Bairros mais carentes acabam dependendo só de cooperativas para o transporte público

coopertivas São Paulo

Cooperativas acabam sendo única opção de transporte público em regiões mais afastadas, como para a área de Engenheiro Marsilac, no extremo Sul de São Paulo. Papel no atendimento à população mais carente é importante, mas alguns bairros necessitam de sistemas com capacidade maior.

Bairros mais carentes têm cooperativas como única opção de transporte
Proporcionalmente, com menos veículos e linhas menores, cooperados acabam transportando mais passageiros
ADAMO BAZANI – CBN
Do total de 1 bilhão 418 milhões 292 mil e 876 passageiros transportados de janeiro a junho deste ano no sistema municipal de ônibus de São Paulo, de acordo com os indicadores da SPTrans, 618 milhões 196 mil 664 foram atendidos pelo subsistema local, ou seja, pelas cooperativas de transporte coletivo.
Regulamentadas em 2003, na gestão da prefeita Marta Suplicy, quando o atual secretário de transportes, Jilmar Tatto, ocupava a mesma pasta na prefeitura, algumas cooperativas de São Paulo hoje têm frota e número de passageiros superior ao de muitas empresas de ônibus e ter um veículo em cooperativa significa muitas vezes operação exclusiva.
Em diversos bairros, especialmente os mais carentes, a única forma de transporte público é a oferecida pelas cooperativas.
Exemplo é a região de Engenheiro Marsilac, extremo sul da Capital Paulista, a mais pobre da cidade, de acordo com o censo do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, de 2010.
O presidente da FECOOTRANSP – Federação das Cooperativas de Transporte do Estado de São Paulo, Paulo Sirqueira, em nota, cita a linha que vai até o Terminal Varginha como um dos exemplos.
“Hoje temos, por exemplo, uma linha na região que leva os moradores para um importante terminal permitindo que se desloquem para outras regiões da cidade com agilidade e segurança. A linha 6L01-10 Marsilac – Terminal Varginha é um exemplo da nossa preocupação com a mobilidade urbana dos moradores de bairros de baixa renda da cidade. O passageiro sabe que pode confiar no nosso trabalho, pois é nítida a qualidade e continuidade do serviço. Hoje percebemos um movimento sadio na cultura das pessoas que estão deixando seus carros na garagem e utilizando o ônibus. Não é por acaso que as cooperativas são a força do transporte principalmente, nos bairros mais distantes do centro ” – disse o representante das cooperativas.
Já as empresas de ônibus transportaram no primeiro semestre 800 milhões e 96 mil 212 passageiros.
Na prática, elas atendem pouco mais da metade dos passageiros em São Paulo, quase havendo um equilíbrio na demanda.
Em relação à frota, as companhias de ônibus possuem 8 mil 736 veículos e as cooperativas têm 5 mil 991 ônibus, boa parte micros.
Proporcionalmente, entretanto, as cooperativas acabam atendendo mais passageiros com menos ônibus.
As empresas transportam 1,2 passageiro em relação a cada passageiro de cooperativa, mas para isso, precisam oferecer 1,45 ônibus para cada veículo das associações.
Além disso, boa parte das linhas das cooperativas é menor que a dos ônibus, o que explica o fato de os micros transportarem mais passageiros proporcionalmente, fazendo mais viagens, apesar de cada veículo ter capacidade menor.
No entanto, a remuneração por passageiro varia.
A importância dos transportes do trabalho das cooperativas não pode ser deixada de lado, atendendo a locais muitas vezes que não são de interesse das empresas. Mas, de acordo com especialistas, alguns bairros já possuem demandas que justifiquem uma oferta de veículos de mais capacidade e ligações com maior extensão. Além disso, a proporção entre a oferta de veículos e serviços e a quantidade de passageiros atendida também divide opiniões.
O seccionamento de linhas feito pela atual gestão de Fernando Haddad ao mesmo tempo que racionalizou o sistema e evitou sobreposições também foi na contramão desta necessidade.
Hoje, muitas linhas maiores foram reduzidas colocando quase forçosamente os passageiros em terminais locais ou estações de trem e metrô.
Este modelo acaba beneficiando as cooperativas.
As baldeações nunca agradaram os passageiros, mesmo em alguns casos, representando economia de tempo. Mas para que um seccionamento de linhas seja eficaz é necessário que o sistema flua bem e para isso, os espaços exclusivos para ônibus são essenciais.
Não adianta nada o passageiro fazer uma viagem rápida numa ponta de seu percurso sendo depois obrigado a esperar mais de 30 minutos o outro ônibus que está preso num congestionamento.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

7 comentários em Bairros mais carentes acabam dependendo só de cooperativas para o transporte público

  1. Amigos, boa noite.

    PREVISÍVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL.

    Cooperativa não bate lata; enquanto os “linguições’ desfilam nos corredores 9 de Julho e Santo Amaro batendo lata todos os sábados a tarde e talvez em outros dias também.

    Bem como, tem articuladinho novinho batendo lata, as 21:30 hs. em pleno mês Julho – férias escolares e universitárias.

    Nem precisa fazer conta, desse jeito, é óbvio que as cooperativas estão transportando mais “bonecos” .

    Sem contar as linhas “Filet”; aqui na 8 tem linha de micro / micrão, que só anda tuchada.

    Em qual planeta está a fiscalizadora ????

    OBS.: Não tenho nada contra as cooperativas, até porque quando o dono cuida do buzão, pelo menos ele é limpo.

    Att,

    Paulo Gil

    • Paulo Gil
      São vão nas boas….enquanto isso Vila Indiana perdeu sua linha (na época operada pela Oak Tree) e o Povo que se lasque.
      abraços

      • Jair, boa noite.

        Todo mundo só quer o Filet !.

        Por incrível que pareça, os buzões da OAK eram os mais limpos internamente que eu já utilizei aqui em Sampa, acho que pertencia aos descendentes do Sr. Luiz Gatti, o qual também mantinha a limpeza interna dos buzões e suas lindas catracas cromadas Capelinha.

        Abçs,

        Paulo Gil

    • LEDRAJ SARCE DOPRA // 30 de julho de 2014 às 04:59 // Responder

      Paulo Gil
      Que Ferias escolares e universitárias que vc está falando? sendo que devido a Copa do Mundo no Brasil nas 12 Cidades Sedes do Mundial só 40% dos estudantes estão de férias no mês de Julho sendo que 60% dos estudantes que tiveram férias durante o período da Copa já estão frequentando as aulas desde do dia 14 de julho.

      • Ledraj, bom dia.

        Desculpe, eu nao sabia disso.

        Ok, entao me refiro as ferias dos 40 % que estao de feriad em julho.

        Mas uma coisa e certa, das 2 vezes que eu vi os 2 articulsdod por volta das 21:30 hs + ou- 15, ambos “batiam lata”.

        Grato pelo esclarecimento.

        Abcs,

        Paulo Gil

  2. Isso é uma desgraça 8 anos atrás eu que ainda trabalho na mesma empresa pegava apenas 2 ônibus para sair do pq residencial cocaia depois do descredenciamento da cooperauthom e redução das linhas sou obrigado a pegar 4 ônibus se quiser chegar no horário pois e for esperar no terminal Grajaú estou f…… vejam as seguintes linhas que utilizo atualmente 6726-10,6078-10,5630-10 e finalmente a 875A ou a 609J para chegar no metrõ são judas ou então tenho que fazer uma viagem de ônibus até o terminal Grajaú e pegar o trem da linha esmeralda até pinheiros depois a linha 5 do metrô até a estação luz e a linha azul até são judas um absurdo isso só pode ser feito para que nós gastemos mais dinheiro com o bilhete único pois não tem como utilizar todas as conduções no prazo de 2 horas com o bilhete empresa…

  3. Sr. Jackson, boa noite.

    Pelo que o senhor comentou a coisa está péssima para o seu lado.

    Sugiro o senhor procurar a Associação de Moradores do bairro onde reside e pedir uma ajuda, para que esta se mobilize contra esse absurdo e lhe ajudem a ter mais conforto na sua locomoção diária.

    Fácil não é; mas corra atrás, afinal quem não chora não mama, já diz o dito popular.

    Lembrem-se, sempre dá para melhorar, não importa o que seja, basta lutar e ter boa vontade.

    Se não pleitearmos nossos direitos, ninguém fará por nós.

    BOA SORTE !

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: