Greve de Ônibus em São Paulo: Prefeitura e Polícia vão fazer força tarefa para liberar terminais

ônibus

Terminal na zona Sul de São Paulo – Capelinha- parado

O secretário de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse que a Prefeitura, a Secretaria de Segurança Pública e Prefeitura vão fazer uma força-tarefa para desobstruir os terminais e vias bloqueados pelo movimento dissidente do Sindimotoristas, que desde ontem realizam paralisações nos serviços de ônibus na cidade de São Paulo.
Nesta manhã, aos menos quatro terminais de ônibus foram bloqueados e ao menos sete vias na cidade de São Paulo.
Nenhum ônibus saiu de 12 garagens das empresas que prestam serviços de transportes na Capital Paulista, paralisando as atividades de ao menos cinco viações: Sambaíba Transportes, na zona Norte, 2, Viação Santa Brígida, nas zonas Norte e Oeste, 1 da VIP Transportes, na zona Via Sul Transportes, na zona Sudeste e Viação Gato Preto, na zona Oeste.
Já são dez terminais de ônibus bloqueados, segundo a SPTrans – Sacomã (Sudeste), Mercado (Sudeste), Dom Pedro II (região Central), Lapa (Oeste), Casa Verde (Norte), Pinheiros (Oeste), Pirituba (Oeste), João Dias (Sul), Grajaú (Sul), Santo Amaro (Sul).
O terminal Capelinha está sendo liberado.
Os veículos da Transppass, da zona Oeste, saíram das garagens, mas os ônibus estão sendo parados durante o trajeto.
Motoristas e cobradores de ônibus realizam bloqueios com os veículos em várias ruas e avenidas da cidade: AV PROF FRANCISCO MORATO, AV PIRAJUSSARA, AV BRIG FARIA LIMA, AV EUSEBIO MATOSO, ESTRADA DO M BOI MIRIM E ESTADA DE ITAPECERICA.
Duas empresas de ônibus na Grande São Paulo também estão paradas, que fazem linhas intermunicipais.
Auto Viação Osasco – 45 linhas – Consórcio Anhanguera
Viação Pirajuçara – 23 linhas – Consórcio intervias.
O Terminal de Ônibus Antônio Menque, em Osasco, na Grande São Paulo, foi fechado por motoristas e cobradores da Auto Viação Osasco, que tem 45 linhas paralisadas. Isso também prejudica as operações de quatro linhas da Auto Viação Urubupungá. Estas linhas não chegam até o Terminal e pararam na Avenida Fuad Auada.
Na Capital Paulista, os grevistas não concordam com o acordo feito entre o Sindicato e as empresas de ônibus que concedeu 10% de reajuste salarial para a categoria, além de outros benefícios.
Adamo Bazani

5 comentários em Greve de Ônibus em São Paulo: Prefeitura e Polícia vão fazer força tarefa para liberar terminais

  1. Sou usuária do terminal Sacomã e aqui as linhas da cooperativa que atende o Heliopolis estao operando normalmente entretanto os onibus que vão pelo o fura fila que vai até o terminal Mercado não estao atendendo.
    Tenho uma sugestao. Liberar os onibus da cooperativapara atendere pelo o fura fila uma vez que os onibus desta cooperativas são todos microes de 3portas.

    • A SPTrans não permite isso e nem o PAESE foi acionado pois houve uma grande redução da frota em operação por conta que a SPTrans-lixo também reduziu o repasse das empresas e dos consórcios. Sampa já teve mais de 15.000 urbanos rodando pela cidade toda e hoje a frota contratada diminuiu para menos de 14.700 ônibus!
      Enquanto isso as cooperativas amigas do prefeito e do eterno secretário de transporte Tatto estão felizes com um fantástico número de viagens extras e quanto mais curtas as linhas forem melhores para elas pois terão um superfaturamento garantido! Não interesse a elas fazerem linhas com 20, 30, 40 km de extensão ou mais sabendo que o micro e o micrão não é adaptado para esse fim e vai acabar circulando abarrotado de pessoas a maior parte do trajeto entendeu amiga?

  2. Tenho uma sugestão fiquem em casa na próxima eleição.

  3. LEDRAJ SARCE DOPRA // 21 de Maio de 2014 às 19:53 // Responder

    Hj por causa da Prefeitura de São Paulo não ter uma empresa de ônibus São Paulo vive um grande caos então vamos assinar o abaixo assinado para ter a NOVA CMTC http://www.avaaz.org/po/petition/pela_criacao_da_Empresa_estatal_de_Onibus_em_Sao_Paulo/?copy

  4. Estas empresas e consórcios urbanos que estão parados tanto do sistema SPTrans como do sistema EMTU são as que tem funcionários que fazem parte desse sindicato dissidente Adamo ?
    Penso que o acordo salarial pode não ser o melhor do Brasil considerando o perigo que é dirigir ônibus em SÃO PAULO após as 19 horas no entanto em comparação com outras cidades do Brasil Sampa tem os melhores valores acrescentando o fato de que nas cidades gigantes como: SOROCABA, JOINVILLE e tantas outras a função de cobrador inexiste graças aos vagabundos dos políticos dessas cidades que na qualidade de prefeitos um dia desgraçaram o cotidiano dessas cidades com a extinção do emprego de cobrador! Se vocês encontrarem UM cobrador t rabalhando com o motorista dentro de ônibus urbano de SOROCABA, JOINVILLE ou outras cidades me avisem que irei pagar uma viagem de turismo a Cuba para o ganhador! Esses políticos nojentos me enojam e hoje se travestem de bons mocinhos!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: