Pesquisa Datafolha mostra que 49% dos paulistanos defendem rodízio ampliado

trânsito

Trânsito em São Paulo. Quase metade dos paulistanos defende rodízio ampliado e maioria é contra pedágio urbano. Foto Agência Estado

Pesquisa Datafolha mostra que 49% dos paulistanos apoiam rodízio ampliado
Medida foi implantada em dias de jogos da Copa em Itaquera
ADAMO BAZANI – CBN
Para surpresa de muitos defensores do uso do automóvel, quase metade dos paulistanos defende a ampliação do rodízio municipal de veículos para o dia todo.
É o que revela pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta segunda-feira, dia 21 de julho de 2014.
Foram ouvidas 1.047 pessoas maiores de 16 anos, entre os dias 15 e 16 de julho. Deste total, 49% defendem que o rodízio não seja mais restrito às faixas das 7h às 10h e das 17h às 20h.
A ampliação do horário do rodízio das 7h às 20h foi implantada em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo de 2014 e quando havia partida do mundial no estádio em Itaquera, zona Leste.
“Entre os que têm o carro como meio de transporte mais frequente, são favoráveis 40% e contrários, 57%. A maioria dos que usam transporte público é a favor: 60% entre usuários de peruas, 52%, de ônibus e 50%, de metrô”. – diz o Instituto Datafolha.
A pesquisa mostra ainda que 76% dos paulistanos são contra a cobrança de pedágio para circular no centro expandido. Entre os usuários de carro, a reprovação sobe para 80%.
O pedágio não conseguiria melhorar o trânsito para 57% dos entrevistados. Já 22% afirmam que a situação talvez melhorasse, e 17% afirmaram que com certeza melhoraria.
A medida é aplicada em diversas cidades do mundo com infraestrutura de transporte público e defendida por especialistas em mobilidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Pesquisa Datafolha mostra que 49% dos paulistanos defendem rodízio ampliado

  1. Amigos, bom dia

    http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=sp

    Conforme consta no link supra, a capital de Sampa terá uma população estimada em 2013 de 43.663.669 pessoas.

    Como já estamos em 2014 esse número com certeza já é maior.

    Conforme consta no post:

    “Foram ouvidas 1.047 pessoas maiores de 16 anos”

    Nem precisamos lançar mão da matemática da tia Cotinha, para saber que essa amostragem não é nem um pouco representativa.

    Outra questão importante é que nos dias de jogos da copa, muitas pessoas, sequer saíram de casa, pois aproveitaram para testar o home office, graças ao advento da Internet.

    Pois bem, rodízio ampliado, não é uma saída saudável, até porque as condições atípicas da copa (perdida) e da ínfima amostra de nada representam como parâmetro técnico.

    O que precisa ser feito ninguém faz, que é pensar fora da caixa.

    – Fazer um metro suspenso ao longo das Marginais e com estações ao nível do solo em terrenos nas margens.

    – Modernizar o buzão de alguma forma ( outro dia usei um Mileniun BRT com bancos injetadins aperadins (42 cm de largura cada um) e com um encostim de cabeça durim igual a um pau.

    No mesmo dia utilizei um Viale semi novo cujo banco tinha largura de 44 cm, ou seja 2 cm a mais do que o que se diz modernim.

    – Acabar com as linhas ZIG ZAG, parece que cada dia tem mais uma ( outro dia tomei um Terminal Princesa Isabel no corredor Rebouças que chegou no centro da cidade ele fez o maior zig zag inútil.

    – Fazer linhas nova da CPTM sobre o trajeto das já existentes.

    – Buzão, metro e trem sem bancos na hra do rush, com tarifa com desconto.

    – Mais saídas nos Terminais ( outro dia ao utilizar o Terminal Princesa Isabel, descobri que o mesmo só tem uma saída, tive de dar uma volta enorme).

    – Reformar as estações e interligações das estações da linha 4 Amarela do Metro, que estão sub dimensionadas.

    – Criar um sistema de encaixe travável para as vigas do Aerotrem (num acredito no sistema que utilizaram) aguardem o Aerotrem Kiss – mais uma PREVISíVELLLLLLLLLLLLLLLLL

    – Outro dia (nas férias), as 21:30 hs, rodava um articulado novinho batendo lata, quem paga esse desperdício ?

    Mais uma previsíveLLLLLL o Contribuinte.

    Bom e por ai vai, temos inúmeras ideias boas que podem melhorar a mobilidade; basta pensar grande e não com a mentalidade tacanha.

    Att,

    Paulo Gil

  2. -Parabéns Paulo Gil pelas ideias!
    -O número 43.663.669 pessoas deve-se referir ao Estado de São Paulo.
    -Eu deixo de pegar os ônibus novos encarroçados da caio por causa do “encostim de cabeça durim igual a um pau.” Espero os antigos! rs!
    -Devemos tomar cuidado com a cabeça, vai que numa freiada forte a cabeça encoste nestes encostos duros demais!

    • Alexandro, boa noite.

      Muito obrigado !

      Acabei de acessar o link que eu indiquei e hoje consta tudo “zero” ; mas em 21.07.14, estava indicando 43.663.669, referindo-se à capital (São Paulo).

      Mas esse número não importa; pois o número 1.047 pessoas maiores de 16 anos ouvidas; não é nem representativo e nem significativo.

      Abçs,

      Paulo Gil

  3. Que todos os usuários deste blog acessem o site da caio no fale conosco para darem sugestões deste encosto de cabeça!
    http://www.caio.com.br/fale_conosco.php?lg=P

    Tomara que na próxima geração, eles melhorem!

    • Alexandro, olá.

      Até um tempo atrás eu dava sugestões nos sites a exemplo do que você citou, ou reclamava no site da “fiscalizadora” .

      Mas eles estão “carecas” de saber o que eles produzem e se assim o fazem é porque é
      conveniente a eles, tanto em termos de custos mais baixos ou lucros mais elevados.

      O verdadeiro “plus” que se colocam nas carrocerias para o passageiro é o kit:

      “Confort Passageiro Sífus”

      Abçs,

      Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: