Greve de ônibus em Recife e região metropolitana chega ao fim

ônibus

Ônibus em Recife. Motoristas, cobradores e fiscais da capital e região metropolitana devem voltar ao trabalho depois de decisão da Justiça. Empresas estudam se vão recorrer.

Greve de ônibus em Recife termina depois de reajuste estipulado pelo TRT
Em dissídio coletivo, justiça trabalhista determinou aumento de 10% nos salários. Empresas de ônibus estudam se vão recorrer
ADAMO BAZANI – CBN
A greve de motoristas, cobradores e fiscais de ônibus em Recife e região Metropolitana chega ao fim nesta quinta-feira, dia 31 de julho de 2014.
A categoria decidiu voltar ao trabalho depois de, em julgamento do dissídio coletivo, o Tribunal Regional do Trabalho da 6º Região (TRT-PE) atender pedido dos trabalhadores e determinar reajuste salarial de 10% e o fim da greve.
Os trabalhadores alegam que este percentual já tinha sido acordado com as empresas de ônibus que não cumpriram. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) negou o acordo e ofereceu 5% de aumento salarial.
As empresas de ônibus estudam se vão recorrer da decisão no TST – Tribunal Superior do Trabalho.
Com os reajustes definidos pelo TRT os salários passam a ser os seguintes:
Motoristas de ônibus: de R$ 1605,00 para R$ 1765,50
Cobradores de ônibus: de R$ 738,00 para R$ 811,80
Fiscais de Tráfego: de R$ 1037,00 para R$ 1140,70
O tíquete-refeição da categoria passa de R$ 171 para R$ 300.
A greve afetou por dia cerca de 2 milhões de passageiros, que usam os 3 mil ônibus operados por 18 empresas em 385 linhas.
Durante a paralisação, ônibus foram depredados e um parcialmente incendiado.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: