Com desistência da Viacap, agora são quatro empresas emergenciais no Entorno Sul

ônibus

Com a desistência da Viacap, uma das vencedoras do chamamento público para as linhas do Entorno do DF, agora quatro empresas vão prestar os serviços: a União Transporte Brasília – UTB, que já está operando, e Mais X Turismo e Empreendimentos, Rota do Sol, e Kandango Transportes e Turismo.

Viacap desiste do Entorno Sul e agora serão quatro empresas de ônibus
Os dois lotes operacionais formados para os serviços emergenciais continuam
ADAMO BAZANI – CBN
A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira, dia 09 de abril, que quatro empresas de ônibus vão operar os dois lotes do Entorno Sul do Distrito Federal.
A Viação Capital Ltda – Viacap, uma das duas vencedoras do chamamento público de operação de emergência, desistiu dos serviços.
A outra companhia de ônibus vencedora, a União Transporte Brasília – UTB continua operando o lote 01 e também as linhas entre o Distrito Federal e Luziânia.
As outras três empresas selecionadas pela ANTT para operação no lote 02 são:
– Mais X Turismo e Empreendimentos: linhas entre o Distrito Federal, Novo Gama (GO) e Parque Estrela D’Alva (GO).
– Rota do Sol: Distrito Federal e Lago Azul (GO).
– Kandango Transportes e Turismo: operações entre Distrito Federal e o Parque Industrial Mignone (GO).
Os ônibus serão colocados gradativamente nesta semana.
A ANTT diz que prepara uma licitação, cujo edital deve ser lançado ainda este mês, para as linhas entre onze municípios de Goiás e o Distrito Federal. Os contratos devem ser assinados até o início do ano que vem.
Até lá, estas empresas vão prestar os serviços emergencialmente, junto com as atuais operadoras.
Os intervalos excessivos entre os ônibus e as más condições da frota atual motivaram protestos de passageiros. Houve registros de bloqueios de rodovias e ônibus queimados.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Com desistência da Viacap, agora são quatro empresas emergenciais no Entorno Sul

  1. Alguém sabe informar por favor porquê a dona VIACAP de Palmas-TO desistiu de operar integralmente o lote 2 da operação emergencial da ANTT nas ligações suburbanas do tipo interestadual do entorno sul de Brasília ?
    3 empresas operarão no lote 2 e com nomes curiosos como Mais X Turismo e Kandango (parecem até nomes de empresas piratas!), melhor dizendo: parecem até nomes de cooperativas pois a moda agora é colocarem nas cooperativas nomes como se fossem empresas de ônibus. Quer exemplos? A TransCOOPER na área 4 opera com o nome EXPRESS prefixo 4.4000 (antigamente era a Empr.Transp.Colet.Novo Horizonte) e apesar de ter nome de empresa de ônibus é uma cooperativa e recebe da SPTrans-torno como cooperativa!!! No próprio entorno de Brasília existem cooperativas com nomes de empresas de ônibus e uma delas é a conhecida VIAÇÃO GRANDE BRASÍLIA que recebe usados de várias partes do Brasil como o RJ e SP e agora também está recebendo usados do grupo Viplan e Constantino tal como aquele articulado COMIL Svelto III ano 1994. Curiosamente a VGB que é uma cooperativa tem um mini-CAIO Apache VIP que antigamente era um CAIO Vitória e que rodou na cidade de Ribeirão Pires-SP como urbano. Não sou contra ônibus usados em cooperativas ou mesmo empresas de ônibus contanto que eles tenham sido bem reformados e estejam em boa manutenção e conservação afinal de contas a história prova que nem sempre uma cidade ou uma empresa só com ônibus novos e seminovos significa que sejam boas isso porquê tem empresa com ônibus com 3 e 4 anos de uso que estão em precário estado de manutenção e existem empresas com vários ônibus com 9, 12, 15 anos de uso ou mais que cuidam bem da limpeza, conservação e manutenção de seus ônibus. Bom seria se houvessem reportagens desse tipo também neste conceituado blog do qual acompanho e sou admirador e porquê não dizer um fiel seguidor. Vida longa ao blog de ônibus no OB site este que recentemente atingiu a marca de 2 milhões de imagens de ônibus hospedadas. Parabéns ao OB e a todos os mais de 36.000 associados e que venha logo a foto de número 3 milhões dentro de uns dois anos ou menos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: