Funcionários da Itaquera Brasil: SPTrans diz que acompanha acordo com empresas

ônibus

Ônibus da Itaquera Brasil. Funcionários temem não conseguir se recolocarem no mercado de trabalho

Funcionários da Itaquera Brasil: SPTrans diz que acompanha acordo com sindicato patronal
Empregados desligados de empresa descredenciada fizeram protesto e dizem que continuam sem empregos
ADAMO BAZANI – CBN
A situação dos trabalhadores que eram da Viação Itaquera Brasil, empresa que foi descredenciada dos serviços na zona Leste da Capital por má prestação de serviços é indefinida o que tem causado incerteza por parte dos funcionários que não conseguiram se recolocar.
Na manhã desta segunda-feira, dia 04 de novembro, houve manifestação nas imediações da garagem, em Cidade Tirandentes.
Segundo a São Paulo Transportes, gerenciadora do sistema da Capital,
a operação do sistema de transporte público municipal no Terminal Cidade Tiradentes, na Zona Leste só foi normalizada pouco antes das cinco hora da tarde. A circulação de ônibus no terminal esteve prejudicada nesta segunda-feira em razão de protesto de ex-funcionários da empresa Itaquera Brasil envolvidos em processo de desligamentos ou contratações.
Houve prejuízo nas saídas das 10 linhas do sistema troncal, atendidas por 90 ônibus, mas as linhas dos subsistemas locais, das cooperativas, circularam sem restrições.
Para garantir o serviço à população, a SPTrans disse que reforçou a operação das linhas nas imediações do terminal. Aproximadamente 20 mil pessoas circulam pelo terminal em busca das linhas troncais.
A SPTrans, em nota, esclareceu que continua acompanhando e atuando para que seja garantido, nos limites do que a legislação determina, o cumprimento do acordo trabalhista firmado no último dia 23 de outubro entre trabalhadores, empresários, sindicato patronal (SPUrbanuss) e Sindicato dos Motoristas de São Paulo junto à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Ministério do Trabalho no Estado de São Paulo (SRTE/SP).
O acordo refere-se à rescisão contratual, homologação, pagamento de verbas rescisórias e posterior contratação dos ex-funcionários em conformidade com a legislação vigente e dentro das normas acordadas perante a SRTE/SP.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

10 comentários em Funcionários da Itaquera Brasil: SPTrans diz que acompanha acordo com empresas

  1. São essas coisas q me dão dó! tem muitos pais e mães de família q nada tem a ver com essas merdas q acontecem na área 4, vermelha, Zona Leste de São Paulo! as pessoas não tem culpa de merdas q foram feitas ou melhor “plantadas” lá pela então prefeita, Marta Suplicy, e q em quase 11 anos da implantação desse equivocado e questionável “Sistema Interligado”, pouco melhorou, sendo sempre uma torrente de problemas pros funcionários dessas empresinhas de merda, e pra população! E tudo poderia ter sido evitado se a Marta deixasse o Grupo Ruas, q hj controla provisoriamente a área, no sistema de “concessão” , ou a SAMBAÍBA, assumir tudo em 2003…naquela Licitação esquisita…Não ganho um centavo furado pra defender empresários de ônibus, e nem perco tmb…a SAMBAÍBA manda aqui na área 2, aonde eu moro, dá suas mancadas desagradáveis… mas é bem melhor do q essas empresas de araque q surgem da noite pro dia na área 4, tão problemática, e tão ao mesmo tempo desenvolvida e lucrativa! é muito difícil haver greves aqui aonde eu moro…só alguns intervalos provocados pela indisposição entre a SAMBAÍBA e a gestão passada, a do Kassab…Segundo alguns conhecidos meus q lá trabalham. Espero q o Haddad tenha juízo e deixe essas linhas com o Ruas mesmo, e q o Grupo Ruas recontrate essa gente toda! todos nada tem a ver com as mazelas da área 4!

    • Muitos funcionários ainda não foram recolocados! o sindicato disse que todos! seriam recolocados mas até agora nada, e quero falar a respeito dos critérios que foram usados, eles não usaram o critério de prontuários e sim de ordem alfabética isso não existe tem funcionário que entrou a um ano já esta trabalhando e tem motoristas com cinco anos de empresa ainda esperando, gostaria que isso fosse revisto, todos precisam trabalhar mas usando os critérios dentro da lei!

  2. tomara que resolvam logo isso por que os ex-motoristas e ex-cobradores da Itaquera brasil estão prejudicando a população…sera que vai a ver mais um protesto dos ex-motoristas e ex-cobradores da Itaquera brasil??

    • a empresa só era composta por motorista e cobrador quem arrumava os onibus que os motorista muitos inresponsaveis que recolhiam os onibus por nada que são os responsaveis diretos pelo fechamento da empresa agora tão ai chorando por emprego se liguem se as empresas pensarem bem tem que fazer teste de um mes com todos,pra ver quem e´quem,a empresa era uma mãe não era cobrado uma batida de onibus a meses,cobradores cheio de b.o,acorda pra reclamar primeiro tem que ver o porque chegamos,a isso…….

    • Com certeza, pois ninguém é palhaço. todos tem que ser recolocado no sistema

  3. Ex funcionarios da Itaquera Brasil se vcs quiserem terem um salario decente com plano de saúde assine esta petição e estatal já abaixo assinado pela criação da Empresa estatal de Onibus em São Paulo para operar as linhas deficitarias, sistema PAESE em caso de greve das empresas de onibus urbanos, Metrô, CPTM e eventos e São Paulo precisa de 100 assinaturas entre no site e vamos assinar galera não é necessário fornecer nenhum documento.
    https://secure.avaaz.org/po/petition/pela_criacao_da_Empresa_estatal_de_Onibus_em_Sao_Paulo/?copy

  4. gostaria de saber quem vai arcar com as indenisacoes ja que quem descumpriu o contrato foi a prefeitura pq pelo que eu entendo greve e manifestacao e um direito de todos ja que o prefeito descredencio a cooperativa nada mais justo ela arca com pagamentos e indenisacoes de motorista e cobradores

  5. A prefeitura descredenciou a empresa porque não cumpria as exigências contratuais. Em todo contrato as partes tem seus direitos e suas obrigações. Neste caso eles (Itaquera Brasil) só queriam usufruir dos direitos, mas as obrigações nada. Os passageiros que se virassem. Muita espera, ônibus velhos e que quebravam a todo momento e muito stress para a população. Detalhe era a empresa que mais ganhava subsídios da prefeitura. E no entanto prestava esse desserviço a população. A justiça do trabalho, deve levantar o dinheiro nas contas bancárias (dentro das vias legais) e pagar o funcionários. A prefeitura não tem nada com isso. O povo não pode pagar a conta desses bandidos metidos a donos de empresas.

  6. muitos funcionarios parados e sem receber a recisao que vao dividir em 10 parcelas

  7. tem que sair também a Happy play e ambiental porque para mim é tudo a mesma bosta os ônibus das garagens são velhos e só quebram..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: