Retirada dos táxis em corredores aumentaria velocidade dos ônibus em 25%, diz Tatto à CBN

táxis ônibus

Na faixa da Avenida Paulista, à direita, taxista não só trafegou, como desembarcou passageiro e até descarregou o porta-malas do carro. Ônibus teve de desviar. Por volta das 09h30 desta quinta 12.12.13. Foto: Adamo Bazani

Jilmar Tatto diz que retirada dos táxis em corredores aumentaria em mais de 25% a velocidade dos ônibus
Secretário Municipal dos Transportes de São Paulo afirmou também que o vai e vem dos taxistas nos corredores atrapalha mais o trânsito do que se ficassem nas vias comuns
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário municipal de transportes Jilmar Tatto defende que os corredores fiquem restritos aos ônibus, sem acesso para outros veículos como táxis. Apenas carros de socorro como de bombeiro, ambulância ou polícia.
A declaração foi feita na manhã desta quinta-feira, dia 12 de dezembro de 2013, em entrevista à âncora Fabíola Cidral, no CBN-São Paulo, produzido pela jornalista Gabriela Gonçalves.
Tatto disse ainda que a retirada dos táxis aumentaria em média 25% a velocidade dos ônibus no sentido Bairro-Centro e 31% no sentido Centro-Bairro. A presença dos táxis, segundo ele, vem reduzindo 28% em média a velocidade dos ônibus, segundo o secretário.
O Ministério Público de São Paulo recebeu nesta semana três estudos encaminhados pela SPTrans – São Paulo Transportes sobre a eficiência das faixas e dos corredores exclusivos de ônibus. Um estudo foi feito pela SPTrans, outro pela CET e um terceiro por uma empresa especializada.
A prefeitura diz, nos documentos, que a presença dos táxis nos espaços tira a eficiência do transporte coletivo, reduzindo a velocidade dos ônibus. Em alguns trechos, onde trafegam os táxis, os ônibus circulam em média a 6 quilômetros por hora.
O poder público municipal diz ainda que nos trechos onde são permitidos, três em cada quatro carros usam os corredores exclusivos, mas transportam apenas 1% das pessoas que passam pelos espaços. Na visão da prefeitura, por causa de uma minoria de passageiros, a maioria ainda sofre com viagens mais demoradas.
Segundo Tatto, num corredor, os ônibus transportam em média 271 mil passageiros e os táxis no máximo 2,5 mil pessoas.
Hoje a média de velocidade dos ônibus nos corredores de ônibus é de 16,6 km/h e nas faixas é de 20,4 km/k, sendo que normalmente, nos corredores os coletivos deveriam ter desempenho melhor.
Tatto disse que o entra e sai dos táxis dos corredores atrapalha mais o trânsito do que se estes veículos ficassem nas faixas dos veículos comuns.
O secretário ainda afirmou que há vários pedidos para que diversas categorias usem os corredores, como médicos, carros de concessionárias de serviços. Todos devem ser negados.
Apesar de não haver nenhuma decisão oficial da prefeitura, o secretário foi enfático em reiterar que, na visão do poder público, os carros de praça atrapalham os ônibus.
É grande a possibilidade de a prefeitura retirar os táxis dos corredores à esquerda.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

15 comentários em Retirada dos táxis em corredores aumentaria velocidade dos ônibus em 25%, diz Tatto à CBN

  1. Simplesmente ridícula e tendenciosa a postura do Gilmar Tatto. Quem vai para o aeroporto de Cumbica com malas não vai pegar ônibus. Quem sai de um hospital também não!!! E muito menos quem passa mal e precisa de um Pronto Socorro urgente. Imagino alguém se esvaindo em sangue entrar num coletivo!!!! ABSURDO!!!!

    • Infelizmente o secretário de transporte não usa ÔNIBUS para ir ao trabalho. Tudo bem que ele é secretário, mas, tem os seus auxiliares que também não usam os ônibus. Querem impor normas que prejudicam a população. Um exemplo: Se um motorista de ônibus abrir a porta num congestionamento quilométrico, o operador vai receber uma multa se for flagrado com um fiscal. ISSO É UM ABSURDO. O táxi é um serviço público não importa se é individual. A ideia do secretário é lançar multa em quem está trabalhando, não importando quem seja.

  2. Boa tarde a todos!

    Com todo respeito ao comentário da leitora Norma, digo-lhes: Emergência é uma coisa, viagem comum é outra. Até eu, com meu carro comum, entraria num corredor se estivesse passando por uma emergência.

    É necessário sim, que os corredores e faixas sejam EXCLUSIVOS aos ônibus, uma vez que, ao liberar o tráfego aos demais veículos, a funcionalidade deles, seria nula, então não havendo necessidade de investimentos nestes viários.

    Como o transporte público atrairá novos usuários ou fidelizará os já existentes, se não atender à necessidades básicas que é a de simplesmente… fluir?

    O ônibus tem que deixar de ser visto como “meio de locomoção de quem não tem recursos para adquirir um automóvel”, para: MANEIRA EFICIENTE E RÁPIDA DE CHEGAR AOS LOCAIS QUE PRECISO.

    Abraços!

  3. A Norma disse tudo , e tem mais , o que o caudilho prometeu foi corredor , mas enganou a todos , simplesmente ele pegou um pincel e uma lata de tinta e saiu pintando as ruas , cadê o tal dinheiro que o federal ia destinar pra fazer os corredores ?

    • Ricardo Medeiros Afonso // 17 de dezembro de 2013 às 12:39 // Responder

      Além disso,eles(prefeitura)estão extinguindo várias linhas e com isso,é comum ver faixas exclusivas de ônibus sem ônibus ,o que torna a proposta das faixas exclusivas, a principio 1 ótima ideia,um fracasso na prática

  4. Essa ideia de colocar táxis em corredores de ônibus e faixas exclusivas foi uma atitude populista do Serra, q foi mantida pelo Kassab! E sem muito critério…A prioridade deve ser dos ônibus! do transporte coletivo sempre! A não ser em casos de urgências …ocorrências policiais, pessoas passando mal ou feridas e sangrando, mulheres prestes a dar a luz, ambulâncias, bombeiros, defesa civil, veículos q prestam serviços ao sistema de transporte da SPTrans e da EMTU-SP…Veículos de SOS das garagens das empresas de ônibus, principalmente as q operam linhas q passam pelo corredor aonde se encontrar esse veículo SOS…E QUEM ANDA DE TÁXI É P Q TEM DINHEIRO PRA GASTAR…ENTÃO DEIXEM OS ÔNIBUS PRAS PESSOAS Q QUEREM ECONOMIZAR ALGUM $$$…E P/ OS POBRES! OK! SOU A FAVOR DE Q SE TIREM OS TÁXIS DOS CORREDORES DE ÔNIBUS, A NÃO SER NOS CASOS CITADOS ACIMA…SÓ EMERGÊNCIAS E O TAXISTA DEVERÁ PRESTAR ESCLARECIMENTOS A CET OU POLICIA DE TRÂNSITO, PRA EVITAR A MULTA! AÍ SIM!

    • Luiz Carlos Borges // 15 de março de 2014 às 22:27 // Responder

      Tira os taxis dos corredores e coloca em algum lugar Quero ver a hora que você precisar de um taxis e que esse tenha que correr um pouco a mais, concorrendo com os outros carros, como será. Seu petista, você não sabe que o taxi no mundo todo é um transporte público também?

  5. Adamo, existe uma campanha ridícula de uma parte elitista da imprensa paulista, com a intenção clara de acabar com os corredores em São Paulo, hoje e inadmíssivel imaginar uma radial leste sem as pistas preferenciais, so mesmo quem não tolera medidas que beneficiam a população pobre, tem sim que ficarem em seus carros vendo os ônibus passarem, já que neste pais não há divisão de rendas tem que pelo menos ter divisão de direitos.

  6. No passado o Secretario Jilmar Tatto colocou taxis em corredores de Ônibus agora quem quer tirar os taxis dos corredores de ônibus não é o Jilmar Tatto é o MP.

  7. Amigos, boa noite.

    Peco atencao para 2 itens:

    1) No corredor reboucas, circulam muitos outros veiculos alem dos taxis e ambulancias, vamos a listinha:

    Veiculos oficias diversos;

    Veiculos com placas de bronze;

    Veiculos “secretos” com luzes similar a estroboscopica;

    Vans da transporte terapia;

    Veiculos administrativos da CET/DSV;

    Buzao fretado e de turismo;

    Carros particulares.

    Se alguem duvida, e so ficar 20 minutinhos esperando o buzao em qulquer ponto do corredor reboucas que fara a checagem completa da listinha acima e ate algo mais.

    2) Ratifico meu pedido de correcao das faixas exlclusivas do buzao nas avenidas corifeu de azevedo marques e jaguare, pois esta tudo errado.

    Att,

    Paulo Gil

  8. Em casos de Emergência qualquer um entra no corredor. Exemplo é no corredor onde opera a Metra aqui no Grande ABC. Em Diadema esse corredor de ônibus passa na frente dos dois grandes hospitais da cidade, quando tem um carro com uma pessoa que precisa com urgência de atendimento médico, os carros entram no corredor, ligam o pisca-alerta e só para lá no hospital. Emergência é emergência, em outros casos tem que ser proibido mesmo.

  9. O problema é esse tipo de gente que postou não sabe diferenciar um caso comum de um caso emergencial. Tem que proibir, sim, carros, motos, carroças e o escambau das linhas .Elas precisam ser exclusivas para ônibus. Só assim as pessoas andar mais de ônibus, deixando seus carros em casa, e, olha que incrível, consequentemente desafogar o trânsito, liberando espaço pra quem realmente precisar usar um automóvel para casos específicos!

    Querem fazer um favor? Deixem de ser burros.

    • De certa forma eu até concordo com os corredores de ônibus embora insisto em dizer que:
      1-) ele não pode ser colocado em ruas que não o comporte. Por exemplo a Brigadeiro Luiz Antonio!
      2-) ônibus escolar também deveria ter acesso permitido. Pouparia muito tempo no trajeto;
      3-) a prefeitura tem por obrigação atender todos os munícipes e não alguns em detrimento de outros; afinal do meu bolso saem parcelas de impostos que deveriam servir para obras de melhorias também para mim;
      Tenho que ter direito de escolha e não ser obrigada a usar de um meio de transporte que não me favorece nem atende as minhas necessidades.
      Por exemplo = moro próxima a FGV e dou aula na Av Higienopolis próximo ao Shopping Pátio. De taxi chego em 10 minutos. Qual trajeto de ônibus os experta do assunto me aconselham? Por favor levem em conta que não sou esportistas nem andarilha e sim uma senhora classificada como “idosa” porém em seu juízo perfeito. Eu teria que sair da minha casa 2 horas antes da aula !!!! Inviável!!!!!
      3-) o pensamento só está voltado para os usuários que utilizam ônibus no período das 6 ou 7 horas e que retornam após a jornda de 8 horas!
      Minha jornada é fragmentada em vários bairros. Estou me sentindo cassada em meus direitos de ir e vir como quiser!!!!
      Não sou elitista SOU PRÁTICA!!!!

      • Alberto Lopes // 18 de dezembro de 2013 às 11:32 //

        Como eu falei, as linhas deveriam ser exclusivas para ônibus. Ônibus escolar, também, obviamente. Qualquer ônibus.

  10. Luiz Carlos Borges // 15 de março de 2014 às 22:34 // Responder

    Esse Jilmar Tatto é um babaca, toda vez que o PT entra na Prefeitura, ele aparece. Tenho certeza que ele é sócio de alguma empresa de ônibus, é contra os taxistas. Como ele e os governantes dessa cidade andam de Helicóptero, os taxis não são transportes públicos. Como secretário dos transportes, é uma verdadeira negação, ele que vá cuidar de abobrinhas, porque só isso que ele fala. O que ele tem que começar a verificar é o estado que os motoristas de ônibus dirigem nessa cidade. Não tem preparo algum, causando acidentes, vários como estamos vendo acontecer. Hoje estamos cercados de incompetentes, nessa prefeitura de São Paulo.

1 Trackback / Pingback

  1. Câmara de São Paulo dá parecer favorável a táxis mesmo sem passageiros em faixas de ônibus | BLOG PONTO DE ÔNIBUS

Deixe uma resposta