Vendas de ônibus caem quase 10%

ônibus

Desempenho da indústria automotiva como um todo, entraves em licitações e atrasos em obras de mobilidade urbana são alguns dos fatores que podem explicar a queda de 9,7% nos emplacamentos de ônibus durante levando em conta o acumulado deste ano em comparação ao mesmo período de 2013.

Vendas de ônibus já acumulam queda de quase 10% no ano
Incertezas sobre licitações e atrasos nas obras de mobilidade urbana afetam desempenho do setor de veículos pesados
ADAMO BAZANI – CBN
O otimismo demonstrado pelos fabricantes e revendedores de ônibus no ano passado sobre 2014 começa a dar lugar para a preocupação.
O desempenho do setor está abaixo das expectativas.
De acordo com dados da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, divulgados nesta segunda-feira, 05 de maio de 2014, nos quatro primeiros meses deste ano a queda de emplacamentos de ônibus foi de 9,7% diante do mesmo período de 2013.
Entre janeiro e abril de 2013 foram emplacados 11 mil 277 ônibus e nos quatro primeiros meses de 2014, a quantidade caiu para 10 mil 183 veículos de transporte coletivo.
Entre abril e março deste ano a queda foi também de 9,70%. Em março foram emplacados 2 mil 742 e, em abril, 2 mil 476 ônibus.
Em abril de 2013, foram emplacados 2 mil 993 ônibus, o que significa que abril deste ano registrou queda de 17,27% em comparação a semelhante mês do ano passado.
As indefinições sobre processos licitatórios, como o da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres que deve alterar 2 mil linhas de ônibus interestaduais em todo o País e mexer com um frota de sete mil ônibus, atrasos na implantação de sistemas de mobilidade urbana e, principalmente, a situação da indústria automobilística como um todo ajudam a explicar o fraco desempenho nos emplacamentos de ônibus.
No acumulado do ano, o mercado de caminhões também sofreu queda.
A baixa foi de 14,16%. Nos quatro primeiros meses de 2013, foram emplacados 41 mil 694 veículos de carga. No mesmo período de 2014, os emplacamentos somaram 11 mil e 26 unidades.
Todo o mercado de veículos também está em queda.
De acordo com a Fenabrave, somando as vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, os emplacamentos nos quatro primeiros meses deste ano chegaram a 1 milhão e 106 mil veículos. O número representa queda de 5% ante à 1 milhão 164 mil 161 unidades do mesmo período de 2013.
Se forem levados em consideração apenas os carros de passeio, a queda no quadrimestre foi de 4,54%, de 1 milhão 104 mil 313 para 1 milhão 054 mil 123 veículos leves.
MARCAS DE ÔNIBUS:
A posição de cada marca no ranking do mercado ficou inalterada.
Acompanhe a colocação de cada marca, quantidade de ônibus emplacada e participação no mercado:
1º MERCEDES-BENZ – 4.615 ônibus – 45,32% de participação no mercado.
2º MAN/Volkswagen – 2.469 ônibus – 24,25% de participação no mercado.
3º MARCOPOLO/Miniônibus Volare – 1.788 ônibus – 17,56% de participação no mercado.
4º VOLVO – 518 ônibus – 5,09% de participação no mercado.
5º IVECO (contando o miniônibus Cityclass) – 312 ônibus 3,06% de participação no mercado.
6º SCANIA – 269 ônibus 2,64% de participação no mercado.
7º AGRALE- 196 ônibus 1,92% de participação no mercado.
8º INTERNATIONAL – 14 – ônibus – 0,14% de participação no mercado.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Vendas de ônibus caem quase 10%

  1. Adamo, eu utilizo os troelbus diariamente, e constatei que os 10 novos Trolebus da MAN-VONKSWAGEM, estão recebendo muitas criticas dos motoristas, elegam que são duros e que balanção demais, o que causa muitas quedas das alavancas, pergunto um onibus eletrico que leva 6 meses para ficar pronto e neste tempo não conseguiram constatar e consertar esse problema, e muita incopetencia, fora o prejuizo da imagem da Volks, E POR ISSO QUE CADA VEZ MAIS CAI AS VENDAS DE ONIBUS DA VW.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: