Greve de ônibus em Curitiba: veículos operam sem cobrador

ônibus

Ônibus saíram se cobradores em Curitiba e Região Metropolitana nesta quinta-feira. Foto: Adamo Bazani.

Greve de ônibus em Curitiba e região: Ônibus operam sem cobradores
Sindimoc quis jogar a responsabilidade da paralisação às empresas, mas estratégia dos sindicalistas não deu certo
ADAMIO BAZANI – CBN
Os ônibus em Curitiba e Região Metropolitana estão operando sem cobrador por causa da greve decidida ontem em a assembleia promovida pelo Sindimoc- Sindicato dos Motoristas e Cobradores.
A entidade incitou apenas os cobradores a pararem. Seria uma estratégia de jogar a população contra as empresas de ônibus e tirar a responsabilidade da representação trabalhista em relação a possíveis transtornos à população.
Diretores do Sindimoc disseram na assembleia ontem que se os serviços parassem seria responsabilidade das empresas.
Mas as companhias de ônibus decidiram ainda na madrugada, com autorização da Urbs, soltar os veículos mesmo sem cobrança der passagem.
Legalmente, as empresas poderiam reter os veículos. Segundo a lei municipal 12.597/2008, as empresas podem impedir que a frota saia das garagens sem todos os profissionais a bordo.
As primeiras viagens atrasaram, gerando lotação, mas a estimativa é de cumprimento dos horários, mesmo que com algumas alterações pontuais.
O Sindlimoc diz que as empresas não cumpriram o acordo firmado em março em relação ao aumento do vale-alimentação.
O Tribunal Regional do Trabalho disse que este aspecto já havia sido negociado.
As demais reivindicações, como fim da dupla função, pela qual o motorista dirige e cobra ao mesmo tempo, e melhores estruturas, segundo a desembargadora Ana Carolina Zaina, poderiam ser negociadas com mais calma, sendo aspectos referentes à Urbs, gerenciadora do sistema.
Ela marcou nova reunião para a sexta-feira e recomendou que não fosse realizada a greve, o que não foi seguido pelo Sindimoc.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
Direto de Curitiba.

1 comentário em Greve de ônibus em Curitiba: veículos operam sem cobrador

  1. As leis desses sindicatos precisam ser revistas ou seremos um pais avacalhado , ora uma bagunça aqui ora outra bagunça ali e assim vai..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: