Faixas de ônibus: o desrespeito é forte

carro-forte

Motorista de ônibus articulado na Paulista é obrigado a fazer um verdadeiro “contorcionismo” para evitar acidentes. O veículo de transporte coletivo, de grande porte, chega a “abraçar” o carro-forte para sair e voltar ao espaço que deveria ser seu. Foto: Adamo Bazani

Carros-fortes ignoram regras que proíbem invasão a faixas de ônibus
CET diz que invasão não é permitida e que neste ano já aplicou mais de 150 mil multas por invasão a faixas e quase 200 mil por desrespeito a corredores de ônibus, números que incluem diversos tipos de veículos
ADAMO BAZANI – CBN

carro-forte

Carros-fortes chegam a fazer filas na avenida Paulista. Baias são insuficientes. A baia foi ocupada pelo carro forte azul. O amarelo não esperou o outro carro-forte sair e parou na faixa, obrigando o ônibus articulado a entrar na via por onde passam os veículos particulares. Foto: Adamo Bazani.

Em vias de centros comerciais e financeiros da cidade de São Paulo, a quantidade de veículos do tipo carro-forte é grande até mesmo pela necessidade de transporte de valores movimentados nestes locais.
No entanto, uma cena cada vez mais comum é o desrespeito destes veículos às faixas exclusivas para ônibus.
A reportagem da CBN flagra todos os dias, sem exceção, estacionamento e circulação destes veículos no espaço exclusivo da Avenida Paulista, onde a faixa funciona nos dois sentidos, de segunda a sábado, das seis da manhã às dez da noite, entre a Praça Oswaldo Cruz e Rua Augusta.
Às vezes a parada destes veículos, na faixa e não nos recuos das calçadas, além de causar lentidão no trânsito, faz com que os motoristas de ônibus tenham de realizar manobras difíceis para evitarem acidentes.
Em nota, a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego informou que há algumas exceções que liberam a circulação e parada de carro-forte por causa da segurança, mas essas exceções não contemplam o estacionamento e o tráfego nas faixas de ônibus.
Assim, o carro-forte também é sujeito a multas caso seja flagrado nas faixas.

ônibus

Mesmo com o pisca-alerta ligado, carro-forte comete infração e obriga ônibus a desviar na região da faixa de pedestre. Foto: Adamo Bazani.

A CET não tem o número de quantos veículos deste tipo foram multados, já que segundo a companhia, os balanços levam em consideração somente as infrações.
De acordo com CET, de janeiro a agosto deste ano foram aplicadas 152 mil 701 multas por invasão às faixas de ônibus que ficam à direta e 199 mil 830 autuações para invasão aos corredores e faixas à esquerda do tráfego.
Invadir faixa à direita pode resultar em multa de R$ 53,20 e 3 pontos na Carteira Nacional de Habilitação. A invasão à esquerda é infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira.
Ainda segundo a CET, nas faixas da Avenida Paulista e da Avenida Doutor Arnaldo, desde quando começaram as fiscalizações, em 22 de julho, até o dia 31 de agosto, foram aplicadas 3 mil 159 multas a todos os tipos de veículos que invadiram os espaços exclusivos. Nestas vias, há uma equipe de 15 agentes, sendo cinco por turno: manhã, tarde e noite.

TÁXIS COM PONTOS DE EMBARQUE E DESEMBARQUE NA PAULISTA:

Para tentar diminuir o conflito entre o transporte coletivo de massa e os táxis na Avenida Paulista, sem prejudicar a velocidade dos ônibus e o trabalho dos taxistas, a Prefeitura de São Paulo estuda criar ao menos 81 pontos de embarque e desembarque na via.
A Avenida Paulista é um dos corredores por onde mais passam táxis na cidade de São Paulo.
Estes pontos seriam instalados nas 27 baias na Avenida.
Cada baia tem três vagas para carros pequenos, o que excluiu carro-forte, utilitário e VUC – Veículo Urbano de Carga, que também podem usar as áreas, mas ocupam mais espaço.
Os taxistas pedem que de três vagas, duas sejam destinadas aos táxis, que poderiam ficar até 15 minutos aguardando o passageiro.
A Prefeitura ainda não sabe se a medida será viável.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em Faixas de ônibus: o desrespeito é forte

  1. Deveria aumentar muta pra 2 mil ai queria ver qualquer um invadir,massss….

  2. Amigos, boa noite.

    Adamo, só uma observação:

    Deveria ser do Buzão não.

    É DO BUZÃO.

    E tem uma que é de arrepiar os cabelos.

    Na Pedroso de Moraes há uma escola onde as pessoas que vão buscar seus filhos que eles não para em fila dupla.

    Calma.

    ELES PARAM É NA VIA MESMO!

    Pasmem e essas pessoas tem bom nível sócio econômico.

    LAMENTÁVEL

    Nem 1000 CET´s resolvem, pois educação se aprende é no berço, não importa se o berço é de ouro ou de pé de pau.

    Se alguém quiser checar é só ver ao vivo e a cores todo santo dia no final da tarde.

    Att,

    PAulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: