Ônibus interestaduais transportaram 3,4 milhões na Copa

ônibus

Balanço da ANTT mostra que 3,4 milhões de pessoas foram transportadas por ônibus de linhas regulares interestaduais envolvendo as 12 cidades-sede da Copa. Fretamento atendeu mais de 250 mil. Foto: Adamo Bazani.

Empresas de ônibus interestaduais transportaram 3,4 milhões de passageiros durante a Copa, diz ANTT
Já serviços fretados atenderam mais de 250 mil pessoas. Fretamento internacional foi liderado pelos argentinos
ADAMO BAZANI – CBN
Ao menos 3 milhões e 400 mil pessoas foram transportadas pelas empresas de ônibus em linhas regulares interestaduais somente nos dias da Copa do Mundo de 2014 e nas cidades-sede.
O balanço parcial é da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres e foi divulgado nesta terça-feira, dia 22 de julho de 2014.
Ainda segundo a ANTT, neste período, que em parte coincidiu com as férias escolares, foram solicitadas 2 mil 653 viagens extras às empresas, das quais, 2 mil e 77 eram para pelo menos uma cidade-sede da Copa.
O maior número de viagens extras foi para Brasília, com 596 partidas, e para o Rio de Janeiro, com 553 solicitações.
FRETAMENTO:
O setor de fretamento também chamou a atenção, segundo a ANTT.
Foram realizadas durante a Copa, 6 mil 869 viagens com veículos de transporte coletivo de fretamento, entre vans, minionibus, micro-ônibus e ônibus, correspondendo a 32% dos deslocamentos interestaduais.
Ao todo, foram transportados somente com origem e destino no território nacional, 235 mil 664 passageiros. A cidade de São Paulo foi o destino mais relevante para o fretamento na Copa: 3 mil 986 viagens, o que significa 58% do total de deslocamentos nesta modalidade. Rio de Janeiro foi a segunda, com 513, e Fortaleza a terceira, com 443 viagens.
FRETAMENTO INTERNACIONAL:
Somam-se a estes 235 mil 664 passageiros do fretamento nacional mais 19 mil pessoas que usaram ônibus de circuito-fechado com origem em outros países.
Foram 365 viagens procedentes de outros países, sendo que a maioria veio da Argentina: 244 viagens comunicadas ou 67% do total de fretamento a partir de outros países.
O Rio de Janeiro foi o principal destino das viagens de fretamento de outros países, sendo responsável por 172 viagens.
A ANTT montou um centro operacional para monitorar as viagens nas principais rodovias do País, postos de atendimento e rodoviárias.
Um projeto piloto permitiu a fiscalização em tempo real, 24 horas por dia, através do centro de controle, dos terminais rodoviários nas cidades-sede. A expectativa é que essa fiscalização seja retomada após as análises do que deu certo e o que pode ser melhorado no processo de monitoramento.
A ANTT registrou, no período compreendido entre 10 de junho e 14 de julho, 10.490 veículos fiscalizados (viagens nacionais e internacionais) e 1.447 autos lavrados.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: