Mascarello entrega ônibus número 18 mil em Cascavel

Publicado em: 7 de Maio de 2014

ônibus Mascarello

Mascarello completa onze anos de fundação neste mês e entrega unidade de número 18 mil à empresa que realiza transportes em Cascavel, onde é a planta da fabricante. Foto: Divulgação Mascarello

Mascarello entrega unidade 18 mil em Cascavel
Empresa completa onde anos de produção de carrocerias de ônibus neste mês. Veículo que marca a conquista da indústria vai circular no Paraná
ADAMO BAZANI – CBN
A Mascarello entregou nesta terça-feira, dia 6 de maio de 2014, o veículo que marca a produção de 18 mil ônibus pela encarroçadora.
O modelo é um Gran Via Midi sobre chassi da Volkswagen e faz parte de um lote de 15 ônibus novos, apresentado também nesta terça-feira, para o transporte público de Cascavel, no Paraná, onde fica a sede da fabricante.
Deste total, dez unidades foram compradas pela empresa Pioneira Transportes e cinco agora integram a frota da Viação Capital do Oeste.
A entrega também marca o mês de aniversário da Mascarello, fundada em 2003, e que completa onze anos.
Em nota, a fábrica diz que entregar um veículo que representa esta marca de produção na cidade onde tem sede é um feito importante para a companhia.

“Com muito orgulho a Mascarello chega a esse número, e entrega esse ônibus para a cidade em escolheu para firmar suas raízes e escrever a sua história.” – diz a nota.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Apesar de 18.000 ônibus produzidos em 11 anos de atividades iniciadas em maio de 2003 quando a MASCARELLO sai de Erechim-RS desgarrando-se do grupo COMIL e apesar de ter recebido muitos empregados ex-BUSSCAR ela ainda está cometendo erros de encarroçadora principiante como entregar carros O km. com o painel riscado, pequenos danos na parte interna da carroceria e até mesmo a troca de plaquetas! SIM, já vi muitos MASCARELLO novos de fábrica que sendo GRAN VIA estavam com placas externas de GRAN VIA MIDI e o contrário ocorreu também, sinal que a encarroçadora ainda peca por não uma equipe de CONTROLE DE QUALIDADE que verifique os mínimos detalhes. Até mesmo um belo e intenso banho no ônibus antes de sair da fábrica (para ver se há vazamentos pelo teto ou pelas janelas) precisa ser feito! A verdade precisa ser dita doa a quem doer! É lógico que se pelo lado das encarroçadoras novatas (embora 11 anos prá mim não seja mais uma inexperiente novata!), é preciso dizer que a MARCOPOLO RIO está um relaxamento total! A maioria dos ônibus que rodam em cidades do Sul do Brasil onde CHOVE bastante tem visíveis sinais de invasão da água pelo teto pois as fórmicas do teto estão cheias de fungos e aspecto de que muitas chuvas aguentaram e isso que são carros com no máximo 2 anos de uso! E os Viaggio G7 e Paradiso G7 então nem se fala! Com pouco tempo de uso já estão trepidando bem mais do que os modelos antigos. Como disse, a verdade precisa ser dita!

  2. Julio disse:

    Em menos de 11 meses foram 3000 ônibus. Isso dá 250 por mês, cerca de 8 por dia.

  3. Marcos Paulo disse:

    Nao só a mascarello peca na qualidade…todas as encarroçadoras cairam a qualidade, pois algumas decadas atrás um ônibus tinha vida util de 20 anos, pois nao havia regras e os onibus duravam bem mais que 20 anos….hj a regra é 10 anis e algumas cidades 7 ou 8 anos…nao compensar fazer um buso de otima qualidade sendo que em 8 anos já nao pode operar….essa é a dura realidade

Deixe uma resposta