Iates, lanchas e luxos para bancar ônibus e metrô

ônibus

Iate usado pelo jogador do Barcelona (ex Santos), Neymar. Proposta da Câmara é que proprietários de veículos de luxo como iates,m jet ski e helicópteros também paguem IPVA e que os recursos sejam direcionados para que os passageiros de ônibus, trem e metrô paguem tarifas menores.

IPVA de lanchas e aviões para custear o transporte público
Projeto na Câmara quer que veículos deste tipo, usados por pessoas de maior renda, comecem a pagar o imposto para ajudar mobilidade urbana
ADAMO BAZANI – CBN
Uma PEC – Programa de Emenda Constitucional que tramita na CCJ – Comissão de Constituição e Justiça, da Câmara dos Deputados, propõe que aviões particulares, lanchas, motos aquáticas, iates, jatinhos e helicópteros particulares passem a pagar IPVA – Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores.
A PEC 140/2012 tem parecer favorável do relator Ricardo Berzoíni, mas parlamentares pediram vistas do parecer, impedindo momentaneamente que a matéria siga em frente.
A arrecadação do IPVA sobre estes veículos seria integralmente destinada para o financiamento de obras de mobilidade urbana, como corredores de ônibus e metrô, e barateamento das tarifas de transporte público.
O objetivo com o imposto é criar uma transferência de renda. As pessoas com maior poder aquisitivo, que têm condições de manter estes veículos de luxo, auxiliariam as pessoas com menor renda e que dependem de transporte público e que ao usarem este meio de deslocamento coletivos, ocupam melhor o espaço urbano e poluem menos em suas viagens.
O IPVA não tem um fim específico e pode legalmente ser tributado sobre veículos aéreos ou aquáticos e transferido para a mobilidade nas cidades.
Pela proposta, não seriam tributados aviões comerciais, barcos pesqueiros e helicópteros para usos determinados, como de emissoras de TV ou regaste.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Iates, lanchas e luxos para bancar ônibus e metrô

  1. Então nós não podemos ter mais nada porque o governo quer tirar , quem tem que pagar o transporte não é o ministério ? – Já não basta ser punido porque comprou carro zero com parcelas a perder de vista ? – Eles podem pedir ajuda também para a empresa OI , a Friboy , e outras empresas do atual governo.

  2. O Marcos tirou as palavras da ponta dos meus dedos

  3. Excelente iniciativa… Mudar o foco dos impostos, hoje nos salários e no consumo, para os grandes lucros e as grandes fortunas é um passo importante para termos tarifa zero…

  4. Amigos, bom dia.

    O Estado devia seguir a tão popular máxima:

    “NÃO INVEJE TRABALHE”

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: