai perdendo.

  4. Eita novela que nao acaba mais, essa historia da mais de 500 paginas vai ficar na historia do brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: