Obras de dois corredores de ônibus do ABC com recursos do PAC começam neste ano

ônibus

Ônibus em Diadema, um dos municípios a serem beneficiados com os primeiros corredores construídos no ABC

Obras de dois corredores previstos no
PAC ABC podem começar ainda este ano

Em encontro mensal, no Consórcio, prefeitos planejaram estratégias visando
concretização dos investimentos anunciados pela Presidenta Dilma Rousseff

As obras dos corredores Leste/Oeste e Alvarenga/Robert Kennedy/Couros, beneficiando os municípios de São Bernardo do Campo e Diadema, serão as primeiras do pacote de investimentos anunciado pela presidenta Dilma Rousseff com previsão de início ainda neste ano. A estimativa foi feita pelo presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Luiz Marinho, durante assembleia de prefeitos realizada nesta segunda-feira, na sede da entidade.

O encontro mensal foi dedicado ao detalhamento dos projetos que receberão recursos da ordem de R$ 2,1 bilhões aprovados pelo governo federal e anunciados pela Presidenta Dilma Rousseff no último dia 19. Desse total, a maior parte, ou R$ 793 milhões, virá para a Mobilidade Urbana do ABC, a partir de propostas apresentadas nos últimos meses pelo Consórcio de forma articulada.

Os chefes do Executivo analisaram as estratégias e o andamento técnico que cada município precisa dar para que as obras e os projetos sejam agilizados. “Todos precisam dar conta da sua lição de casa. Estamos discutindo o planejamento das ações de forma que as primeiras fases de obras serão as que já tinham projetos, e as que não tinham projetos ficam para a segunda etapa”, lembrou Luiz Marinho. A verba federal prevê a destinação de R$ 31,6 milhões para projetos que poderão alavancar uma segunda etapa de obras em 2014, estimada em R$ 1,1 bilhão.

As obras de Mobilidade acontecerão em quatro eixos prioritários, todos priorizando o transporte coletivo: o corredor Guido Aliberti / Lauro Gomes / Taioca (Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul), com R$ 162,5 milhões; o corredor Alvarenga / Robert Kennedy / Couros (Diadema e São Bernardo), com R$ 306,3 milhões; o corredor Leste-Oeste, também beneficiando Diadema e São Bernardo, com investimento previsto de R$ 181,2 mi; e o corredor Sudeste, com R$ 137,8 milhões envolvidos e benefício direto para Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Além disso, está prevista verba de R$ 5 milhões para o Consórcio iniciar o projeto de um Centro de Controle Operacional.

Além da Mobilidade, os investimentos anunciados pela presidenta Dilma, e também debatidos durante o encontro mensal de prefeitos, incluíram a liberação de R$ 104 milhões para obras de contenção de encostas em 113 áreas de risco alto ou muito alto localizadas na região, R$ 644 milhões para o Programa Minha Casa, Minha Vida e R$ 542 milhões para Infraestrutura (água e esgoto).
Agenda Metropolitana
O presidente do Consórcio e prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, falou também da continuidade dos trabalhos de articulação do Consórcio para projetos futuros que envolvem o governo estadual. “Nós temos um conjunto de demandas junto ao Governo do Estado, da ordem de R$ 8 bilhões em diversas áreas. Nessa semana provavelmente vamos acertar a vinda do governador Geraldo Alckmin para anunciar um pacote que atenda a região”, antecipou Marinho.
Assessoria Consórcio Intermunicipal do ABC

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: