Mobilidade Urbana vai contar com a maior parte do PPA da prefeitura de São Paulo

ônibus

Ônibus em São Paulo. Mobilidade urbana deve contar com maior parte dos investimentos previstos no Plano Plurianual da Prefeitura

Mobilidade deve contar com mais de 30% das verbas em São Paulo
Plano Plurianual entre 2014 e 2017 prevê R$ 36,1 bilhões para a área
ADAMO BAZANI – CBN
O Plano Plurianual 2014-2017 de orçamento, enviado pelo prefeito Fernando Haddad, à Câmara Municipal de São Paulo estipula gastos de R$ 36,1 bilhões, o equivalente a 32,1% dos investimentos da prefeitura, para obras de mobilidade.
Entre as principais ações estão a modernização dos semáforos e construção de corredores exclusivos para ônibus.
O setor de mobilidade urbana é o que deve conta com a maior parte dos investimentos, seguido por obras de drenagem (13,16%), moradia (6,81%), educação (6,81%) e saúde (6,34%).
Todas as obras previstas no programa de metas da prefeitura somam até 2016, R$ 23,7 bilhões, um pouco acima do anunciado por Haddad. Boa parte dos recursos ainda depende de liberação de empréstimos e liberação de verbas federais.
Corte de despesas, renegociação das dívidas com a União e até aumento de receitas devem ser as fórmulas para a Prefeitura conseguir os recursos.
O Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo possui 123 objetivos. Entre eles está a conclusão até o final do mandato de 150 quilômetros de corredores de ônibus, muitos dos quais, no estilo BRT (Bus Rapid Transit), dotados de ponto de ultrapassagem, plataformas com piso de embarque e desembarque no mesmo nível do assoalho do ônibus e possibilidade de pagamento das passagens em estações, antes mesmo da chegada do veículo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN especializado em transportes

2 comentários em Mobilidade Urbana vai contar com a maior parte do PPA da prefeitura de São Paulo

  1. Amigos, boa noite.

    Não adianta injetar verba$$$ se a prática é o cao$$$$.

    Últimas quentinhas e fresquinhas do EX EX Corredor Rebouças hoje 02.10.13 após as 16:50 hs.

    1) Buzão da Sambaíba quebrado no sentido bairro centro após a Av. Paulista.

    Viatura da CET nem cambão não tem pra retirar o Buzão do EX EX Corredor, fica só anotando no “ipad”, não sei pra que, e o trambolho lá empacado no corredor.

    Acho que o pessoal ama estatísticas.

    Era o mínimo que a CET tem de ter é uma viatura equipada para puxar o Buzão uns 600m para a pista da direita ou para uma travessa próxima, mas nem isso tem.

    Afinal quem é o Presidente da CET ???

    2) SUV de bacana invadindo o corredor e além de tudo fica com a traseira do carro impedindo o Buzão de passar, o piloto teve muita paciência, deveria ter empurrado.

    3) Vans da TransporteTerapia de cidade do interior com a traseira da van impedindo o Buzão de passar.

    Nesse item cabe uma observação: A grande maioria dos motoristas das Vans da TransporteTerapia de todas as cidades do interiro (sem exceção), devem ter suas cartas caçadas, tamanha as barbaridades que fazem no EX EX Corredor Rebouças todos os dias

    Com certeza eles nem sabem o que é um corredor de Buzão.

    Acho que nem pra dirigir na roça eles são capacitados.

    Um detalhe, esses fatos são PÚBLICOS E NOTÓRIOS.

    Quem duvidar ou achar que eu estou exagerando, é só ficar uns 10 minutinhos no EX EX Corredor Rebouças observando, que verá todas essas barbaridades e mais um pouco, pois ainda têm os carros oficiais, secretos e com placas de bronze que dão seu “rolezinho” diário pelo EX EX Corredor Rebouças.

    RELAXO TOTAL

    Ahhhhhhh mais tudo vai melhora,r em breve a solução.

    A CMTC 2a geração.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Amigos, boa noite

    Falando em mobilidade, vou dar mais duas sugestões a lá Paulo Gil que com certeza vão ser implantadas, seja por bem (se forem inteligentes) ou mal mal, depois que ocorrer um acidente.

    1) As esteiras rolantes devem ser retiradas do acesso entre a estação Paulista da linha 4 do Metrô e a estação Consolação da LInha Verde do Metrô.

    Estas esteiras não comporta o estresse dos paulistanos, a velocidade delas é muito baixa.

    Rsssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    Passei nesse acesso entre as estações Paulista e Consolação as 13:40 hs aproximadamente, imaginem isso na hora do rush.

    Nem precisa imaginar, né ?

    É O CAOS.

    2) Ainda deve ser efetuado um estudo de fluxo de pessoas, pois o cruzamento das pessoas é no mínimo uma aberração do projeto, incluindo ainda uma ampliação daqueles tuneis.

    3) Outro absurdo é que não há uma ligação da estação Paulista com aquela passagem subterrânea que permita o acesso direto as plataformas de embarque do EX EX Corredor Rebouças.

    Inconcebível isto não ter sido feito ainda, alias deveria ter feito parte do projeto da linha 4 Amarela.

    Bom depois não digam que eu não avisei.

    Uma parte de$$a verba tem de $er deStinada a e$ta$ soluçõe$ a lá Paulo Gil.

    O que eu não entendo é como é que a engenharia dos Metrôs ainda não tomaram essa providência.

    Sugiro ao Corpo de Bombeiros que façam uma avaliação técnica também, pois na hora do “bololô”, vai sobrar pra vocês resolverem mais esta cáca, pois com certeza vão discar 193.

    Depois quando ocorrer Metrô KISS, não digam que o Paulo Gil não apresentou a solução.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: