São Paulo recebe mais faixas de ônibus e velocidade cai na Paulista a partir de segunda

ônibus

Ônibus em São Paulo. Cidade recebe mais sete quilômetros de faixas exclusivas nesta segunda-feira nas regiões Sul, Norte e Central. Foto: Adamo Bazani.

São Paulo recebe mais 7 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nesta segunda-feira
Maior trecho é na região do Jabaquara. Vias em torno do centro velho da cidade também contam com a ampliação das faixas
ADAMO BAZANI – CBN
A partir desta segunda-feira, dia 28 de outubro, a cidade de São Paulo recebe mais sete quilômetros de faixas exclusivas para ônibus, somando 243 quilômetros e 400 metros.
O maior trecho é na região do Jabaquara, na zona Sul. A Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira vai contar com 5 quilômetros e 200 metros O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 6 horas da manhã até 8 horas da noite. E aos sábados das seis horas da manhã às duas horas da tarde. A faixa vai desde a Avenida Engenheiro George Corbisier até a Avenida Assembleia. Pelo trecho, passam cerca de 217 mil passageiros nos dias úteis, de acordo com a CET.
Já a região central recebe mais um quilômetro e cem metros de faixas.
As vias com novas faixas são Viaduto Dona Paulina, Praça Dr. João Mendes, Rua Anita Garibaldi e Avenida Rangel Pestana, até o Parque Dom Pedro II. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 6 horas da manhã às dez horas da noite e aos sábados das seis horas da manhã às duas horas da tarde. Pelos trechos passam 604 mil passageiros por dia.
Na zona Norte, recebem 700 metros de faixas exclusivas a Avenida Casa Verde e a Rua Dom Amaral Mousinho. A operação é no sentido centro, de segunda a sexta-feira, das 6 da manhã às 8 horas da noite e aos sábados das 6 horas da manhã às duas horas da tarde. Por dia útil, passam por estas vias 154 mil passageiros.
Os trechos são:
•Na Av. Casa Verde, entre a Avenida Prof. Celestino Bourroul e a Rua Dom Amaral Mousinho;
•Na Rua Dom Amaral Mousinho, entre a Av. Casa Verde e a Praça Delegado Amoroso Neto.
REDUÇÃO DE VELOCIDADE NA PAULISTA
A partir desta segunda-feira, dia 28 de outubro, o limite de velocidade na Avenida Paulista vai ser reduzido de 60 quilômetros por hora para 50 quilômetros por hora.
De acordo com a CET, o objetivo é reduzir acidentes e ampliar a segurança de pedestres e cliclistas.
Ainda segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, em 2012 foram registrados 106 acidentes na Avenida Paulista, sendo 32 atropelamentos, dois casos envolvendo ciclistas. Três pessoas morreram e 122 ficaram feridas.
Inicialmente não haverá multas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

9 comentários em São Paulo recebe mais faixas de ônibus e velocidade cai na Paulista a partir de segunda

  1. Sou totalmente contra a redução de velocidade máxima, por causa de alguns playboys (ex: aquele que tirou o braço de um humilde ciclista), todos vão ter que andar como tartarugas! Mais trânsito …
    Sugestão: Interessante arrumar a palavra cliclistas que aparece no texto!

  2. Manifestação sábado 26/10 ás 15:00, Em frente ao habib’s Av Itaquera com a AV Lider e Av. Waldemar Tietz na COHAB I É um desaforo aceitar que tirem esse Beneficio de tantas pessoas que precisam das linhas de Ônibus desativadas… Mesmo não utilizando irei para Gritar e Revindicar por muitas senhoras que não tem saúde para ir VEM PRA RUA VEM SÃO PAULO Ja conseguimos 9 Assinaturas no abaixo assinado pela criação da Nova CMTC e São Paulo precisa de 6 milhões de assinaturas vamos assinar galera. http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/28450

  3. Amigos,boa noite.

    Hoje achei o máximo da cara de pau estar escrito no jornalzinho do Buzão que a PMSP
    atingiu a “META” a de mais de 200 Km de faixas.

    E desde quando a PMSP tem metas ?

    Achoque a única foi é adotar a minha sugestão de corredor alá Paulo Gil.

    Não sabe nem otimizar o sistema (excluir linha)

    Esse marketing da fiscalizadora força demais, tá loko.

    Sem contar o outro jornalzinho que pedia para colaborarmos.

    De que adianta sea resposta é aquela que todo mundo já sabe.

    Nada foi constatado e o carro foi liberado.

    O velocímetro interno do 8 2986 não foi arrumado até hoje e se contar da primeira reclamação já se passaram meses

    Acho que a única meta é não consertar nada.

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    PIADA !

    Att,

    Paulo Gil

  4. Por causa dessa de ciclista (sejamos francos, a cidade não tem a menor condição de adotar bicicleta como meio de transporte) a cidade vai ficar cada vez mais insuportável…Se ja nas vias onde a velocidade é 60 km/h na faixa de ônibus é 50 km/h, agora na faixa a velocidade vai passar a ser de 40 km/h?

  5. Marisa Vanessa Norberto da Cruz // 26 de outubro de 2013 às 00:45 // Responder

    Peraí, metade da Avenida Eng. Armando de Arruda Pereira só tem duas faixas, essa implementação aí não vai dar certo, já vi até engavetamentos originadas pelas avenidas que tem uma faixa só para carros. E os ônibus fluem bem naquela região, não gostei dessa $#$#%# alteração.

  6. Se as pessoas atravessarem na faixa.. e os motoristas não passarem dos 60km/h ñ terá problemas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: