Greve do Metrô em São Paulo é suspensa

metrô greve

Em assembleia do sindicato, metroviários suspendem a greve- Folhapress

Greve do Metrô é suspensa
Mas Sindicato ameaça parar no dia de abertura da Copa do Mundo.
ADAMO BAZANI – CBN
Altamente desgastado, sem conseguir o que reivindicava e ainda dando margem para a demissão de trabalhadores, o Sindicato dos Metroviários de São Paulo decidiu em assembleia na noite desta segunda-feira suspender a greve.
Mas a entidade continua usando a Copa do Mundo para pressionar o Governo do Estado.
O Sindicato promete fazer uma assembleia no dia 11 de junho e ameaça parar no dia 12, abertura da Copa.
A entidade não conseguiu os dois dígitos de aumento salarial (começou a pedir 35% e caiu para 12,2%), perdeu os reajustes em benefícios oferecidos durante a negociação e agora quer que ao menos o Governo do Estado readmita 42 metroviários demitidos por justa causa após a greve ser considerada abusiva pela Justiça.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

1 comentário em Greve do Metrô em São Paulo é suspensa

  1. O governo não deve rever as demissões, a greve só e legitima quando você tem o livre arbítrio, quando lhe é imposta na marra e na violência não e greve e coação, quem depreda o patrimônio de quem lhe paga os salários, quem usa de ameaças e violência tinha que estar e preso, ficou barato a demissão por justa causa, se o governo rever as demissões vai abrir um precedente irreparável, não se negocia princípios e Leis, errou tem que pagar custe o que custar, se eu fosse o governador demitiria mais 1000, eles tem que por na cabeça que são funcionário e não donos do Metro, privatização JÁ demorou, chega de funcionários públicos marajás, que acham que prestam favores a população, o metro tem uma folha de pagamento fora da realidade brasileira, veja a Petrobras, que o maior entrave para a sua privatização e sua folha de pagamento alienígina.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: