Os ônibus e seus personagens que ganharam destaque no Livro dos Recordes

motorista de ônibus

Ônibus também são veículos que podem conduzir imaginação e criatividade. Livro dos recordes é recheado de histórias envolvendo os veículos. Carl Fisher, por exemplo, entrou para o Guinnes por ser o motorista de ônibus com mais tempo em atividade. Ele conduziu ônibus escolares nos Estados Unidos desde 1946. – Foto: Google Archive

Ônibus ganham destaque no Livro dos Recordes
Imaginação e um pouco de audácia são os combustíveis principais destes veículos que ficam para a história
TEXTO E PESQUISA DE MARISTELA DUARTE
Diversas façanhas registradas no Guinnes World Records, o livro dos recordes, envolvem ônibus, viajantes e um pouco de loucura humana. Apesar de ser considerados um meio de transporte comum, com alguma imaginação é possível entrar para o hall da fama dos recordes com situações inusitadas em ônibus.
Imagine colocar mais de 200 pessoas em um ônibus comum ou rodar mais de 87 mil quilômetros em um veículo desse tipo? Esses são alguns dos recordes curiosos encontrados oficialmente no livro dos recordes. Confira em detalhes alguns deles:
• Na Polônia, 229 pessoas espremeram-se dentro de um ônibus convencional, que andou 75 metros em 57 segundos com a pequena multidão dentro. O fato inusitado ocorreu em 2011.
• O motorista de ônibus que permaneceu por mais tempo na profissão foi Carl Fisher, um americano que conduz estudantes em modelos escolares desde 1946; – Veja a história:
http://www.guinnessworldrecords.com/records-4000/longest-career-as-a-bus-driver/
• John Weston e Richard Steel rodaram mais de um ano em ônibus, perfazendo 87 mil 367 quilômetros e passando por 18 países. O “tour” passou pelas cidades de Londres, Copehanguen, Hamburgo, Milão, Istambul, Dubai, Lahore, Bombay, Singapura, Perth, Sydney, Rio, Santiago, Los Angeles, Chicago, Nova York e Liverpool.
Diversas outras loucuras podem ser feitas em um ônibus, basta utilizar a imaginação, contatar o Guinness para registrar o feito e não se esquecer da segurança de todos envolvidos.
Um caso curioso ocorreu recentemente, durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, quando diversos argentinos invadiram o país vizinho e um grupo em particular chamou a atenção.
HERNAMOS NA ESTRADA:
Um grupo de amigos argentinos sonhava em vir ao Brasil ver a Copa do Mundo de 2014. Com voos lotados e preços inflacionados, decidiram fazer a viagem de um jeito diferente. Conseguiram o apoio de uma cervejaria local e resolveram comprar ônibus usado e reformá-lo, para a longa viagem ser mais confortável.
Os 11 amigos passaram um mês e meio rodando diversas cidades brasileiras para acompanhar o Mundial, hospedando-se no próprio ônibus, que foi transformado em um motorhome, com camas, sofás, fogão e geladeira.
Todo o trajeto dos hermanos pode ser conferido neste site
http://www.mundialandando.com.
A página conta com depoimentos e vídeos gravados nas cidades em que os amigos se hospedaram.
Maristela Duarte, estudante de Jornalismo – São Paulo/SP, entusiasta do setor de transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: