Aprovada lei que obriga ônibus terem suporte para pranchas de surfe

Surf bus

Assembleia Legislativa do Paraná aprova lei que determina que ônibus tenham suporte para pranchas de surfe. Projeto ainda vai ser analisado pelo Governo do Estado. Como nossa redação não tinha uma foto de um equipamento desse tipo, fomos obrigados a usar esta imagem. Fonte: Fottus

Aprovada lei que obriga ônibus a ter suporte para pranchas de surfe
Assembleia aprovou o projeto de lei em segunda votação. Agora segue para análise do Governador
ADAMO BAZANI – CBN
Depois de uma comissão da Câmara Municipal de Curitiba aprovar ônibus somente para mulheres, pintados de rosa, surge também do Paraná outro projeto de lei sobre os transportes, no mínimo, diferente.
É o Surf Bus. Nesta quarta-feira, dia 06 de novembro, os deputados da Assembleia Legislativa do Paraná aprovaram em segunda votação um projeto de lei que obriga que os ônibus que servem as cidades litorâneas do estado tenham suportes para pranchas de surf.
Pelo menos 10% da frota precisam ter este equipamento. O transporte das pranchas de surf deve ser gratuito desde que uma por passageiro.
O nome Surf Bus não é apenas um apelido. O projeto determina que os ônibus com os suportes tenham esta identificação de maneira clara.
Os suportes também devem ser adequados para pranchas de bodyboard, longboard e stand up surf.
Agora o projeto segue para apreciação do Governo do Estado do Paraná.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Aprovada lei que obriga ônibus terem suporte para pranchas de surfe

  1. Boa noite

    Imagem muito esclarecedora e suficiente por si só.

    Parabens

  2. E tenham certeza nossos mestres-deputados estaduais e federais bem como vereadores de N cidades também aprovarão nos próximo anos as seguintes exigências:
    – ônibus exclusivos para transportarem os horríveis equipamentos que acoplam bicicletas na frente dos ônibus igual ao visto em algumas cidades americanas e australianas!
    – ônibus rodoviários que tenham três banheiros (sendo um deles para a comunidade GLBT)
    – ônibus exclusivos para negros e pessoas de origem índia (alguém duvida disso?) Foi aprovada a cota para a entrada de pessoas da raça negra no serviço público federal (20%). Portanto hoje não mais se ingressará no serviço público por merecimento, por esforço em estudar e sim se fizer parte das tais cotas.
    – vem aí os ônibus exclusivos para mulheres e pintados de rosa ou branco e rosa em várias cidades brasileiras (alguém duvida disso? Eu não! O partido da estrela é o partido das minorias! Concordo com a política deles desde que governassem também visando os interesses da maioria: penas pesadas para todo e qualquer crime no Brasil (tal como o ocorrido na cidade de Beto Carrero World – PENHA , onde mãe e filha foram cruelmente assassinadas com espetos de churrasco manchando mais uma vez o “pacato” Estado de Santa Catarina no noticiário nacional das grandes redes de TV do País! Cadê as leis de prisão perpétua? Cadê as leis de proibição do motorista trabalhar e cobrar passagem exercendo DUPLA função pelo preço de UM salário? Cadê a proibição de ônibus urbanos com mais de 30 ou 40 passageiros em pé dentro deles? Consideraria aceitável num ônibus do tipo padron até 40 passageiros em pé e não mais do que isso e um dispositivo eletrônico interno que indicassem no momento da entrada ou saída a quantidade de passageiros em pé! Isso faria sentido e não essas leis idiotas que estão segregando as pessoas do Brasil em guetos. Uma pessoa de cor branca não é melhor do que uma de cor negra e vice e versa. Todos são iguais perante Deus (embora nem todos acreditem nele que nos deu livre arbítrio para fazer o que quisermos inclusive na qualidade de prefeitos exigir pintura rosa em toda a frota adaptada para mulheres!)

  3. Amigos, boa noite.

    Aproveitem e coloquem também uns ganchos para que os usuários pendurem suas INSUPORTÁVEIS MOCHILAS GORDAS.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: